Você deve tornar um NFS ou outro volume de armazenamento compartilhado acessível para todos os servidores em um grupo de servidores do VMware Cloud Director. Isso ajuda no gerenciamento de cluster do dispositivo e no fornecimento de armazenamento temporário para carregamentos, downloads e itens de catálogo que são publicados ou assinados externamente.

Importante: O dispositivo do VMware Cloud Director apenas oferece suporte ao tipo NFS de armazenamento compartilhado. O processo de implantação do dispositivo envolve a montagem do armazenamento do servidor de transferência compartilhado NFS. O dispositivo do VMware Cloud Director também configura a maioria dos detalhes do servidor NFS durante a implantação, incluindo permissões de diretório e propriedade. Você deve verificar se um ponto de montagem do NFS válido existe e se é acessível às instâncias do dispositivo do VMware Cloud Director.
Cada membro do grupo de servidores monta esse volume no mesmo ponto de montagem, que normalmente é /opt/vmware/vcloud-director/data/transfer. O espaço neste volume é consumido das seguintes maneiras:
  • Durante transferências, uploads e downloads ocupam esse armazenamento. Quando a transferência termina, os uploads e downloads são removidos do armazenamento. As transferências que não fizerem progresso para 60 minutos serão marcadas como expiradas e serão apagadas pelo sistema. Como imagens transferidas podem ser grandes, é uma boa prática alocar pelo menos centenas de gigabytes para esse uso.
  • Os itens de catálogo em catálogos externamente publicados e para os quais o cache do conteúdo publicado está ativado ocupam esse armazenamento. Itens de catálogos que são publicados externamente, mas que não permitem cache não ocupam esse armazenamento. Se você permitir que as organizações na sua nuvem criem catálogos que são publicados externamente, poderá assumir que centenas ou até mesmo milhares de itens de catálogo exigem espaço nesse volume. O tamanho de cada item de catálogo é cerca do tamanho de uma máquina virtual em um formulário OVF compactado.
  • Os backups de banco de dados do dispositivo podem consumir mais espaço do que os uploads e downloads.
  • O coletor de pacotes de log de várias células ocupa esse espaço.
  • Os dados dos nós do dispositivo e o arquivo response.properties ocupam esse espaço.
Observação: O volume do armazenamento do servidor de transferência deve ter capacidade para expansão futura.
Observação: O tempo de inatividade do NFS pode causar o funcionamento incorreto do cluster do dispositivo do VMware Cloud Director. A interface de usuário do HTML5 não responde enquanto o NFS está desativado ou não pode ser acessado. Outras funcionalidades que podem ser afetadas são a exclusão de uma célula primária com falha, a alternância, a promoção de uma célula em espera e assim por diante.
Observação: Quando você usa distribuições do Linux baseadas em Ubuntu ou Debian para o NFS, ocorre uma falha na criação de backups de banco de dados.

Requisitos para a configuração do servidor NFS

Há requisitos específicos para a configuração do servidor NFS, para que o VMware Cloud Director possa gravar arquivos em um local de armazenamento do servidor de transferência baseado em NFS e ler arquivos a partir dele. Devido a eles, o usuário vcloud pode realizar as operações de nuvem padrão enquanto o usuário raiz pode realizar uma coleta de logs de várias células.
  • A lista de exportação para o servidor NFS deve permitir que cada membro do servidor no seu grupo de servidores VMware Cloud Director tenha acesso de leitura/gravação à localização compartilhada que está identificada na lista de exportação. Esse recurso permite que o usuário vcloud grave e leia arquivos no/do local compartilhado.
  • O servidor NFS deve permitir acesso de leitura/gravação ao local compartilhado pela conta de sistema root em cada servidor no seu grupo de servidores VMware Cloud Director. Esse recurso permite coletar os logs de todas as células ao mesmo tempo em um único pacote usando o script vmware-vcd-support com suas opções de várias células. Você pode atender a esse requisito usando no_root_squash na configuração de exportação do NFS para este local compartilhado.
Por exemplo, se o servidor NFS tiver o endereço IP 192.168.120.7 e um diretório chamado vCDspace como o espaço de transferência para o grupo de servidores do VMware Cloud Director com a localização /nfs/vCDspace, para exportar esse diretório, você deverá garantir que sua propriedade e permissões sejam root:root e 750. O método para permitir acesso de leitura/gravação ao local compartilhado para duas células, vcd-cell1-IP e vcd-cell2-IP, é o método no_root_squash. Você deve adicionar a seguinte linha ao arquivo /etc/exports.
192.168.120.7/nfs/vCDspace VCD_Cell1_IP_Address(rw,sync,no_subtree_check,no_root_squash) VCD_Cell2_IP_Address(rw,sync,no_subtree_check)

Não deve haver espaço entre cada endereço IP da célula e o parêntese esquerdo imediato seguinte na linha de exportação. Se o servidor NFS for reinicializado enquanto as células estiverem gravando dados no local compartilhado, o uso da opção sync na configuração de exportação impedirá a corrupção de dados nesse local compartilhado. O uso da opção no_subtree_check na configuração de exportação melhora a confiabilidade quando um subdiretório de um sistema de arquivos é exportado.

Cada servidor no grupo de servidores do VMware Cloud Director deve ter permissão para montar o compartilhamento do NFS, inspecionando a lista de exportação da exportação do NFS. Exporte a montagem executando exportfs -a para exportar novamente todos os compartilhamentos do NFS. Os daemons de NFS rpcinfo -p localhost ou service nfs status devem estar em execução no servidor.