Atualizado em: 14 DE NOVEMBRO DE 2017

VMware Horizon Air | 29 DE AGOSTO DE 2016 

Verifique se há adições e atualizações para estas notas de versão.

Links para as notas da versão de outras versões (*indica o DaaS Agent): 15.3.2 | 15.3.3 | 16.6.1 | 16.6.2* | 16.11 | 16.11.1 | 16.11.2* | 17.1 | 17.1.1 | 17.2 | 18.1 | 18.3

O que há nas Notas de Versão

As notas de versão cobrem os seguintes tópicos:

Pré-requisitos 

Os pré-requisitos para a atualização para o Horizon Air 16.6 são os seguintes:

  • Todos os appliances e controladores de domínio devem ser sincronizados com uma fonte de hora precisa que esteja usando o protocolo NTP. O ideal é que seja utilizada uma fonte de hora NTP comum.
  • Todos os appliances devem ser capazes de executar pesquisas DNS diretas ou inversas para o nome de host totalmente qualificado de cada controlador de domínio que pode ser contatado a partir da rede pública do appliance.

Caso tenha alguma dúvida sobre esses pré-requisitos, entre em contato com o representante da VMware.

Novos recursos

Esta versão do Horizon® Air™ fornece as novas funcionalidades a seguir.

Substituição do Enterprise Center pelo console de administração do Horizon Air

O console de administração do Horizon Air substituiu agora o Enterprise Center como interface do usuário de administração do locatário do Horizon Air. O console possibilita uma experiência simplificada e torna o sistema DaaS mais rápido e fácil de usar para gerenciamento de imagem, configuração de área de trabalho e de aplicativos, qualificação de usuários e monitoramento do status do sistema.

O console é dividido em quatro partes:

  • Monitoramento – Visualizar atividades do usuário e do sistema.
  • Atribuições – Configurar pools de aplicativos RDSH, áreas de trabalho VDI dedicadas e flutuantes, e áreas de trabalho de sessão RDSH. Atribuições são um agrupamento do modelo de área de trabalho, tipo de pool, imagem ou aplicativos e qualificações do usuário.
  • Inventário – Visualizar a alocação do modelo de área de trabalho e a capacidade disponível, gerenciar imagens (anteriormente conhecidas como padrões gold) e visualizar o catálogo de aplicativos RDSH.
  • Configurações – Atualizar informações de conta, como registro de domínio, Active Directory, autenticações de dois fatores e configurações gerais. 

Observe as seguintes diferenças na funcionalidade: 

  • Não há pool de área de trabalho importado no Console administrativo do Horizon Air, então a opção de criar padrões gold (agora chamados imagens) nas áreas de trabalho importadas não está mais disponível.
  • Em um ambiente vCloud, fazer o backup de uma imagem (ou seja, padrão gold) no Console administrativo do Horizon Air sobrescreve qualquer backup anterior realizado para essa imagem.

Aplicativos personalizadas no Horizon Air 

Os clientes que desejarem usar aplicativos remotos invocados por um caminho executável num Servidor RDSH VM agora podem definir e associar tais configurações de aplicativo remoto com uma imagem RDSH no Catálogo de aplicativo.  Esta definição de Aplicativo personalizado pode ser usada para invocar aplicativos virtualizados gerenciados centralmente como ThinApps, bem como para registrar aplicativos remotos que foram instalados em VMs RDSH após a provisão do pool. Há dois tipos de aplicativos:

  • Os aplicativos remotos são aqueles importados de uma imagem RDSH que você publicou após adicionar aplicativos à imagem. Essa é a funcionalidade que existia anteriormente. 
  • Os aplicativos personalizados são adicionados especificando-se seus nomes e caminhos na imagem, usando a funcionalidade da página de Aplicativos. Isso não é recomendado, mas pode ser usado em algumas situações como inicializações de ThinApp. 

Para facilitar os Aplicativos personalizados, os seguintes itens foram adicionados à página de Aplicativos no Console administrativo do Horizon Air (Inventário > Aplicativos).

  • Três novos botões na parte superior esquerda da página: Novo, Editar e Excluir.

    Nota: As funções Editar e Excluir são somente para aplicativos personalizados.

  • A coluna Tipo na lista de aplicativos identifica o tipo de cada aplicativo (Remoto ou Personalizado) e permite classificar por tipo de aplicativo.

Adicionar um novo Aplicativo personalizado

  1. Clique no botão Novo no topo da página de Aplicativos.

    O primeiro diálogo de Novo Aplicativo é exibido.

  2. Clique em Personalizado.

    Nota: A outra opção é clicar em Imagem para abrir a página de Imagens, onde se pode instalar aplicativos em uma imagem RDSH existente e publicá-la.

    O segundo diálogo de Novo Aplicativo é exibido.

  3. Insira informações conforme descrito abaixo.
    Campo Descrição
    Nome Nome exclusivo para o novo aplicativo
    Caminho do Aplicativo Local do aplicativo executável na VM (por exemplo, Z:\Customapps\app.exe) ou caminho especificado UNC (por exemplo, \\fileserver.accounting.com\vol1\software\app.exe)
    Imagens RDSH a serem usadas

    Imagens que deseja usar com o aplicativo. Clique na caixa e selecione na lista suspensa

    A lista inclui os padrões Windows Server 2008/2012 gold, que são usados para atribuições de aplicativos.

    Arquivo de Ícone

    Arquivo .png (32 x 32 pixels) para usar como ícone de aplicativo. [opcional]

    Clique em Escolher Arquivo para procurar o arquivo

    Versão Número da versão do aplicativo [opcional]
    Publicador Publicador do aplicativo [opcional]
  4. Clique em Salvar.

Editar um aplicativo personalizado existente

  1. Selecione um aplicativo na página de Aplicativos e clique no botão Editar no topo da página.

    A caixa de diálogo Editar Aplicativo é exibida.

  2. Editar informações como descrito abaixo.
    Campo Descrição
    Nome Nome exclusivo para o novo aplicativo
    Caminho do Aplicativo Local do aplicativo executável na VM (por exemplo, Z:\Customapps\app.exe) ou caminho especificado UNC (por exemplo, \\fileserver.accounting.com\vol1\software\app.exe)
    Imagens RDSH a serem usadas

    Imagens que deseja usar com o aplicativo. Clique na caixa e selecione na lista suspensa

    A lista inclui os padrões Windows Server 2008/2012 gold, que são usados para atribuições de aplicativos.

    Arquivo de Ícone

    Arquivo .png (32 x 32 pixels) para usar como ícone de aplicativo. [opcional]

    Clique em Escolher Arquivo para procurar o arquivo

    Versão Número da versão do aplicativo [opcional]
    Publicador Publicador do aplicativo [opcional]
  3. Clique em Salvar.

Excluir um Aplicativo personalizado

  1. Selecione um aplicativo na página de Aplicativos e clique no botão Excluir no topo da página.

    A caixa de diálogo de confirmação é exibida.

  2. Clique em OK para confirmar a exclusão.

O View Agent Direct Connect não é mais necessário

A partir desta versão, o Horizon Air não precisa mais usar o componente View Agent Direct Connect (VADC).

Procedimento de pesquisa atualizado no Console de administração do Horizon Air

Para realizar pesquisas no AD usando a interface de administração do locatário do Enterprise Center antigo, era necessário inserir a inicial do DN. Por exemplo, ao pesquisar "CN=Admin", era possível encontrar o grupo de Administradores integrados. No Console de administração do Horizon Air, você deve pesquisar inserindo somente o nome. Neste exemplo, deve ser inserido “Admin” em vez de “CN=Admin”.

Nota relacionada à documentação do usuário do Horizon Air

A Central de documentação do Horizon Air 16.6, que é iniciada quando o usuário clica no ícone de ajuda na interface do usuário, está localizada aqui: https://pubs.vmware.com/horizon-air-166/index.jsp

Se os usuários estiverem usando o Horizon Air protegido por um firewall, será necessário certificar-se de que eles conseguem acessar a URL acima para visualizar a documentação.

Notas de suporte do produto

Necessário Access Point 2.7.2

Agora o Access Point 2.7.2 é necessário. Para obter mais informações sobre esta versão do Access Point, consulte Documentação do Access Point da VMware.

Necessário DaaS Agent 16.6

Quando os appliances do locatário são atualizados, é necessário instalar o DaaS Agent 16.6 para que toda a funcionalidade do Horizon Air 16.6 seja aproveitada.

Recomendações de atualização do DaaS Agent 16.6

Para obter plena vantagem do recurso de Emparelhamento do agente do Horizon Air, recomenda-se que as orientações abaixo sejam seguidas.

  • Para atribuições da área de trabalho flutuante, atualize o agente na imagem, faça um bootstrap e publique-a novamente. Em seguida, é possível Forçar atualizações para a imagem, de modo que todas as áreas de trabalho atualizem os agentes que tiverem passado por bootstrap. 
  • Para atribuições de área de trabalho dedicadas, defina a configuração de registro "pairWithLegacyCredentials" (em HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Wow6432Node\VMware, Inc.\VMware DaaS Agent) como 1 para todas as VMs da área de trabalho dedicada em que você estiver atualizando o DaaS Agent. Em seguida, prossiga com a atualização do agente normalmente.

Você pode usar a configuração de Emparelhamento de agente para controlar os agentes que se comunicam com o gerenciador de área de trabalho DaaS. Para obter mais informações, consulte Editar Configurações Gerais no guia da Administração do Horizon Air.

Necessário Agente Horizon 7

É necessário instalar o Agente Horizon 7 da VMware em todas as máquinas virtuais.

  • Ao instalar o Agente Horizon, você deve desmarcar a opção para instalar o componente View Composer. 
  • Há um limite de desempenho com o Agente Horizon 7.0.1. Há uma redução de 20% observada na consolidação do Blast. A expectativa é que esse problema seja solucionado no Horizon 7.0.2.

Para obter mais informações, consulte Instalar o Horizon Agent na seção de Configuração do HTML Access (Blast) do Manual do Provedor de Serviços do Horizon Air 16.6, e também os procedimentos de instalação padrão e silenciosa do Horizon Agent online.

O View Agent Direct Connect não é mais necessário

Como mencionado anteriormente, o Horizon Air não precisa mais usar o componente View Agent Direct Connect (VADC).

Requisitos de firmware para Tera2 client 

Um Firmware 5.1.1 ou superior é necessário para conectar o Horizon Air usando um Tera2 client. 

Defeitos corrigidos

Os seguintes defeitos foram corrigidos nesta versão:  

  • Quando um usuário que não fazia parte de um grupo de usuários registrados era adicionado à uma atribuição no console de administração do Horizon Air, ocorriam as seguintes limitações:
    • Tais usuários não podiam fazer uma conexão RDP a menos que fossem explicitamente adicionados ao grupo de Usuários da área de trabalho remota na(s) área(s) de trabalho de destino. 
    • As pesquisas da tela de mapeamentos no Enterprise Center não encontravam usuários que não fizessem parte de algum grupo registrado, fossem ou não atribuídos a qualquer atribuição ou área de trabalho.

    Esse problema foi solucionado, de modo que essas limitações não mais ocorrem. (DT-6471)

  • Os seguintes problemas ocorriam no processo de adição de usuários às atribuições:
    • Depois que um usuário era removido de um pool, ele ainda tinha uma área de trabalho atribuída e conseguia fazer login no pool. A área de trabalho atribuída tinha que ser removida manualmente pelo administrador. 
    • Quando uma área de trabalho era removida da atribuição de um usuário, este continuava sendo exibido na atribuição da interface do usuário. No entanto, o usuário não conseguia mais fazer login na atribuição. O administrador tinha que atribuir manualmente o usuário a uma nova área de trabalho ou remover o usuário da atribuição. 
    • As seguintes associações não podiam ser encontradas por meio da função de pesquisa: 
      • Quando um usuário era atribuído manualmente a uma área de trabalho, não era possível descobrir a relação entre o usuário e a atribuição em uma pesquisa. 
      • Se um usuário fosse adicionado a uma atribuição e, em seguida, fizesse login na atribuição, não era possível encontrar a relação entre o usuário e a atribuição em uma pesquisa.

    Esse problema foi solucionado e não ocorre mais. (DT-7432)

  • Podia ocorrer falha na autenticação se a senha do usuário incluísse qualquer um dos seguintes caracteres especiais: <    >   (    )

    Isso foi solucionado, de modo que essas senhas funcionarão como esperado. (1556912)

Problemas conhecidos e soluções alternativas

Seguem problemas conhecidos desta versão.

  • Adicionar em uma atribuição um aplicativo que contenha E comercial (&) no nome de atalho inutiliza todos os aplicativos dessa atribuição.

    Solução: Substitua "&" por "e". (1683837)

  • Quando um usuário individual (por exemplo, que não esteja em um grupo) é adicionado a uma atribuição, ele não tem acesso à atribuição como esperado.

    Solução: Adicione o usuário a um grupo e, em seguida, adicione o grupo à atribuição. Além disso, é possível configurar uma política GPO para adicionar um usuário no grupo local RDP. (1629484)

  • O login falha quando o nome do usuário contém um caractere não ASCII na página de login do Portal da área de trabalho ao usar o navegador do Microsoft Edge. 

    Solução: Use outro navegador, como o Chrome ou o Firefox. (1705157)

  • Os usuários não conseguem se conectar com o Horizon DaaS usando um Tera2 client.

    Solução: Para resolver esse problema, atualizar para o Firmware 5.1.1 ou superior. (1672822)

  • Se a senha do banco de dados do locatário incluir um caractere de E comercial (&), a instalação falhará, embora a criação do Locatário tenha sido bem-sucedida. 

    Solução: Não use um E comercial na senha. (DT-5754)

  • Se você tiver usuários qualificados para vários pools e pilhas de aplicativo, recomenda-se que você, como administrador, defina de maneira consistente se um volume gravável do usuário está ativado para um usuário e/ou grupo específico. 

    Solução: Nenhum (1649833)

  • Na página de Aplicativos, o botão Ocultar só é ativado quando o aplicativo selecionado na lista é um aplicativo remoto (somente um aplicativo pode ser selecionado por vez). Na página de aplicativos Aplicativo > Oculto, o botão Ocultar também é usado para reexibir o aplicativo remoto que estiver oculto. 

    Solução: Nenhum (1649006)

  • Na página Locais, um compartilhamento de arquivo ainda pode mostrar um status Verde (conectado) mesmo após o compartilhamento de arquivo ser desmontado. 

    Solução: Nenhum (1713335)

  • Durante a criação da imagem, se você restaurar a VM em um instantâneo que tenha sido tirado antes de fazer o bootstrap do agente, este talvez não consiga se comunicar se já tiver passado por bootstrap antes da restauração do instantâneo da VM.

    Solução: Para evitar esse problema, não restaure uma VM em um instantâneo tirado antes do processo de bootstrap, caso o agente já tenha passado por bootstrap. (1703603)

  • Ao exportar um arquivo .csv na página de Mapeamento da área de trabalho, o conteúdo do arquivo exportado talvez não corresponda ao idioma da interface do usuário. 

    Solução: Nenhum (1707858)

  • Ao exportar um arquivo .csv na página de Atividades, o arquivo exportado mostra o protocolo do usuário incorretamente como RDP em vez de Blast. 

    Solução: Nenhum (1716065)

  • As VMs da área de trabalho em uma atribuição na área de trabalho dedicada continuam sendo iniciadas, mesmo se o modo de Emparelhamento do agente for atualizado a partir do Modo de atualização 16.6 para o Modo 16.6.

    Solução: Para evitar esse problema, antes de definir o emparelhamento do agente como Modo 16.6, solicite ao seu Fornecedor de serviços que defina element.allocator.staticVM.agentState.check como verdadeiro, solicite a todos os usuários de atribuição de área de trabalho dedicada que façam logoff e, em seguida, atualize o modo de emparelhamento do agente como 16.6. (1711744)

  • Ao criar uma nova atribuição e definir Blast como protocolo padrão, isso não reflete no Horizon Client ao conectar-se com o locatário. 

    Solução: Nenhum (1716712)

  • Para uma Atribuição de aplicativo que tenha grupos de usuários atribuídos, somente o número de grupos (em vez do número total de usuários nos grupos) é exibido na coluna Usuários da página de Atribuição. 

    Solução: Nenhum (1718354)

  • Em ambientes maiores, o cache ARP é excedido durante determinadas operações (por exemplo, logoffs massivos/sequenciais iniciados a partir do console do administrador). Isso causa interrupções de rede inesperadas.

    Solução: Aumente os limites de coleta de lixo ao editar o arquivo /etc/sysctl.conf. Isso pode ser feito a qualquer momento após o appliance do locatário/DM ser criado com êxito, conforme relatado pelo Service Center (apesar de que, se isso for feito após os pools terem sido criados, os usuários finais serão afetados pela reinicialização).

    1. Crie uma cópia de trabalho do arquivo.

      cp /etc/sysctl.conf /tmp/sysctl.conf

    2. Edite o arquivo como superusuário com um editor de texto disponível, por exemplo:

      vi /tmp/sysctl.conf

    3. Adicione as seguintes linhas ao arquivo.

      net.ipv4.neigh.default.gc_thresh1 = 4096

      net.ipv4.neigh.default.gc_thresh2 = 4096

      net.ipv4.neigh.default.gc_thresh3 = 4096

    4. Verifique se sua edição foi bem-sucedida, como no exemplo abaixo. 

      diff /etc/sysctl.conf /tmp/sysctl.conf

      66a67,69

      > net.ipv4.neigh.default.gc_thresh1 = 4096

      > net.ipv4.neigh.default.gc_thresh2 = 4096

      > net.ipv4.neigh.default.gc_thresh3 = 4096

    5. Copie a versão editada no local da versão original.

      cp /tmp/sysctl.conf /etc/sysctl.conf

    6. Reinicie o appliance.

     (1716010)

check-circle-line exclamation-circle-line close-line
Scroll to top icon