O inventário de seu tenant do Horizon Cloud contém ativos como farms RDSH, imagens publicadas, aplicativos e máquinas virtuais (VMs) importadas. Os ativos são blocos de construção dos quais as áreas de trabalho e os aplicativos remotos atribuídos de seus usuários finais são derivados. Você acessa esse inventário e os vários ativos usando Inventário no Horizon Universal Console.

Atenção: Conforme descrito em Tour do Horizon Universal Console com base na nuvem o console é dinâmico e reflete recursos apropriados para a configuração de seu ambiente de tenant, minuto a minuto. O acesso aos recursos descritos nessa documentação pode depender de fatores incluindo, e não se limitando a:
  • Se o recurso depende do código do sistema disponível apenas no manifesto de pod do Horizon Cloud mais recente, na versão do pod do Horizon ou no Horizon Cloud Connector.
  • Se o acesso ao recurso está com disponibilidade limitada, conforme declarado nas Notas da versão no lançamento do recurso.
  • Se o recurso exige licenciamento ou SKUs específicos.

Quando você vir a menção de um recurso nessa documentação e não vir esse recurso no console, primeiro consulte as Notas da versão para saber se o acesso ao recurso é limitado e a maneira como você pode solicitar a ativação em seu tenant. Como alternativa, quando você acreditar que tem o direito de usar um recurso descrito nessa documentação e não o encontrar no console, poderá pedir ao seu representante do VMware Horizon Cloud Service ou, se não tiver um representante, poderá registrar uma solicitação de serviço (SR) para a equipe do Horizon Cloud Service, conforme descrito em Como registrar uma solicitação de suporte no Customer Connect (VMware KB 2006985).

Devido à natureza dinâmica do console, em seu ambiente em tempo real, você pode ver entradas e rótulos que são variações daqueles descritos aqui.

Lembrete: Uma frota de pods conectados à nuvem pode consistir em dois tipos de pod diferentes. Um pod do Horizon é o tipo de pod com base no Horizon Connection Server e é implantado em uma plataforma baseada no VMware SDDC. Um pod do Horizon Cloud é o tipo de pod com base na tecnologia do gerenciador de pods e é implantado no Microsoft Azure pelo implantador de pods do Horizon Cloud, conforme descrito em Pods do Horizon Cloud: usar a página Capacidade para adicionar pods.

Ativos de aplicativos

No Inventário, você acessa fluxos de trabalho que envolvem a adição de ativos relacionados ao aplicativo no inventário e o gerenciamento desses ativos. Esses ativos relacionados a aplicativos incluem aplicativos do App Volumes e aplicativos remotos baseados em farm. Consulte Aplicativos no inventário do Horizon Cloud.

Ativos de farms

No Inventário, você acessa fluxos de trabalho relacionados a farms para criar e gerenciar farms RDSH e suas VMs RDSH. Consulte Farms no Horizon Cloud e seus subtópicos.

Ativos de imagem

No Inventário, você acessa fluxos de trabalho relacionados a imagens. Os rótulos e as páginas reais que você vê no console e os fluxos de trabalho disponíveis aos quais essas páginas dão suporte podem variar dependendo dos tipos de pods atualmente em sua frota de pods.

Quando sua frota de pods é composta unicamente de pods do Horizon conectados à nuvem
Os pods do Horizon conectados à nuvem oferecem suporte ao uso de recursos do Serviço de Gerenciamento de Imagens do Horizon e do gerenciamento de imagens de vários pods. As imagens de vários pods são fornecidas pelo Serviço de Gerenciamento de Imagens do Horizon. Os fluxos de trabalho de gerenciamento de imagens de vários pods são abordados no guia Gerenciamento de imagens do Horizon por meio da nuvem.
Quando sua frota de pods inclui pelo menos um pod do Horizon Cloud no Microsoft Azure
Os pods do Horizon Cloud oferecem suporte ao uso de imagens por pod em seu inventário do Horizon Cloud. Consulte os seguintes tópicos que descrevem fluxos de trabalho para imagens por pod:
A partir da versão de manutenção de julho de 2021, quando todos os pods do Horizon Cloud forem do manifesto 2632 ou posterior e seu tenant estiver configurado para usar o Universal Broker, os recursos do Serviço de Gerenciamento de Imagens do Horizon e do gerenciamento de imagens de vários pods estarão disponíveis para uso com esses pods. Os fluxos de trabalho de gerenciamento de imagens de vários pods são abordados no guia Gerenciamento de imagens do Horizon por meio da nuvem.

Ativos de VM importados

No Inventário, você acessa a página em que pode iniciar a criação e a importação automatizadas de uma imagem de VM de base em um único pod do Horizon Cloud no Microsoft Azure, bem como realizar algumas operações nas VMs listadas, como desligá-las e ligá-las. As máquinas virtuais (VMs) listadas nessa página são aquelas que foram trazidas para o seu ambiente do Horizon Cloud das seguintes maneiras:

Antes de uma VM poder ser usada em uma atribuição de área de trabalho VDI ou farm, essa VM deve ser convertida em um estado publicado. Isso também é conhecido como selar a imagem. Mesmo que a página VMs Importadas inclua uma ação para converter uma VM de base listada em um estado publicado, em vez de usar a ação dessa página, normalmente se cria uma imagem publicada e selada usando as páginas relacionadas a imagens descritas na Ativos de imagem da seção anterior. Garanta que a VM tenha todos os aplicativos e drivers que você deseja instalar nela antes de selá-la.

Para um pod do Horizon Cloud no Microsoft Azure, a ação Redefinir o emparelhamento do agente da página atualiza o estado do agente que governa a troca de chaves entre o gerenciador de pods e o agente na VM importada com a finalidade de proteger as conexões entre os dois. Como um par de chaves é usado para fazer essas conexões seguras, o termo emparelhamento é usado para descrever essa troca de chaves. Você normalmente usa esse fluxo de trabalho nos seguintes cenários:

  • Para uma VM recém-importada usando o fluxo de trabalho automatizado para importar VMs do Microsoft Azure Marketplace: neste cenário, esta ação reinicia o software do agente que o fluxo de trabalho instalou na VM, o que conclui o emparelhamento.

    Para uma VM na qual você criou e instalou manualmente o software do agente, usando o fluxo de trabalho manual para importar VMs do Microsoft Azure: neste cenário, esta ação reinicia o software do agente que o fluxo de trabalho instalou na VM, o que conclui o emparelhamento.

    Para uma VM listada que mostra uma mensagem de erro em sua coluna de status do agente: neste cenário, esta ação reinicia o software do agente para reparar a falha de emparelhamento e concluir o emparelhamento.

Algumas observações adicionais sobre a página VMs Importadas:

  • Se o processo para importar uma imagem do Microsoft Azure Marketplace falhar, o sistema gerará uma notificação sobre a falha e exibirá um link Com falha na coluna Status do Agente. Clicar nesse link abre a página Notificação, na qual é possível ler o motivo da falha.
  • A página VMs Importadas não atualiza automaticamente. Após realizar uma ação, talvez você precise clicar na ação de atualizar para ver o status atual. Por exemplo, quando uma VM é desligada, e você escolhe a ação Ligar, a página exibe Em andamento, pois o processo de ligar é iniciado e continua a mostrar esse status até que você atualize a página.
  • Se os recursos de gerenciamento de imagem de vários pods estiverem disponíveis em seu ambiente de tenant, a ação Mover para Imagens de Vários Pods estará disponível para uso em VMs que são imagens VDI de sessão única. Essa ação é usada principalmente em VMs importadas manualmente para ativar seu uso nos fluxos de trabalho de imagem de vários pods.