Use a página Intermediário do Horizon Universal Console para modificar as configurações relacionadas a agente que se aplicam a todo o seu ambiente de tenant do Horizon Cloud.

Conforme descrito em Tour do Horizon Universal Console com base na nuvem para tarefas administrativas no Horizon Cloud, o console reflete dinamicamente o estado atual do seu ambiente de tenant. Como resultado, o console exibe seções nesta página e as várias configurações com base em quais são relevantes e apropriadas para o estado atual e atualizado do ambiente de tenant.

Observação: Quando qualquer uma das configurações descritas nas seções abaixo é alterada, pode levar até 5 minutos para que a atualização entre em vigor.
  • As configurações nas seções Tempo Limite da Sessão.
  • A configuração Limpar as Credenciais do HTML Access Quando a Guia é Fechada.

Universal Broker

O console exibe essa seção quando o tenant está configurado para que os pods conectados à nuvem usem o Universal Broker para intermediar os clientes dos usuários finais para os respectivos recursos provisionados por pod autorizado. Para alterar qualquer uma das configurações do Universal Broker, clique no ícone de lápis ao lado do rótulo Universal Broker e siga os prompts na tela. Para obter mais detalhes sobre as configurações na tela, consulte as informações descritas em Definição das configurações do Universal Broker.

Intermediador de Pod Único

O console exibe essa seção quando o tenant está configurado para que os pods do Horizon Cloud no Microsoft Azure usem o método de intermediação clássico baseado em pod do serviço para intermediar os clientes dos usuários finais para os respectivos recursos provisionados por pod autorizado. Esses pods são aqueles que executam a tecnologia de gerenciador de pods do Horizon Cloud.

Tempo limite da sessão

Essas configurações governam as conexões dos usuários finais feitas dos dispositivos de endpoint deles usando o Horizon Client, o Horizon HTML Access e o Workspace ONE. Você pode ajustar essas configurações de tempo limite para alocar tempo suficiente e evitar que um usuário descubra inesperadamente que precisa se autenticar novamente no Horizon Cloud. Essas configurações estão associadas à conexão entre o cliente em execução no dispositivo de endpoint do usuário final autorizado e o pod que provisiona áreas de trabalho VDI, áreas de trabalho de sessão RDS e aplicativos remotos para esse usuário final autorizado. Essas configurações são separadas das relacionadas à sessão conectada dos usuários para o sistema operacional Windows subjacente daquelas áreas de trabalho e aplicativos. Quando o pod detecta que ocorreram as condições determinadas por essas configurações, ele expirará a conexão autenticada do Horizon Client, Horizon HTML Access ou Workspace ONE do usuário.

Tempo limite Descrição
Intervalo de Pulsação do Client Controla o intervalo entre os heartbeats do Horizon Client e o estado da conexão do endpoint com o gerenciador de pods no pod. Essas pulsações informam para o gerenciador de pods a quantidade de tempo ocioso decorrido na conexão ao endpoint. O tempo ocioso ocorre quando não há interação com o dispositivo de endpoint, ao contrário do tempo ocioso na sessão do sistema operacional Windows que é baseado no uso do aplicativo remoto ou da área de trabalho do usuário. Em implantações de áreas de trabalho de grande porte, a configuração das pulsações das atividades em intervalos mais longos pode reduzir o tráfico de rede e aumentar o desempenho.
Usuário ocioso do Client Em relação à conexão entre o dispositivo de endpoint de um usuário final e o gerenciador de pods do pod, o tempo máximo durante o qual o usuário final pode ficar ocioso nessa conexão, como quando nenhuma atividade de teclado ou de mouse é detectada no dispositivo cliente. Quando esse tempo máximo é atingido, a autenticação da conexão com o gerenciador de pods expira, e todas as conexões de aplicativo remoto (baseado em RDS) ativas do Horizon Client, do Horizon HTML Access e do Workspace ONE são fechadas.
  • As credenciais de Single Sign-on (SSO) no gerenciador de pods são descartadas. O usuário deve se autenticar novamente no cliente para reabrir uma conexão a partir do dispositivo de endpoint para se conectar ao gerenciador de pods desse pod.
  • As sessões de aplicativo baseado em RDS são desconectadas.
Observação: Defina o tempo limite do Usuário Ocioso do Client para ser no mínimo o dobro da definição do Intervalo de Pulsação do Client para evitar que ocorram desconexões inesperadas com os usuários finais.
Sessão do Agente do Client Em relação à conexão entre o dispositivo de endpoint de um usuário final e o gerenciador de pods do pod, o tempo máximo que uma conexão do Horizon Client, do Horizon HTML Access ou do Workspace ONE pode ficar conectada ao gerenciador de pods antes da expiração da autenticação da conexão. A contagem do tempo limite é iniciada a cada vez que o usuário se autentica no pod do cliente no dispositivo de endpoint. Quando esse tempo limite é atingido, o usuário pode continuar a trabalhar na sessão existente que está atualmente atribuída a partir do gerenciador de pods. Se o usuário executar uma ação no cliente no dispositivo de endpoint que exija comunicação com o gerenciador de pods, como alterar uma configuração de cliente, o gerenciador de pods exigirá uma conexão reautenticada. O usuário final deve efetuar login novamente no cliente pelo dispositivo de endpoint (Horizon Client, Horizon HTML Access ou Workspace ONE).
Observação: O tempo limite da Sessão do Intermediário do Client deve ser no mínimo igual à soma da definição do Intervalo de Pulsação do Client e do tempo limite do Usuário Ocioso do Client.
HTML Access
A configuração Limpar as Credenciais do HTML Access Quando a Guia é Fechada afeta a segurança do sistema e a facilidade de uso quando os usuários finais usam o HTML Access para acessar suas áreas de trabalho ou aplicativos. A configuração determina se os usuários finais devem inserir suas credenciais novamente.
  • Um valor de Sim, a opção que enfatiza a segurança, solicita que os usuários finais insiram as credenciais novamente quando se reconectam.
  • Um valor de Não, a opção que enfatiza a facilidade de uso, não solicita os usuários finais a inserirem as credenciais quando se reconectam.
Opções de Pool/Farm
A opção Permitir que o Cliente Aguarde a VM Desligada controla o que acontece se o usuário usa o Horizon Client para tentar se conectar a um aplicativo da área de trabalho ou remoto, quando a máquina virtual VDI ou RDSH subjacente é desligada na nuvem. Como resultado de configurações de gerenciamento de energia da atribuição ou do farm RDSH, pode não haver capacidade suficiente de máquina virtual ligada para atender à solicitação do cliente. Quando a conexão é iniciada, o Horizon Cloud começa a ligar a máquina virtual subjacente necessária para atender à solicitação. No entanto, embora a máquina virtual subjacente esteja sendo ligada, o agente do Horizon Cloud na máquina virtual ainda não foi iniciado ainda e não consegue responder à solicitação de conexão do Horizon Client. Como pode levar algum tempo entre a conexão do cliente e a inicialização do agente, você pode usar essa opção para que o cliente tente novamente a conexão e informe ao usuário final o tempo estimado. Nesse cenário, quando a opção Habilitar Nova Tentativa do Cliente está definida como Sim, o cliente apresenta uma mensagem ao usuário final que descreve o tempo de espera estimado.
  1. O Horizon Cloud começa a ligar a máquina virtual subjacente na nuvem que atenderá à solicitação do cliente do usuário final.
  2. O Horizon Cloud notifica o Horizon Client para tentar novamente a conexão quando o agente na máquina virtual está funcionando.
  3. O cliente informará o usuário com uma mensagem que descreve o tempo de espera estimado antes de o cliente tentar a conexão novamente.