As VNets nas quais os pods do Horizon Cloud são implantados devem ter a capacidade de resolver nomes externos e nomes de máquinas internos. Durante o processo de implantação do pod, o implantador baixa com segurança o software do pod para o seu ambiente do Microsoft Azure a partir de endereços externos na camada de controle do Horizon Cloud. A capacidade de resolver os nomes de máquina virtual (VM) internos é necessária para operações de ingresso no domínio do Active Directory no Horizon Cloud do pod com as VMs que são implantadas em seu ambiente do Microsoft Azure.

Importante: Por fim, o principal requisito é que as VMs relacionadas ao pod que precisam acessar nomes DNS específicos possam fazer isso. Se você tiver sua topologia de VNet configurada para que os nomes de máquinas internos e os nomes externos possam ser resolvidos pelas VMs relacionadas ao pod que precisam fazer isso. É preciso garantir que qualquer topologia de VNet que você esteja usando no Microsoft Azure na qual deseja implantar o pod permita que as VMs de pod implantadas nas sub-redes necessárias relevantes possa obter essa resolução de nome DNS. Para ver especificações sobre os requisitos de resolução DNS, consulte Requisitos de DNS para um pod do Horizon Cloud no Microsoft Azure.

Se você pretende usar o recurso para que o gateway externo seja implantado na própria VNet separada da do pod, essas VNets devem estar emparelhadas, e você e sua equipe de rede devem garantir que a topologia de VNets emparelhadas forneça as configurações de DNS dessa topologia para atender aos principais requisitos de DNS do pod, conforme descrito no parágrafo anterior. O conjunto de documentações do Horizon Cloud não abrange detalhes de topologias de VNet avançadas que sua equipe de rede pode ter personalizado para uso.

Em uma assinatura do Microsoft Azure, a conectividade da rede interna não está configurada por padrão. Em ambientes de produção, você ou sua equipe de rede normalmente definiria as configurações de DNS da rede virtual para apontar para um servidor DNS válido que possa resolver nomes externos, bem como funcionar no Microsoft Azure para suas máquinas corporativas. Por exemplo, você pode desejar implantar uma máquina virtual do Microsoft Windows Server 2016 nessa rede virtual para agir como o servidor DNS e definir a configuração de DNS da rede virtual para apontar para o endereço IP do servidor DNS implantado.

Para ambientes de prova de conceito, se as políticas de segurança e privacidade da sua organização permitirem, você poderá configurar um DNS interno para delegar para um DNS público externo a resolução de nomes externos. Algumas organizações e ISPs fornecem servidores de nome públicos e recursivos para serem usados para esses fins, como OpenDNS em 208.67.222.222 ou Google Public DNS em 8.8.8.8. Para obter uma lista de amostra de servidores de nome públicos e recursivos, consulte o artigo na Wikipédia Servidor de nome recursivo público.

Pré-requisitos

Certifique-se de que sua região do Microsoft Azure tenha a topologia de VNet que você planeja especificar no assistente do implantador do pod. Consulte Configurar a rede virtual necessária no Microsoft Azure.

Certifique-se de que as configurações do servidor DNS que você ou sua equipe de rede vão configurar para essa topologia de VNet possam alcançar e resolver os nomes externos específicos necessários para uma implantação de pod bem-sucedida. Para obter detalhes, consulte Requisitos de DNS para um pod do Horizon Cloud no Microsoft Azure.

Procedimento

  1. Na barra de navegação à esquerda do portal do Microsoft Azure, clique no item do menu Redes Virtuais do Microsoft Azure no menu principal do portal do Microsoft Azure (Redes virtuais) e clique na rede virtual que você pretende usar para o pod.
  2. Exiba as configurações do servidor DNS da rede virtual clicando em Servidores DNS.

    No portal do Microsoft Azure, a lista de Configurações da rede virtual

  3. Usando a opção Personalizado, adicione o endereço do servidor DNS que você deseja utilizar para a resolução de nomes e clique em Salvar.

O que Fazer Depois

Certifique-se de que os requisitos de acesso do implantador do pod para DNS, portas e protocolos sejam cumpridos na topologia de VNet. Consulte Requisitos de DNS para um pod do Horizon Cloud no Microsoft Azure e Requisitos de portas e protocolos para um pod do Horizon Cloud no manifesto da versão de setembro de 2019 ou posteriores.