Você usa marcadores para associar suas atribuições de área de trabalho a versões de imagem específicas em um fluxo de imagens.

A figura a seguir ilustra o estado inicial de um cenário de gerenciamento de imagem.

Figura 1. Estado Inicial do Marcador Associado

Diagrama mostrando o estado inicial das associações de marcador entre pools e imagens

Nesse cenário, vários pools da área de trabalho usam versões diferentes no fluxo de imagens Win10CorpKnow. O administrador usa marcadores para associar versões de imagem específicas a pools específicos. Por exemplo, o administrador provisionou o Pool 1 para um grupo de usuários dedicado ao teste de aceitação do usuário. Marcando o Pool 1 e a versão de imagem 19 com o marcador Teste de aceitação do usuário, o administrador garante que as áreas de trabalho no Pool 1 sejam clonadas da versão de imagem 19.

Agora, suponhamos que o administrador queira fornecer aos testadores de aceitação do usuário uma imagem da área de trabalho modificada. Para realizar essa tarefa, primeiro o administrador cria uma nova versão 20 no catálogo de imagens. Em seguida, ele personaliza a imagem subjacente na instância do vCenter Server do pod de origem e publica a versão 20 personalizada em todos os outros pods. Por fim, eles reassociam o marcador Teste de aceitação do usuário da versão 19 à versão 20, conforme mostrado na figura a seguir.

Figura 2. Estado Editado do Marcador Associado

Diagrama mostrando o estado editado de marcadores associados a pools e imagens

Reassociando o marcador Teste de aceitação do usuário, o administrador redefine a imagem usada para o Pool 1. A reassociação do marcador aciona um processo automático no qual todas as áreas de trabalho no Pool 1 são atualizadas com a versão 20 da imagem.