Mais clientes estão a mover a carga de trabalho para a infraestrutura da nuvem pública e esperam estender a SD-WAN de sites remotos para a nuvem pública para garantir o SLA. Existem várias opções oferecidas pelo VMware, tirando partido do VMware SD-WAN Gateways distribuído para estabelecer o IPSec para uma rede privada da nuvem pública ou implementar o Edge virtual diretamente no Google Cloud Platform (GCP).

Para uma implementação de ramo pequeno que requer um débito inferior a 1 G, pode ser implementado um único Edge virtual na rede privada do GCP. Para implementações de centros de dados maiores que exigem tráfego de vários GB, pode ser implementado o clustering do hub.

Observação: No design de clustering do VMware SD-WAN Hub, uma instância de camada 3 é aproveitada no lado LAN para executar o BGP entre os hubs no cluster e a instância de camada 3 para distribuição do caminho em LAN. Uma vez que o router GCP não suporta o protocolo de encaminhamento dinâmico, é necessário um router virtual de terceiros na infraestrutura GCP.

Este documento ilustra uma topologia básica e um fluxo de trabalho de alto nível para implementar um SD-WAN Edge virtual (vVCE) no GCP. Consulte Implementação do Edge virtual no GCP.

Pré-requisitos

  • Conta do GCP e informações de início de sessão.
  • Familiaridade com conceitos de rede GCP. Para obter mais informações, consulte https://cloud.google.com/vpc/docs/overview.
  • O SD-WAN Orchestrator de destino e a conta de administração para iniciar sessão.

Tipos de máquinas GCP

O débito da largura de banda e o número de interfaces de rede precisam de ser considerados ao dimensionar o Edge virtual do VMware SD-WAN. O número mínimo de interfaces de rede necessário é três (GE1, GE2, GE3).

Débito

30 Mbps

50 Mbps

100 Mbps

200 Mbps

400 Mbps

1 Gbps

vCPU 2 2 2 2 4 4
Memória 4 GB 4 GB 4 GB 8 GB 8 GB 8 GB

Tipo de máquina

vCPUs Memória (Gb) Máx. de NICs
n1-standard-4 4 15 4
n1-standard-8 8 30 8