O sistema gera planos de execução de implantação com base no blueprint do aplicativo. É possível revisar o plano de execução e adicionar tarefas personalizadas para realizar tarefas personalizadas adicionais antes da implantação do aplicativo.

As linhas azuis pontilhadas no plano de execução definem uma ordem específica na qual as tarefas de implantação serão executadas.

As tarefas de provisionamento de inicialização de host e agente aparecem perto dos componentes de cada nó. Para aplicativos implantados no ambiente do vRealize Automation, além das tarefas de inicialização de host e de agente, a tarefa de provisionamento de inicialização de rede é exibida. As tarefas de provisionamento exibem os processos que ocorrem antes que o agente execute as tarefas de instalação e configuração para cada componente. Quando uma implantação apresentar falha, será possível ver os logs da tarefa de provisionamento para solucionar o problema. Não é possível adicionar tarefas personalizadas entre as tarefas de provisionamento de host, inicialização de agente ou inicialização de rede em um plano de implantação de execução.

Se um aplicativo incluir serviços externos que precisam de scripts para serem executados, máquinas virtuais temporárias aparecerão no plano de execução. O Application Services remove essas máquinas virtuais após a execução bem-sucedida dos scripts nas tarefas de provisionamento de inicialização de host e agente. Se o aplicativo apresentar falha antes que as máquinas virtuais temporárias sejam removidas, será preciso identificar os nós que incluem as máquinas virtuais de serviços externos e removê-los do ambiente em nuvem.

Um blueprint ajuda a gerar um plano de execução comum para um aplicativo em todos os ambientes de implantação. Às vezes, é preciso personalizar o plano de execução para cada ambiente de implantação. Por exemplo, quando um aplicativo for implantado no ambiente de implantação de produção, talvez seja preciso enviar um email após a implantação. No ambiente de implantação de teste, tais verificações podem não ser necessárias. É possível criar uma tarefa personalizada de email para enviar um email de notificação quando a tarefa de implantação de um serviço ou um componente de aplicativo for concluída com êxito. É possível adicionar essa tarefa ao plano de execução no perfil de implantação, que será implantado no ambiente de implantação de produção.

Cuidado: Verifique se nenhum processo está solicitando interação do usuário quando a tarefa personalizada estiver em execução. Qualquer interrupção pausa a tarefa, fazendo com que ela permaneça em um estado ocioso indefinidamente. É possível cancelar a implantação do aplicativo após uma hora ou o Application Services não fará a implantação em um estado ocioso após três dias.

Pré-requisitos

Procedimento

  1. Analise as tarefas de provisionamento, componentes e dependências no plano de execução.
  2. Clique no botão Expandir cluster (Expandir o nó clusterizado) para expandir o nó, caso esteja clusterizado.
    Se o nó clusterizado não for expandido, a tarefa personalizada será adicionada apenas à primeira máquina virtual no cluster. Se um arquiteto de aplicativos modificar um nó para um nó clusterizado, uma tarefa personalizada existente será aplicada apenas à primeira máquina virtual no cluster. Um implantador deve verificar, durante a implantação, se a tarefa personalizada se aplica à primeira máquina virtual ou a todas as máquinas virtuais no cluster e executar as etapas apropriadas.
  3. Para serviços e componentes que tenham scripts associados, clique na seta para baixo ao lado do nome do componente ou do serviço para exibir o script ou as definições de variável usadas no script.
  4. (Opcional) Selecione o botão Adicionar tarefa de script () e arraste as tarefas personalizadas até o nó.
    Quando você arrasta o botão Adicionar tarefa de script, aparecem âncoras ( Adicionar ícone de âncora de tarefa) que indicam onde é possível inserir a tarefa personalizada. Para um nó clusterizado, adicione a tarefa personalizada a cada nó.
    Por exemplo, é possível arrastar uma ou mais tarefas personalizadas para o nó do Servidor de aplicativos, Servidor do banco de dados ou Balanceador de carga.
    Depois de soltar uma tarefa personalizada em um nó, a caixa de diálogo Adicionar tarefa personalizada será aberta.
  5. (Opcional) Selecione uma tarefa no menu suspenso Nome da tarefa da biblioteca.
    A tarefa personalizada compatível para o sistema operacional do nó aparecerá. Por exemplo, se uma tarefa personalizada for compatível com o sistema operacional CentOS 6.3 e o sistema operacional do nó for Ubuntu 12.4.2, a tarefa não será listada no menu.

    Quando você selecionar uma tarefa personalizada, os detalhes da tarefa, do script e da propriedade aparecerão na caixa de diálogo.

  6. (Opcional) Para substituir um valor de propriedade na guia Propriedades, clique na propriedade.
    Por exemplo, em uma tarefa personalizada de envio de email, uma das propriedades será o endereço de email do destinatário. É possível definir o valor do endereço de email da propriedade no endereço de email do destinatário.
    1. Na caixa de diálogo Editar propriedade, digite o novo valor da propriedade ou selecione uma propriedade existente no menu suspenso para vinculá-la a uma das propriedades no blueprint do aplicativo.
    2. Clique em Salvar.
  7. (Opcional) Na caixa de diálogo Adicionar tarefa personalizada, analise os detalhes do script e da propriedade da tarefa personalizada e clique em OK.
  8. Clique em Avançar para analisar as configurações do perfil de implantação.
  9. Clique em Salvar.
  10. Clique em OK.

Resultados

O perfil de implantação é relacionado para a versão do aplicativo.

O que Fazer Depois

Use o perfil de implantação para implantar o aplicativo. Consulte Implantar com um perfil de implantação único.