O comando de importação da CLI importa um pacote que inclui aplicativos e respectivos blueprints associados, além de perfis de implantação, serviços externos, políticas, serviços, modelos lógicos e tarefas personalizadas disponíveis entre diferentes instâncias do Application Services.

É possível importar somente pacotes criados com o comando de exportação. Não é possível importar um pacote que tenha sido alterado ou criado de uma forma diferente do comando de exportação.

Você deve pertencer ao grupo de negócios proprietário de todos os objetos do pacote de importação para importar os objetos.

Quando você executa o comando import-package, importa o pacote inteiro para o servidor de destino. Não é possível importar objetos do pacote seletivamente.

Não é possível importar serviços externos com o mesmo nome para grupos de negócios diferentes, e não é possível importar um serviço externo como uma dependência caso ele pertença a outro grupo de negócios.

  • Verifique se o aplicativo que contém o perfil de implantação no dispositivo de origem é um aplicativo compartilhado ou propriedade privada do grupo de destino no dispositivo de destino. A importação de um perfil de implantação para um aplicativo privado pertencente a qualquer grupo de negócios diferente do grupo de destino não é compatível.
  • Verifique se o blueprint usado na criação do perfil de implantação não foi alterado durante a importação; qualquer alteração no blueprint, mesmo que pequena, não permitirá que nós e componentes sejam mapeados e esse caso de uso não tem suporte.

É possível importar um perfil de implantação como uma dependência de um aplicativo compartilhado ou como uma dependência de um aplicativo privado pertencente ao grupo de negócios de destino. Além disso, verifique se o blueprint usado na criação do perfil de implantação foi alterado durante a importação, pois mesmo uma pequena alteração impedirá que nós e componentes sejam mapeados. Antes de importar um perfil de implantação, salve a tarefa personalizada que você adicionou ao plano de execução da implantação. Consulte Revisar o plano de execução e adicionar tarefas personalizadas.

Para que o processo de importação seja concluído com êxito, os objetos no pacote não podem incluir caracteres que não sejam ASCII.

O comando import-package

O comando import-package da CLI tem o formato a seguir.

import-package --importFilePath pathname --targetGroup obgname --ConflictResolutionAction action

A tabela a seguir descreve os componentes obrigatórios do comando import-package.

Componente de comando da CLI Descrição
import-package O nome do comando import-package.
--importFilePath pathname Especifica o nome do caminho do pacote de importação. Por exemplo, --importFilePath /home/dev/joomla.zip especifica o local e o nome do pacote de importação joomla.zip.
--targetGroup busgroupname Especifica o grupo de negócios proprietário do objeto a ser importado. As políticas são excluídas. Qualquer um no locatário pode acessar uma política e, portanto, o grupo de negócios proprietário é ignorado.
--ConflictResolutionAction action Especifica a ação de resolução de conflito CHECK, SKIP, OVERWRITE ou IMPORTASNEW. Um comando import-package deve especificar uma ação de resolução de conflito.

A tabela a seguir descreve as ações de resolução de conflito a serem usadas durante a importação de objetos com um pacote de importação.

Ação de resolução de conflitos Descrição
CHECK Lista todos os objetos do pacote de importação e indica se um objeto existe no destino. Determina uma correspondência ao comparar os nomes de objeto e os identificadores de versão. Um identificador de versão tem o formato principal.secundário.micro.qualificador, por exemplo, 2.0.1.beta.
SKIP

Copia o objeto do pacote caso o objeto não exista no destino. Não copia o objeto caso o objeto exista no destino. Um objeto copiado pertence ao grupo de negócios proprietário especificado por --TargetGroup.

OVERWRITE Substitui o conteúdo de um objeto pelo conteúdo do pacote caso o objeto exista no destino. Copia um objeto que não existe no destino para o grupo de negócios proprietário especificado por --TargetGroup. O usuário conectado deve pertencer ao grupo de negócios proprietário dos objetos no pacote para importá-los.
IMPORTASNEW Copia um objeto do pacote para o destino com um novo nome caso o objeto exista no destino. O novo objeto pertence ao grupo de negócios proprietário especificado por --TargetGroup. É necessário especificar um sufixo para o objeto renomeado com a opção --suffix.

A tabela a seguir descreve as opções de comando disponíveis.

Opção de comando da CLI Descrição
--shared

Compartilha os novos itens no pacote com os membros de todos os grupos de negócios no locatário. Se omitido, torna os novos itens no pacote privados para os membros do grupo de negócios proprietário.

--suffix sfxtext Adiciona um sublinhado e o texto especificado representado por textodosufixo ao final de todos os objetos copiados do pacote como uma correspondência. Por exemplo, se você especificar --suffix NEW e copiar apache:1.0.0 do pacote, o novo nome do objeto será apache _NEW com a versão 1.0.0. O grupo de negócios proprietário do novo objeto será o grupo de destino especificado por --targetGroup.

SKIP e OVERWRITE

import-package --importFilePath /home/dev/dukes.zip --conflictResolutionAction SKIP --targetGroup Development
import-package --importFilePath /home/dev/dukes.zip --conflictResolutionAction OVERWRITE --targetGroup Development