É possível adicionar scripts e serviços compatíveis a templates lógicos de amostra ou personalizados quando você cria um template de blueprint do aplicativo. Você pode mapear os modelos lógicos para modelos de nuvem reais do vCloud Director, do vRealize Automation ou do Amazon EC2. Os templates lógicos permitem que um blueprint do aplicativo permaneça compatível com qualquer nuvem.

Como parte da definição de template lógico, é possível descrever quais serviços já estão instalados no template com o sistema operacional. Normalmente, nas organizações de TI, apenas alguns agentes de monitoramento de desempenho ou verificadores de vírus são instalados em um template. Além disso, por exemplo, o vFabric tc Server pode ser pré-instalado no template lógico para agilizar as implantações. Caso você costume usar um determinado serviço ao implantar um template lógico, ele poderá ser pré-instalado para que não seja necessário adicioná-lo a cada implantação.

É possível compartilhar um template lógico de modo público ou privado em um grupo. O compartilhamento é compatível no nível do componente e não no nível da versão individual.

Salve as alterações frequentemente. A sessão da interface do usuário do Application Services expira após 30 minutos de inatividade. Se a sessão expirar, todas as alterações que não foram salvas serão perdidas.

Pré-requisitos

Procedimento

  1. Na barra de título do Application Services, clique no menu suspenso e selecione Biblioteca > Modelos lógicos.
  2. Clique em Novo.
  3. Defina o nome do template lógico, adicione uma descrição e clique em Salvar.
    Para controlar qual template de nuvem ou sistema operacional você está usando, inclua o nome do template de nuvem ou do sistema operacional.
  4. Clique em Criar versão LT para criar uma versão do template lógico.
    É possível criar várias versões de um template lógico.
    Uma página é aberta para criar uma versão do template lógico.
  5. Preencha as informações de versão do template.
    Opção Descrição
    Nome O nome da versão do template lógico permanece o mesmo.
    Versão Adicione um qualificador para diferenciar as versões entre principais e secundárias, como 1.2.1 ou 1.0.1-CentOS56-32bit.
    Descrição Adicione informações detalhadas sobre o template lógico. Por exemplo, descreva um script que você está usando ou a quantidade de tamanho de disco necessária.
    Tags

    Categorize modelos lógicos com base nas funções fornecidas. O Application Services organiza os modelos com base em tags que você vê quando cria um blueprint de implantação de um aplicativo.

    Observação: Apenas tags designadas como Tipo de servidor são exibidas no menu suspenso.

    É possível adicionar múltiplas tags.

    Para usar uma tag que não esteja na lista, clique em Cancelar e selecione Biblioteca > Tags para criar uma tag.

    SO suportado

    Especifique o sistema operacional instalado no template lógico. As informações do sistema operacional são usadas no blueprint do aplicativo para limitar quais serviços podem ser adicionados ao template. Nem todos os serviços são executados em todos os sistemas operacionais. Por exemplo, se você especificar o sistema operacional Ubuntu, ao usar o modelo em um blueprint e tentar adicionar um serviço que não é compatível com o Ubuntu, o Application Services impedirá que você adicione o serviço.

    Para usar um nome de sistema operacional que não está na lista, clique em Cancelar e selecione Biblioteca > Sistemas operacionais para criar um nome oara o sistema operacional.

  6. Mapeie um template de nuvem para o template lógico.
    É possível adicionar vários templates de nuvem a uma versão do template lógico ou selecionar diferentes templates de nuvem para diferentes nuvens. Mesmo que você esteja usando o mesmo provedor de nuvem, talvez seja necessário selecionar diferentes templates de nuvem no momento da implantação para permitir diferentes configurações de template.

    Os mapeamentos duplicados de template de nuvem e de template lógico não são salvos, nem linhas vazias.

    Por exemplo, com vários templates de nuvem, é possível usar o mesmo template lógico. Se você estiver implantado um ambiente de produção, poderá selecionar um template de nuvem que tenha uma grande quantidade de espaço em disco. Para um ambiente de teste ou de preparo, é possível selecionar um template de nuvem com uma pequena quantidade de espaço em disco.
    1. Na coluna Nome do orovedor de nuvem, clique na seta para baixo para selecionar um provedor.
      É exibida uma lista dos provedores de nuvem que você criou.
    2. Na coluna Template de nuvem, clique na seta para baixo para designar um template de nuvem.
      Os modelos de nuvem que pertencem ao mesmo grupo que o usuário aparecem no menu suspenso. Se a lista de modelos de nuvem estiver vazia, os modelos de nuvem existentes não pertencem ao seu grupo ou um template de nuvem não foi registrado.
  7. (Opcional) Para mapear vários templates de nuvem para um template lógico, repita Etapa 6.
  8. (Opcional) Defina um serviço pré-instalado.
    1. Na coluna Nome do serviço, clique na seta para baixo para selecionar um serviço pré-instalado.
    2. Para usar um serviço que não esteja na lista, clique em Cancelar e selecione Biblioteca > Serviços para criar um serviço e os scripts de ação que ele inclui.
      Se algum serviço pré-instalado for adicionado a um template lógico após a criação de um blueprint, os novos serviços pré-instalados não serão adicionados ao nó.
  9. (Opcional) Adicione os novos serviços pré-instalados ao nó.
    1. Arraste o template lógico com o serviço pré-instalado para o blueprint do aplicativo.
    2. Transfira os serviços e os componentes para o novo template lógico.
    3. Recrie as dependências aplicáveis e exclua o template antigo.
  10. Quando terminar de criar o template, clique em Salvar.

Resultados

O template lógico que você criou é adicionado à página Modelos lógicos. O template também aparece na lista de templates lógicos que é possível incluir quando você cria um blueprint de implantação para um aplicativo.

O que Fazer Depois

Copie uma versão existente de um template lógico, edite ou exclua o template. Consulte Manter versões do template lógico.