Você pode exportar programaticamente o conteúdo de um ambiente do vRealize Automation para outro usando a API REST do vRealize Automation ou usando o vRealize CloudClient.

Por exemplo, você pode criar e testar seus blueprints em um ambiente de desenvolvimento e, em seguida, importá-los para o ambiente de produção, ou você pode importar uma definição de propriedade de um fórum da comunidade. Você pode importar e exportar programaticamente qualquer um dos seguintes conteúdos do vRealize Automation:

  • Blueprints de aplicativo e todos os seus componentes

  • Blueprints de máquina do IaaS

  • Componentes do Software

  • Blueprints do XaaS

  • Definições de propriedade

  • Grupos de propriedades

Tabela 1. Escolhendo sua ferramenta de importação e exportação

Ferramenta

Mais informações

vRealize CloudClient

VMware%20Developer%20Center

API REST do vRealize Automation

Consulte Guia de programação e Referência da API REST na documentação do vRealize Automation em https://www.vmware.com/support/pubs/vcac-pubs.html.

Observação:

Quando estiver exportando e importando blueprints de maneira programática nas implantações do vRealize Automation, por exemplo, de um ambiente de teste para um de produção ou de uma organização para outra, é importante saber que dados de modelo de clonagem estão incluídos no pacote. Quando você importa o pacote do blueprint, as configurações padrão são propagadas com base nas informações do pacote. Por exemplo, se você exportar e em seguida importar um blueprint criado usando-se um fluxo de trabalho do tipo clone e o modelo do qual os dados de clonagem derivaram não existir em um endpoint na implantação do vRealize Automation na qual você importou o blueprint, algumas configurações de blueprint não serão aplicáveis a essa implantação.