O vRealize Automation inicia uma máquina recém-provisionada de uma imagem ISO e, em seguida, passa o controle para a sequência especificada de tarefas do SCCM.

O provisionamento do SCCM tem suporte à implantação de sistemas operacionais Windows. O Linux não tem suporte. A distribuição e as atualizações de software não têm suporte.

Esta é uma visão geral de alto nível das etapas necessárias para a preparação para o provisionamento do SCCM:

  1. Consulte o seu administrador de rede para certificar-se de que os seguintes requisitos de rede foram atendidos:

    • A comunicação com o SCCM exige o nome NetBios do servidor do SCCM. Pelo menos um Distributed Execution Manager (DEM) deve ser capaz de resolver o nome completo do servidor do SCCM para o respectivo nome NetBios.

    • Os servidores do SCCM e do vRealize Automation devem estar na mesma rede e disponíveis um para o outro.

  2. Crie um pacote de software que inclua o agente guest do vRealize Automation. Consulte Criar um pacote de software para o provisionamento do SCCM.

  3. No SCCM, crie a sequência de tarefas desejada para realizar o provisionamento da máquina. A etapa final deve ser a instalação do pacote de software que você criou e que contém o agente guest do vRealize Automation. Para obter informações sobre a criação de sequências de tarefas e instalar pacotes de software, consulte a documentação do SCCM.

  4. Crie uma imagem ISO de inicialização sem interferência para a sequência de tarefas. Por padrão, o SCCM cria uma imagem ISO de inicialização de baixa interferência. Para obter informações sobre a configuração do SCCM para imagens ISO sem interferência, consulte a documentação do SCCM.

  5. Copie a imagem ISO para o local exigido pela sua plataforma de virtualização. Se você não souber o local adequado, consulte a documentação fornecida pelo seu hipervisor.

  6. Obtenha as seguintes informações para que os arquitetos de blueprint possam incluí-las nos blueprints:

    1. O nome da coleta que contém a sequência de tarefas.

    2. O nome do domínio totalmente qualificado do servidor SCCM no qual reside a coleta contendo a sequência.

    3. O código do site do servidor SCCM.

    4. Credenciais de nível de administrador para o servidor SCCM.

    5. (Opcional) Para integrações no SCVMM, a ISO, disco rígido virtual ou perfil do hardware para conectar às máquinas provisionadas.

    Observação:

    Você pode criar um grupo de propriedades com a propriedade SCCMProvisioningProperties definida para incluir todas as informações exigidas. Isso facilita a inclusão de informações nos blueprints.