Você usa um único fluxo de trabalho no vRealize Orchestrator para injetar sua lógica personalizada nos stubs de fluxo de trabalho do IaaS e atribuir seus ciclos de vida personalizados a blueprints de máquinas.

Observação:

Os stubs de fluxo de trabalho são substituídos pelas inscrições de fluxo de trabalho do agente de eventos. Eles ainda estão disponíveis, têm suporte e podem ser usados, mas serão removidos em uma versão futura do vRealize Automation. Para garantir a compatibilidade com produtos futuros, você deve usar as inscrições de fluxo de trabalho para executar fluxos de trabalho personalizados com base em alterações de estado. Consulte Configurando inscrições de fluxo de trabalho para estender o vRealize Automation.

Você deve projetar seus fluxos de trabalho personalizados do vRealize Orchestrator para aceitar entradas de cadeia de caracteres. Se o seu fluxo de trabalho personalizado espera um tipo de dados complexo, crie um fluxo de trabalho encapsulador que examine esse valor complexo e o converta em uma cadeia de caracteres. Para obter um exemplo de fluxo de trabalho de encapsulamento, consulte a amostra de modelo de fluxo de trabalho, fornecida em Biblioteca > vRealize Automation > Infraestrutura > Extensibilidade.