Você pode migrar uma ou mais máquinas virtuais gerenciadas em um ambiente do VMware vRealize ™ Automation para um ambiente diferente do vRealize Automation.

Por Que e Quando Desempenhar Esta Tarefa

Uma máquina virtual gerenciada é uma máquina virtual gerenciada em um ambiente do vRealize Automation e pode ser visualizada no console.

Pré-requisitos

  • Faça login no console do vRealize Automation como administrador de estrutura e como gerente de grupos de negócios.

Procedimento

  1. Gere um arquivo de dados CSV da máquina virtual.
    1. Selecione Infraestrutura > Administração > Importações em massa.
    2. Clique em Gerar Arquivo CSV.
    3. Selecione Gerenciadas no menu suspenso Máquinas.
    4. Selecione um dos tipos de recursos disponíveis no menu suspenso Recurso.

      Opção

      Descrição

      Endpoint

      Informações necessárias para acessar um host de virtualização.

      Recurso de processamento

      Informações necessárias para acessar um grupo de máquinas virtuais que estejam desempenhando uma função semelhante.

    5. Selecione o nome do recurso de máquina virtual do menu suspenso Nome.
    6. (Opcional) Selecione Incluir propriedades personalizadas.

      Você inclui propriedades personalizadas ao importar uma máquina virtual para uma nova implantação com as mesmas propriedades.

    7. Clique em OK.
  2. Edite seu arquivo de dados CSV da máquina virtual.

    A necessidade ou não de editar o arquivo de dados CSV depende da semelhança dos ambientes de origem e de destino. Se os valores de configuração no ambiente de origem não corresponderem aos valores no ambiente de destino, você deverá editar o arquivo de dados CSV para que esses valores correspondem antes de iniciar a migração.

    1. Abra o arquivo CSV e edite as categorias de dados para que correspondam às categorias existentes no ambiente de destino do vRealize Automation.

      Para migrar máquinas virtuais contidas em um arquivo de dados CSV, cada máquina virtual deve ser associada a uma reserva, um local de armazenamento, um blueprint, um componente de máquina e um proprietário existente no ambiente de destino do vRealize Automation. Todos os valores de cada máquina virtual devem estar presentes no ambiente de destino do vRealize Automation para que a migração seja bem-sucedida. Você pode alterar os valores da reserva, do local de armazenamento, do blueprint e do proprietário, ou adicionar um endereço IP estático a máquinas virtuais individuais ao editar o arquivo CSV.

      Título

      Comentário

      Exemplo

      # Importar--Sim ou Não

      Selecione Não para evitar que uma máquina virtual específica seja importada.

      Sim

      Nome da máquina virtual

      Não altere.

      MyMachine

      ID da máquina virtual

      Não altere.

      a6e05812-0b06-4d4e-a84a-fed242340426a

      Reserva de host (nome ou ID)

      Insira o nome ou a ID de uma reserva no ambiente de destino do vRealize Automation.

      DevReservation

      Host de armazenamento (nome ou ID)

      Insira o nome ou a ID de um local de armazenamento no ambiente de destino do vRealize Automation.

      ce-san-1:custom-nfs-2

      Nome da implantação

      Insira um novo nome para a implantação que você está criando no ambiente de destino do vRealize Automation.

      Cada máquina virtual deve ser migrada para sua própria implantação. Não é possível importar uma única máquina virtual para uma implantação existente. Você não pode importar várias máquinas virtuais em um único ambiente.

      ImportedDeployment0001

      ID do blueprint convergido

      Insira a ID do blueprint no ambiente de destino do vRealize Automation que você usa para importar a máquina virtual.

      Certifique-se de inserir apenas o ID do blueprint. Não insira o nome do blueprint. Você deve selecionar um blueprint que contenha apenas um componente de máquina virtual. O blueprint deve ser publicado e adicionado a um direito.

      ImportBlueprint

      ID do blueprint de componente

      Insira o nome do componente de uma máquina virtual que esteja contido no blueprint selecionado. Não é possível importar uma máquina virtual para um blueprint que tenha mais de um componente.

      ImportedMachine

      Nome do proprietário

      Insira um usuário no ambiente de destino do vRealize Automation.

      user@tenant

      Exemplo de uma linha de CSV completa e devidamente formatada: Yes, MyMachine, a6e05812-0b06-4d4e-a84a-fed242340426, DevReservation, ce-san-1:custom-nfs-2, Imported Deployment 0001, ImportBlueprint, ImportedMachine, user@tenant

    2. Se você estiver migrando uma máquina virtual com um endereço IP estático, acrescente um comando no seguinte formato ao arquivo CSV.

      ,VirtualMachine.Network#.Address, w.x.y.z, HOP

      Configure o comando com as informações apropriadas na máquina virtual.

      • Troque # pelo número da interface de rede que está sendo configurada com esse endereço IP estático. Por exemplo, VirtualMachineNetwork0.Address.

      • Troque w.x.y.z pelo endereço IP estático da máquina virtual. Por exemplo, 11.27.42.57.

      • A cadeia de caracteres HOP, Oculta, Não criptografada, Sem tempo de execução, define a visibilidade da propriedade. Essa propriedade padrão é removida da máquina virtual após uma importação bem-sucedida.

      Para que uma migração seja bem-sucedida, o endereço IP deve estar disponível em um grupo de endereços configurado corretamente. Se o endereço não puder ser encontrado ou já estiver em uso, a migração ocorrerá sem a definição de um endereço IP estático, e um erro será registrado.

    3. Salve o arquivo CSV.
  3. Use a interface de gerenciamento do vRealize Automation para migrar sua máquina virtual para um ambiente do vRealize Automation.
    1. Selecione Infraestrutura > Administração > Importações em massa.
    2. Clique em Novo.
    3. Insira um nome exclusivo para essa tarefa na caixa de texto Nome, por exemplo, migração gerenciada 10.
    4. Insira o nome de arquivo CSV na caixa de texto Arquivo CSV procurando pelo nome de arquivo CSV.
    5. Selecione as opções de importação.

      Opção

      Descrição

      Hora de início

      Define uma data de início futura. A hora de início escolhida será a hora local do servidor, e não a hora local da estação de trabalho do usuário.

      Agora

      Inicia o processo de migração imediatamente.

      Atraso (segundos)

      Se você estiver migrando muitas máquinas virtuais, selecione a quantidade de segundos de atraso que deseja atribuir ao registro de cada máquina virtual. Selecionar essa opção reduzirá a velocidade do processo de migração. Deixe em branco para selecionar nenhum atraso.

      Tamanho do lote

      Se você estiver migrando muitas máquinas virtuais, selecione o número de máquinas virtuais a serem registradas em um dado momento. Selecionar essa opção reduzirá a velocidade do processo de migração. Deixe em branco para selecionar nenhum limite.

      Ignorar máquinas gerenciadas

      Deixe essa opção desmarcada.

      Ignorar validação do usuário

      Selecionar essa opção define o proprietário da máquina virtual como o valor listado na coluna Proprietário do arquivo de dados CSV sem verificar se o usuário existe ou não. Selecionar essa opção pode reduzir o tempo de migração.

      Testar importação

      Teste o processo de migração sem migrar as máquinas virtuais, para que você possa verificar se há erros no arquivo CSV.

    6. Clique em OK.

      O progresso da operação é exibido na página Importações em Massa.