Ao usar blueprints e ações de recurso do XaaS, você define novas ofertas de ação, solicitação ou provisionamento e as publica no catálogo comum como itens de catálogo.

É possível criar blueprints e ações do XaaS para solicitação ou provisionamento. Os blueprints do XaaS para solicitação não fornecem itens e não oferecem opções para operações de pós-provisionamento. Entre os exemplos de blueprints do XaaS para solicitação estão serviços de envio de e-mails, geração de relatórios, realização de cálculos complexos e assim por diante. Para um blueprint do XaaS, o resultado é um item provisionado. É possível criar um recurso personalizado para poder acessar e gerenciar os itens na guia Itens.

Para definir a especificação do XaaS, crie um blueprint e publique-o como um item de catálogo. Depois de publicar um item de catálogo, será necessário incluí-lo em uma categoria de serviço. É possível usar um serviço existente ou criar um. Um administrador de tenant ou um gerente de grupo de negócios pode autorizar o serviço inteiro ou somente o item de catálogo de usuários específicos.

Se você tiver criado um recurso personalizado para um item provisionado, será possível criar ações de recurso para definir as operações de pós-provisionamento que os consumidores podem realizar. Será possível também criar ações de recurso para um item provisionado por uma origem diferente dos blueprints do XaaS: por exemplo, por IaaS. Para isso, primeiro é necessário criar um mapeamento de recurso para definir o tipo do item de catálogo.