O catálogo fornece um portal de autoatendimento para solicitar serviços e também permite que os usuários de negócios gerenciem seus próprios recursos provisionados.

O exemplo a seguir é um ciclo de vida típico.

Connie, uma consumidora de serviços de TI, faz login no console do vRealize Automation. Na guia Catálogo, ela procura as ofertas de serviço necessárias para o seu trabalho. Os itens que estão disponíveis no catálogo são agrupados em categorias de serviços, o que ajuda Connie a encontrar o que ela está procurando. Depois de selecionar um item de catálogo, ela pode ver seus detalhes para confirmar que é isso que ela deseja antes de enviar uma solicitação.

Quando Connie solicita um item de catálogo, é exibido um formulário no qual ela pode fornecer informações como o motivo da solicitação e todos os parâmetros dessa solicitação. Por exemplo, se ela estiver solicitando uma máquina virtual, talvez ela seja capaz de especificar o número de CPUs ou a quantidade de armazenamento na máquina. Se Connie não estiver pronta para enviar sua solicitação, ela poderá salvá-la e retornar em um momento posterior.

Depois que Connie enviar sua solicitação, esta pode ficar sujeita a aprovação. Connie pode observar a guia Solicitações para rastrear o progresso da solicitação, por exemplo, se ela possui uma aprovação pendente, está em andamento ou foi concluída.

Se a solicitação resultar no provisionamento de um item, ela será adicionada à lista de itens de Connie na guia Itens. Nessa guia, ela pode visualizar os detalhes dos itens ou realizar ações adicionais neles. No exemplo de máquina virtual, Connie pode ser capaz de ligar ou desligar (forçado) a máquina, conectá-la via área de trabalho remota, reconfigurá-la para adicionar mais recursos ou descartá-la quando deixar de ser necessária. As ações que podem ser realizadas se baseiam em autorizações e também podem estar sujeitas a aprovação com base em políticas de aprovação flexíveis.