Reveja esses pré-requisitos para garantir uma migração bem-sucedida.

Pré-requisitos

  • Verifique se você tem uma nova instalação alvo do VMware vRealize ™ Automation 7.2.

  • Verifique se os nomes de endpoints configurados para agentes, como agentes do vSphere, em execução no sistema de destino coincidem com os nomes de endpoints usados na instalação de origem.

  • Verifique se os nomes dos agentes instalados são os mesmos nos sistemas de origem e de destino para os agentes de proxy do vSphere e Hyper-V, Citrix Xen Server e agentes de teste.

  • Para um ambiente de cluster, configure balanceadores de carga para o appliance do vRealize Automation, o Servidor IaaS Web que hospeda o Gerenciador de Modelo, e o Manager Service para atender os seguintes requisitos:

    • O balanceador de carga deve apontar para o nó mestre correto (primário, ativo) e excluir todas as rotas de tráfego para nós de réplica.

    • O balanceador de carga não deve ter URLs de verificação de integridade definidas em suas configurações.

  • Verifique se a versão do Microsoft SQL Server de destino para o banco de dados IaaS do vRealize Automation 7.2 é 2012 ou 2014.

  • Verifique se o serviço Shell Seguro (SSH) está funcionando em ambos os appliances virtuais do vRealize Automation de origem e de destino.

  • Verifique se a porta 22 está aberta entre os ambientes do vRealize Automation de origem e destino.

  • Verifique se cada nó do servidor IaaS no ambiente de destino tem pelo menos o Java SE Runtime Environment (JRE) 8, Atualização 91 (64 bits) instalado. Depois de instalar o JRE, verifique se a variável​do sistema JAVA_HOME está apontando para a versão do Java que você instalou em cada nó IaaS e ajuste o caminho se necessário.

  • Verifique se cada nó IaaS tem pelo menos o PowerShell 3.0 instalado.

    Observação:

    O PowerShell 3.0 está integrado ao Windows Server 2012.

  • Verifique se os ambientes do vRealize Automation de origem e destino estão em execução.

  • Verifique se o grupo de administradores do vRealize Orchestrator padrão, vsphere.local/vcoadmin, está presente no centro de controle do vRealize Orchestrator antes da migração. A migração do vRealize Automation do 6.x para o 7.2 falhará se o ambiente de destino do 7.2 tiver um grupo de administradores do vRealize Orchestrator diferente definido como o padrão. Para obter mais informações, consulte KB 2148669.

  • Crie um backup completo do banco de dados Microsoft SQL de IaaS do vRealize Automation 6.2.x de origem e use o backup para restaurar o banco de dados SQL no ambiente de destino. Para mais informações, consulte artigos na Microsoft Developer Network sobre como criar um banco de dados SQL Server completo e restaurar um banco de dados SQL em um novo local.

  • Obtenha um snapshot de todas as máquinas virtuais do vRealize Automation 7.2 de destino.

  • Nesta tabela, insira os valores do seu ambiente necessários para a migração.

    Tabela 1. appliance do vRealize Automation de origem

    Item

    Descrição

    Valor

    Nome do Host

    Faça login no appliance do vRealize Automation console de gerenciamento do appliance virtual mestre ou primário. Localize o nome do host na guia Sistema.

    Nome de usuário raiz

    raiz

    Senha raiz

    A senha da raiz que você inseriu ao implementar o seu appliance vRealize Automation mestre ou primário.

    Tabela 2. appliance do vRealize Automation de destino

    Item

    Descrição

    Valor

    Nome de usuário raiz

    raiz

    Senha raiz

    A senha da raiz que você inseriu ao implementar o appliance do vRealize Automation de destino.

    Tenant padrão

    Tenant padrão configurado na implementação do vRealize Automation de destino. Normalmente, vsphere.local.

    Nome de usuário do administrador

    Nome de usuário padrão do administrador tenant que você inseriu durante a instalação do ambiente do vRealize Automation de destino. Normalmente administrador.

    Senha do administrador

    A senha de usuário padrão do administrador tenant que você inseriu durante a instalação do ambiente do vRealize Automation de destino.

    Tabela 3. Banco de dados de IaaS de destino

    Item

    Descrição

    Valor

    Servidor de banco de dados

    Local da instância do Microsoft SQL Server onde reside o banco de dados clonado. Se a instância nomeada e uma porta não padrão forem usadas, insira no formato SERVIDOR,PORTA\NOME-DA-INSTÂNCIA.

    Nome do banco de dados clonado

    Nome do banco de dados Microsoft SQL de IaaS do vRealize Automation 6.2.x de origem que você fez backup na origem e restaurou no destino. ambiente.

    Nome de login

    Nome de login do usuário do Servidor SQL configurado para acessar e gerenciar o banco de dados IaaS clonado.

    Senha

    Senha do usuário do Servidor SQL configurado para acessar e gerenciar o banco de dados IaaS clonado.

    Chave de criptografia original

    Chave de criptografia do banco de dados Microsoft SQL de IaaS da origem, que você recuperou do ambiente de origem no início do procedimento de migração.

    Novo código de acesso

    Uma série de palavras usadas para gerar uma nova chave de criptografia. Use este código de acesso toda vez que instalar um novo componente de IaaS na implementação de destino do vRealize Automation 7.2.