Após ter atualizado ou migrado de uma versão anterior do vRealize Automation 7.3, as seguintes considerações são importante para entender e agir.

Essas informações se aplicam aos endpoints que foram atualizados ou migrados para essa versão vRealize Automation.

  • Quando atualizar ou migrar de uma versão anterior ao vRealize Automation 7.3, cada endpoint vCloud Air, vCloud Director, e Amazon que contém configurações de proxy está associado a um novo endpoint de proxy que contém suas configurações de proxy.

    Após a atualização ou migração, o novo nome do endpoint de proxy é Proxy_YYYYY onde YYYYY é um hash do URL, da porta e das credenciais do proxy. Se você usou as mesmas configurações de proxy (por exemplo, o mesmo URL, porta e credenciais) para um endpoint diferente (por exemplo, um endpoint do vCloud Air ou do Amazon), depois de atualizar ou migrar, existe apenas um endpoint de proxy e uma associação entre o endpoint do vCloud Air e do Amazon e o novo endpoint do proxy. Um endpoint de proxy pode ser associado a mais de um endpoint do Amazon, do vCloud Air ou vCloud Director.

  • Quando você atualizar ou migrar os endpoints do vSphere que contêm as configurações do gerenciador do NSX, cada endpoint do vSphere é associado a um novo endpoint do NSX que contém suas configurações do gerenciador do NSX.

    Após a atualização ou migração, o nome do endpoint do NSX é NSX_XXXXX onde XXXXX é o nome do endpoint pai do vSphere na versão anterior ao vRealize Automation 7.3.

  • Quando a atualização ou migração do vRealize Automation estiver concluída, um administrador de infraestrutura poderá alterar os novos nomes de endpoint do NSX e do Proxy.

  • A configuração de segurança padrão para endpoints atualizados ou migrados é não aceitar certificados não confiáveis.

  • Após a atualização ou migração de uma instalação anterior do vRealize Automation, se você estiver usando certificados não confiáveis, execute as seguintes etapas para todos os endpoints vSphere e NSX para ativar a validação do certificado. Caso contrário, as operações de endpoint falharão com erros de certificado. Para obter mais informações, consulte os artigos da Base de conhecimento da VMware A comunicação do endpoint está interrompida após a atualização para o vRA 7.3 (2150230) em http://kb.vmware.com/kb/2150230 e Como baixar e instalar os certificados raiz do vCenter Server par evitar avisos de certificado do navegador da Web (2108294) em http://kb.vmware.com/kb/2108294.

    1. Após a atualização ou migração, faça login na máquina do agente do vRealize Automation vSphere e reinicie seus agentes do vSphere usando a guia Serviços.

      A migração pode não reiniciar todos os agentes. Portanto, reinicialize-os manualmente, se necessário.

    2. Aguarde a conclusão de pelo menos um relatório ping. O relatório leva de um a dois minutos para ser concluído.

    3. Quando os agentes do vSphere terminarem a coleta de dados, faça login no vRealize Automation como administrador de IaaS.

    4. Clique em Infraestrutura > Endpoints > Endpoints.

    5. Edite um endpoint do vSphere e clique em Testar Conexão.

    6. Se aparecer um prompt de certificado, clique em OK para aceitar o certificado.

      Se não aparecer um prompt de certificado, o certificado pode estar armazenado corretamente no momento em uma autoridade raiz confiável do serviço de hospedagem de máquina do Windows para o endpoint, por exemplo como uma máquina de agente de proxy ou máquina do DEM.

    7. Clique em OK para aplicar a aceitação do certificado e salvar o endpoint.

    8. Repita este procedimento para cada endpoint do vSphere.

    9. Repita este procedimento para cada endpoint do NSX.

    Se a ação Testar Conexão for bem-sucedida, mas algumas operações de coleta ou provisionamento de dados falharem, você pode instalar o mesmo certificado em todas as máquinas do agente que sirvam o endpoint e em todas as máquinas do DEM. Como alternativa, você pode desinstalar o certificado das máquinas existentes e repetir o procedimento anterior para o endpoint com falha.

  • As APIs REST do vRealize Automation que foram usadas para criar, editar e excluir endpoints de forma programática no vRealize Automation 7.2 e nas versões anteriores não contam mais com suporte no vRealize Automation 7.3 e nas versões posteriores. Para criar, editar e excluir parâmetros de forma programática no vRealize Automation 7.3 e nas versões posteriores, você deve usar as novas APIs REST endpoint-configuration-service do vRealize Automation ou usar o vRealize CloudClient.

  • Após a atualização ou migração de uma instalação anterior do vRealize Automation, se a coleta de dados falhar para os endpoints OpenStack, você poderá adicionar a propriedade personalizada VMware.Endpoint.Openstack.IdentityProvider.Domain.Name a cada endpoint OpenStack Keystone V3 para especificar um nome de domínio válido e habilitar a coleta de dados.

  • Quando você atualizar um endpoint IPAM de terceiros, como IPAM do Infoblox, será atualizado o pacote do vRealize Orchestrator que contém o fluxo de trabalho do RegisterIPAMEndpoint. Talvez seja necessário executar novamente o fluxo de trabalho no vRealize Orchestrator quando a atualização do vRealize Automation estiver concluída.

  • Para fazer uma alteração de credenciais em vários endpoints, você poderá editar individualmente os endpoints ou usar o vRealize CloudClient para executar uma atualização em massa.

  • Alguns tipos de endpoint, como o vCloud Air e o vCloud Director, não podem ser atualizados ou migrados diretamente do vRealize Automation 6.2.x para o vRealize Automation 7.3 ou versões superiores.

  • Após uma atualização ou migração bem-sucedida para o vRealize Automation 7.3, caso a página de Infraestrutura > dos Endpoints não mostrarem quaisquer endpoints ou mostrarem apenas alguns tipos de endpoints, consulte o Artigo 2150252 da Base de Conhecimento para uma solução alternativa.