Você pode projetar seus scripts de ação de forma que eles sejam genéricos e reutilizáveis, definindo e consumindo pares de nome/valor chamados de propriedades de software e transmitindo-os como parâmetros para os seus scripts de ação. É possível criar propriedades de software que esperam valores boolianos, inteiros, de cadeia de caracteres, de matriz ou de conteúdo. Você mesmo pode fornecer o valor, pode solicitar que outra pessoa o forneça ou pode recuperá-lo de outro componente de blueprint criando uma associação.

Opções de propriedade

É possível computar o valor de qualquer propriedade de sequência de caracteres marcando a caixa de seleção processada, bem como tornar qualquer propriedade criptografada, substituível ou necessária marcando as caixas de seleção apropriadas quando você configurar as propriedades do Software. Combine essas opções com os valores a fim de atingir fins diferentes. Por exemplo, você deseja solicitar que os arquitetos de blueprint forneçam um valor para uma senha e criptografar esse valor quando usarem seu componente de software em um blueprint. Crie a propriedade de senha, mas deixe a caixa de texto de valor em branco. Selecione Substituível, Necessário e Criptografado. Se a senha esperada pertencer ao seu usuário final, o arquiteto de blueprint poderá selecionar Mostrar na solicitação para exigir que os usuários insiram a senha quando preencherem o formulário de solicitação.

Opção

Descrição

Criptografado

Marque as propriedades como criptografadas para mascarar o valor e exibi-lo como asteriscos no vRealize Automation. Se você modificar uma propriedade de criptografada para não criptografada, o vRealize Automation reiniciará o valor da propriedade. Por segurança, você deve definir um novo valor para a propriedade.

Substituível

Permita que os arquitetos editem o valor dessa propriedade durante a montagem do blueprint de um aplicativo. Se você inserir um valor, o mesmo será exibido como padrão.

Obrigatório

Exija que os arquitetos forneçam um valor para essa propriedade ou que aceitem o valor padrão fornecido.

Processadas

Valores para propriedades computadas são atribuídos pelos scripts de ciclo de vida INSTALAR, CONFIGURAR, INICIAR ou ATUALIZAR. O valor atribuído é propagado para as fases de ciclo de vida subsequentes disponíveis e aos componentes que se vinculam a essas propriedades em um blueprint. Se você selecionar Computada para uma propriedade que não é uma propriedade de cadeia de caracteres, o tipo de propriedade mudará para cadeia de caracteres.

Se você selecionar a opção de propriedade calculada, deixe em branco o valor para a propriedade personalizada. Projete os scripts para os valores processados.

Tabela 1. Exemplos de scripts para a opção de propriedade processada

Amostra de propriedade de cadeia de caracteres

Sintaxe de script

Amostra de uso

my_unique_id = ""

Bash - $my_unique_id

export my_unique_id="0123456789"

Windows CMD - %my_unique_id%

set my_unique_id=0123456789

Windows PowerShell - $my_unique_id

$my_unique_id = "0123456789"

Propriedade de cadeia de caracteres

Propriedades de cadeia de caracteres esperam valores de cadeia de caracteres. Você mesmo pode fornecer a cadeia de caracteres, pode solicitar que outra pessoa a forneça ou pode recuperá-la de outro componente de blueprint criando uma associação com outra propriedade de cadeia de caracteres. Valores de cadeia de caracteres podem conter qualquer caractere ASCII. Para criar uma associação de propriedades, use a guia Propriedades na tela de criação para selecionar a propriedade apropriada para associação. O valor da propriedade é passado para os scripts de ação como dados de cadeia de caracteres não processados. Quando você faz uma associação com uma propriedade de cadeia de caracteres de blueprint, certifique-se de que o componente de blueprint associado não seja clusterizável. Se o componente estiver clusterizado, o valor de cadeia de caracteres se tornará uma matriz, e você não recuperará o valor esperado.

Amostra de propriedade de cadeia de caracteres

Sintaxe do script

Amostra de uso

admin_email = "admin@email987.com"

Bash - $admin_email

echo $admin_email

Windows CMD - %admin_email%

echo %admin_email%

Windows PowerShell - $admin_email

write-output  $admin_email

Propriedade de matriz

Propriedades de matriz esperam uma matriz de valores decimais, boolianos, de cadeia de caracteres ou de número inteiro definidos como [“valor1”, “valor2”, “valor3”…]. Você mesmo pode fornecer os valores, pode solicitar que outra pessoa os forneça ou pode recuperá-los de outro componente de blueprint criando uma associação de propriedades.

Quando você cria uma propriedade de software do tipo Matriz, na qual o tipo de dados é inteiro ou decimal, deve usar um ponto-e-vírgula como separador de elemento de matriz, independentemente da localidade. Não use uma vírgula (,) ou um ponto (.). Para algumas localidades, você pode usar uma vírgula (,) como separador de decimal. Por exemplo:

  • Uma matriz válida para o idioma francês seria: [1,11;2,22;3,33]

  • Uma matriz válida para o idioma inglês seria: [1.11,2.22,3.33]

Quando transferir números grandes para uma matriz, não use o formato de agrupamento. Por exemplo: não use 4444 444.000 (francês), 4.444.444,000 (italiano) ou 4,444,444.000 (inglês), pois os arquivos de dados que contêm formatos específicos de localidade podem ser mal interpretados ao serem transferidos para uma máquina que tenha uma localidade diferente. O formato de agrupamento não é permitido, pois um número como 4,444,444.000 seria considerado três números separados. Em vez disso, basta inserir 4444444.000.

Ao definir valores de uma propriedade de matriz, é necessário colocar a matriz entre colchetes. No caso de uma matriz de cadeia de caracteres, o valor nos elementos da matriz pode conter qualquer caractere ASCIl. Para codificar corretamente um caractere de barra invertida em um valor de propriedade de Matriz, adicione outra barra invertida, por exemplo, ["c:\\teste1\\teste2"]. Para uma propriedade associada, use a guia Propriedades na tela de criação para selecionar a propriedade apropriada para associação. Se você fizer uma associação com uma matriz, deverá projetar seus componentes de software de forma que eles não esperem uma matriz de valores em qualquer ordem específica.

Por exemplo, considere uma máquina virtual de balanceamento de carga que esteja balanceando a carga de um cluster de máquinas virtuais do servidor de aplicativos. Nesse caso, uma propriedade de matriz é definida para o serviço do balanceador de carga e atribuída à matriz de endereços IP das máquinas virtuais do servidor de aplicativos.

Esses scripts de configuração do serviço do balanceador de carga usam a propriedade de matriz para configurar o esquema de balanceamento de carga apropriado nos sistemas operacionais Red Hat, Windows e Ubuntu.

Amostra de propriedade de matriz

Sintaxe do script

Amostra de uso

operating_systems = ["Red Hat","Windows","Ubuntu"]

Bash - ${operating_systems[@]}

para toda a matriz de cadeias de caracteres

${operating_systems[N]}

para o elemento de matriz individual

for (( i = 0 ; i < ${#operating_systems[@]}; i++ )); do
   echo ${operating_systems[$i]}
done

Windows CMD - %operating_systems_N%

onde N representa a posição do elemento na matriz

for /F "delims== tokens=2" %%A in ('set operating_systems_') do (
    echo %%A
)

Windows PowerShell - $operating_systems

para toda a matriz de cadeias de caracteres

$operating_systems[N]

para o elemento de matriz individual

foreach ($os in $operating_systems){
   write-output  $os
}

Propriedade de conteúdo

O valor da propriedade de conteúdo é uma URL de um arquivo para baixar conteúdo. O agente do Software baixa o conteúdo da URL para a máquina virtual e passa a localização do arquivo local na máquina virtual para o script.

As propriedades de conteúdo devem ser definidas como uma URL válida com o protocolo HTTP ou HTTPS. Por exemplo, o componente do Software do JBOSS Application Server no aplicativo de amostra do Dukes Bank especifica uma propriedade de conteúdo cheetah_tgz_url. Os artefatos estão hospedados no dispositivo do Software, e a URL aponta para essa localização no dispositivo. O agente do Software baixa os artefatos da localização especificada para a máquina virtual implantada.

Para obter informações sobre as configurações do software.http.proxy que você pode usar com propriedades de conteúdo, consulte Tabela de propriedades personalizadas com a letra S.

Amostra de propriedade de cadeia de caracteres

Sintaxe do script

Amostra de uso

cheetah_tgz_url = "http://app_content_server_ip:port/artifacts/software/jboss/cheetah-2.4.4.tar.gz"

Bash - $cheetah_tgz_url

tar -zxvf $cheetah_tgz_url

Windows CMD - %cheetah_tgz_url%

start /wait c:\unzip.exe
%cheetah_tgz_url%

Windows PowerShell - $cheetah_tgz_url

 & c:\unzip.exe
$cheetah_tgz_url

Propriedade booliana

Use o tipo de propriedade booliano para fornecer opções True e False no menu suspenso Valor.

Propriedade de inteiro

Use o tipo de propriedade de inteiro para zeros e números inteiros positivos ou negativos.

Propriedade decimal

Use o tipo de propriedade decimal para valores que representam frações decimais não repetitivas.