Como arquiteto de software, você cria componentes de software reutilizáveis, padronizando propriedades de configuração e usando scripts de ação para especificar exatamente como os componentes são instalados, configurados, desinstalados ou atualizados durante operações de dimensionamento de implantação. Você pode reescrever esses scripts de ação a qualquer momento e publicá-los dinamicamente para enviar alterações aos componentes de software provisionados.

Você pode projetar seus scripts de ação de forma que eles sejam genéricos e reutilizáveis, definindo e consumindo pares de nome/valor chamados de propriedades de software e transmitindo-os como parâmetros para os seus scripts de ação. Se as suas propriedades de software tiverem valores desconhecidos ou que precisam ser definidos no futuro, você poderá exigir ou permitir que outros arquitetos de blueprint ou usuários finais forneçam os valores. Se precisar de um valor de outro componente em um blueprint, por exemplo, o endereço IP de uma máquina, você poderá associar sua propriedade de software à propriedade de endereço IP dessa máquina. Usar propriedades de software para parametrizar seus scripts de ação os torna genéricos e reutilizáveis, possibilitando a implantação de componentes de software em diferentes ambientes sem modificar scripts.

Tabela 1. Ações de ciclo de vida

Ações de ciclo de vida

Descrição

Instalar

Instale seu software. Por exemplo, você pode baixar bits de instalação do servidor Tomcat e instalar um serviço Tomcat. Os scripts escritos para a ação de ciclo de vida Instalar são executados quando o software é provisionado pela primeira vez, seja durante uma solicitação de implantação inicial ou como parte de uma dimensionamento horizontal.

Configurar

Configure seu software. Para o exemplo do Tomcat, você pode definir JAVA_OPTS e CATALINA_OPTS. Scripts de configuração são executados após a conclusão da ação Instalar.

Iniciar

Inicie seu software. Por exemplo, você pode iniciar o serviço Tomcat usando o comando start no servidor Tomcat. Scripts de início são executados após a conclusão da ação Configurar.

Atualizar

Se você estiver projetando seu componente de software para dar suporte a blueprints dimensionáveis, lide com quaisquer alterações necessárias após uma operação de dimensionamento horizontal ou vertical. Por exemplo, você pode alterar o tamanho do cluster de uma implantação dimensionada e gerenciar os nós clusterizados usando um balanceador de carga. Projete seus scripts de atualização para execução várias vezes (idempotentes) e para lidar com casos de dimensionamento tanto vertical quanto horizontal. Quando uma operação de dimensionamento é realizada, os scripts de atualização são executados em todos os componentes de software dependentes.

Desinstalar

Desinstale seu software. Por exemplo, você pode realizar ações específicas no aplicativo antes de uma implantação ser destruída. Scripts de desinstalação são executados sempre que componentes de software são destruídos.

Você pode baixar componentes de Software predefinidos para uma variedade de aplicativos e serviços de middleware no VMware Solution Exchange. Usando o vRealize CloudClient ou a API REST do vRealize Automation, você pode importar programaticamente componentes de Software predefinidos para a sua instância do vRealize Automation.