Entenda as configurações e as opções que você pode configurar para um componente de máquina do vSphere na tela de design de blueprint do vRealize Automation. O vSphere é o único tipo de componente de máquina que pode usar configurações de componente de rede e de segurança na tela de criação do NSX.

Guia Geral

Ajuste as configurações gerais de um componente de máquina do vSphere.

Tabela 1. Configurações da guia Geral

Configuração

Descrição

ID

Insira um nome para o componente de máquina ou aceite o padrão.

Descrição

Faça um resumo sobre o seu componente de máquina para o benefício de outros arquitetos.

Exibir local na solicitação

Em um ambiente de nuvem, como vCloud Air, permite aos usuários selecionar uma região para as suas máquinas provisionadas.

Para um ambiente virtual, como o vSphere, é possível configurar o recurso de localização para permitir que os usuários selecionem uma determinada localização de datacenter na qual provisionar uma máquina solicitada. Para configurar completamente essa opção, o administrador do sistema adiciona informações de localização do datacenter a um arquivo de localizações e o administrador de malha edita um recurso de processamento para associá-lo a uma localização.

Consulte Cenário: adicionar localizações do datacenter a implantações de região cruzada e Cenário: aplicar uma localização a um recurso de processamento para implantações de região cruzada.

Política de reserva

Aplique uma política de reserva a um blueprint para restringir as máquinas provisionadas a partir desse blueprint a um subconjunto de reservas disponíveis. Os administradores de estrutura criam políticas de reserva para fornecer uma maneira opcional e útil de controlar como as solicitações de reserva são processadas, por exemplo, para coletar recursos em grupos de diferentes níveis de serviço ou para tornar um determinado tipo de recurso facilmente disponível para uma finalidade específica. Se o administrador de estrutura não tiver configurado as políticas de reserva, nenhuma opção será exibida nesse menu suspenso.

Para obter informações sobre a criação de políticas de reserva, consulte Configurar uma política de reserva.

Prefixo da máquina

Os prefixos de máquinas são criados pelos administradores de estrutura e são usados para criar os nomes das máquinas provisionadas. Se você selecionar Usar padrão do grupo, as máquinas provisionadas a partir do seu blueprint serão nomeadas de acordo com o prefixo de máquina configurado como o padrão para o grupo de negócios do usuário. Se nenhum prefixo da máquina estiver configurado, um será gerado para você com base no nome do grupo de negócios.

Se o administrador de estrutura configurar outros prefixos de máquina a serem selecionados, você poderá aplicar um prefixo a todas as máquinas provisionadas a partir do seu blueprint, independentemente de quem for o solicitante.

Para obter informações sobre a criação de prefixos de máquina, consulte Configurar prefixos de máquina.

Instâncias: mínimo e máximo

Configure o número máximo e mínimo de instâncias que os usuários podem solicitar para uma implantação ou para uma ação de dimensionamento vertical ou horizontal. Se você não quiser fornecer uma opção para os usuários, inserir o mesmo valor nos campos Mínimo e Máximo configurará exatamente quantas instâncias devem ser provisionadas e desativará ações de dimensionamento com base nesse componente de máquina.

Componentes de XaaS não são dimensionáveis e não são atualizados durante uma operação de dimensionamento. Se você estiver usando componentes de XaaS no seu blueprint, poderá criar uma ação de recurso para os usuários executarem após uma operação de dimensionamento, o que poderia dimensionar ou atualizar seus componentes de XaaS conforme necessário. Como alternativa, é possível desabilitar o dimensionamento configurando exatamente o número de instâncias que você deseja permitir para cada componente de máquina.

Guia Informações da compilação

Ajuste as informações de compilação de um componente de máquina do vSphere.

Tabela 2. Guia Informações da compilação

Configuração

Descrição

Tipo de blueprint

Para fins de registro e licenciamento, selecione se as máquinas provisionadas a partir desse blueprint serão classificadas como Computador desktop ou Servidor.

Ação

As opções exibidas no menu suspenso de ação dependem do tipo de máquina que você seleciona.

As seguintes ações estão disponíveis:

  • Criar

    Crie a especificação do componente de máquina sem usar uma opção de clonagem.

  • Clonar

    Faça cópias de uma máquina virtual a partir de um modelo e objeto de personalização.

  • Clone vinculado

    Provisione uma cópia com espaço eficiente de uma máquina virtual chamada de clone vinculado. Os clones vinculados são baseados em um snapshot de uma VM e usam uma cadeia de discos delta para rastrear diferenças de uma máquina principal.

    O snapshot da VM identificado no blueprint deve ser desligado antes da provisão ao clone vinculado das VMs.

  • NetApp FlexClone

    Se os administradores de malha tiverem configurado suas reservas para usar o armazenamento do NetApp FlexClone, você poderá clonar cópias compactas usando essa tecnologia.

Fluxo de trabalho de provisionamento

As opções exibidas no menu suspenso de fluxo de trabalho de provisionamento dependem do tipo de máquina e da ação que você seleciona.

  • BasicVmWorkflow

    Provisione uma máquina sem sistema operacional guest.

  • ExternalProvisioningWorkflow

    Crie uma máquina ao iniciar em uma instância da máquina virtual ou em uma imagem baseada na nuvem.

  • LinuxKickstartWorkflow

    Provisione uma máquina reinicializando a partir de uma imagem ISO, usando um arquivo de distribuição kickstart ou autoYaSt e uma imagem de distribuição Linux para instalar o sistema operacional na máquina.

  • VirtualSccmProvisioningWorkflow

    Provisione uma máquina e um controle de passagem para uma sequência de tarefas do SCCM para reinicializar a partir de uma imagem ISO, implantar um sistema operacional Windows e instalar o agente guest vRealize Automation.

  • WIMImageWorkflow

    Provisione uma máquina reinicializando em um ambiente WinPE e instalando um sistema operacional usando uma imagem com Formato de Arquivo de Imagem do Windows (WIM) de uma máquina de referência do Windows existente.

Ao usar um fluxo de trabalho de provisionamento WIM em um blueprint, especifique um valor de armazenamento que representa o tamanho de cada disco a ser usado na máquina. Use o valor total de todos os discos como o valor mínimo de armazenagem do componente de máquina. Especifique também um tamanho para cada disco que seja grande o suficiente para acomodar o sistema operacional.

Clonar do

Selecione um modelo de máquina a ser clonado. É possível refinar a lista de modelos disponíveis usando a opção Filtros em cada menu suspenso de coluna, por exemplo, a opção de menu Filtros na coluna Nomes.

Para Clone Vinculado, você vê apenas as máquinas que têm snapshots disponíveis para clonagem e que você gerencia como administrador de tenants ou gerente de grupos de negócios.

Você pode clonar somente dos modelos existentes nas máquinas que gerencia como um gerente de grupos de negócios ou administrador de tenant.

Clonar do snapshot

Para Clone Vinculado, selecione um snapshot existente a ser clonado com base no modelo de máquina selecionado. As máquinas só aparecerão na lista se elas já tiverem um snapshot existente e se você gerenciar essa máquina como um administrador de tenant ou gerente de grupo de negócios.

Se você selecionar Usar snapshot atual, o clone será definido com as mesmas características que o estado mais recente da máquina virtual. Em vez disso, se você quiser clonar em relação a um snapshot real, clique na opção do menu suspenso e selecione o snapshot específico na lista.

Observação:

O uso do termo snapshot pode ser confuso. Caso selecione um snapshot existente, a opção cria um novo disco que é semelhante ao snapshot. A opção Uso de snapshot atual não há um disco de base para ser utilizado como principal e realiza silenciosamente uma ação integral de clonagem. Como uma solução alternativa, é possível criar snapshots no disco de base ou utilizar um fluxo de trabalho do vRealize Orchestrator para criar um snapshot e, em seguida, clonar imediatamente a partir do snapshot.

Essa opção só está disponível para a ação do Linked Clone.

Especificação da personalização

Especifique uma especificação da personalização disponível. A especificação da personalização será necessária apenas se você clonar com endereços IP estáticos.

Você não pode realizar personalizações de máquinas Windows sem uma especificação da personalização. Para máquinas de clonagem Linux, você pode realizar personalizações usando uma especificação de personalização, um script externo ou ambos.

Guia Recursos de Máquina

Especifique as configurações de CPU, de memória e de armazenamento para o componente de máquina do vSphere.

Tabela 3. Guia Recursos de Máquina

Configuração

Descrição

CPUs: mínimo e máximo

Insira um número mínimo e um número máximo de CPUs que possam ser provisionadas por esse componente de máquina.

Memória (MB): mínimo e máximo

Insira uma quantidade mínima e uma quantidade máxima de memória que pode ser consumida por máquinas provisionadas por esse componente de máquina.

Armazenamento (GB): mínimo e máximo

Insira uma quantidade mínima e uma quantidade máxima de armazenamento que pode ser consumido por máquinas provisionadas por esse componente de máquina. Para vSphere, KVM (RHEV), SCVMM, vCloud Air e vCloud Director, o armazenamento mínimo é definido com base no que é inserido na guia Armazenamento.

Ao usar um fluxo de trabalho de provisionamento WIM em um blueprint, especifique um valor de armazenamento que representa o tamanho de cada disco a ser usado na máquina. Use o valor total de todos os discos como o valor mínimo de armazenagem do componente de máquina. Especifique também um tamanho para cada disco que seja grande o suficiente para acomodar o sistema operacional.

Guia Armazenamento

Você pode adicionar configurações de volume de armazenamento, incluindo uma ou mais políticas de reserva de armazenamento, ao componente de máquina para controlar o espaço de armazenamento.

Tabela 4. Configurações da guia Armazenamento

Configuração

Descrição

ID

Insira um ID ou um nome para o volume de armazenamento.

Capacidade (GB)

Insira a capacidade de armazenamento para o volume de armazenamento.

Letra da Unidade/Caminho de Montagem

Insira uma letra da unidade ou um caminho de montagem para o volume de armazenamento.

Rótulo

Insira um rótulo para a letra da unidade e o caminho de montagem para o volume de armazenamento.

Política de Reserva de Armazenamento

Insira a política de reserva de armazenamento existente a ser usada com esse volume de armazenamento.

Propriedades personalizadas

Insira qualquer propriedade personalizada a ser usada com esse volume de armazenamento.

Volumes máximos

Insira o número máximo de volumes de armazenamento permitido que podem ser usados durante o provisionamento do componente de máquina. Digite 0 para impedir que outras pessoas adicionem volumes de armazenamento. O valor padrão é 60.

Permitir que usuários consultem e alterem as políticas de reserva de armazenamento

Marque a caixa de seleção para permitir que os usuários removam uma política de reserva associada ou especifiquem uma política de reserva diferente durante o provisionamento.

Guia Rede

Você pode definir as configurações de rede de um componente de máquina do vSphere com base nas configurações de rede e balanceador de carga do NSX que são definidas fora do vRealize Automation. Você pode usar as configurações de um ou mais componentes de rede existentes e sob demanda do NSX na tela de criação.

Para obter mais informações sobre como adicionar e configurar a rede do NSX e os componentes de segurança antes de usar as configurações da guia de rede em um componente de máquina do vSphere, consulte Configurando o componente de rede e segurança.

Para obter mais informações sobre como especificar as configurações do NSX em nível de blueprint que se aplicam aos componentes de máquina do vSphere, consulte Novo blueprint e configurações da página propriedades do blueprint com o NSX.

Tabela 5. Configurações da guia Rede

Configuração

Descrição

Rede

Selecione um componente de rede no menu suspenso. Somente os componentes de rede existentes na tela de criação são listados.

Tipo de Atribuição

Aceite a atribuição padrão derivada do componente de rede ou selecione um tipo de atribuição no menu suspenso. Os valores de opção DHCP e Estático são derivados de configurações no componente de rede.

Endereço

Especifique o endereço IP da rede. A opção está disponível somente para o tipo de endereço estático.

Balanceador de Carga

Insira o serviço a utilizar para balanceamento de carga.

Propriedades personalizadas

Exibe as propriedades personalizadas que estão configuradas para o componente de rede ou o perfil de rede selecionado.

Número máximo de adaptadores de rede

Especifique o número máximo de adaptadores de rede, ou NICs, permitidos para esse componente de máquina. O padrão é ilimitado. Defina como 0 para desabilitar a adição de NICs aos componentes de máquinas.

Guia Segurança

É possível definir as configurações de segurança de um componente de máquina do vSphere com base nas configurações do NSX que são definidas fora do vRealize Automation. Opcionalmente, você pode usar as configurações dos componentes de segurança do NSX existentes ou sob demanda na tela de criação.

As configurações de segurança dos componentes de tag de segurança e do grupo de segurança existentes e sob demanda na tela de criação estão automaticamente disponíveis.

Para obter mais informações sobre como adicionar e configurar a rede do NSX e os componentes de segurança antes de usar as configurações da guia de segurança em um componente de máquina do vSphere, consulte Configurando o componente de rede e segurança.

Para obter mais informações sobre como especificar as informações do NSX em nível de blueprint que se aplicam aos componentes de máquina do vSphere, consulte Novo blueprint e configurações da página propriedades do blueprint com o NSX.

Tabela 6. Configurações da guia Segurança

Configuração

Descrição

Nome

Exibe o nome de uma tag ou um grupo de segurança do NSX. Os nomes são derivados de componentes de segurança na tela de criação.

Marque a caixa de seleção ao lado de uma tag ou um grupo de segurança listado para usar esse grupo ou tag para o provisionamento desse componente de máquina.

Tipo

Indica se o elemento de segurança é um grupo de segurança sob demanda, existente ou uma tag de segurança.

Descrição

Exibe a descrição definida para o grupo de segurança ou a tag.

Endpoint

Exibe o endpoint usado pela tag ou grupo de segurança do NSX.

Guia Propriedades

Em vez disso, você pode especificar informações de propriedade personalizada e de grupo de propriedades para o componente de máquina do vSphere.

Você pode adicionar grupos de propriedades personalizadas ou propriedades personalizadas individuais ao componente de máquina usando a tag Propriedades. Você também pode adicionar propriedades personalizadas e grupos de propriedades ao blueprint geral usando a guia Propriedades ao criar ou editar um blueprint usando a página Novo Blueprint ou Propriedades de Blueprint, respectivamente.

Você pode usar a guia Propriedades Personalizadas para adicionar e configurar opções de propriedades personalizadas existentes. As propriedades personalizadas são fornecidas com o vRealize Automation e você também pode criar definições de propriedades.

Tabela 7. Configurações da guia Propriedades > Propriedades Personalizadas

Configuração

Descrição

Nome

Insira o nome de uma propriedade personalizada ou selecione uma propriedade personalizada disponível no menu suspenso. Por exemplo, insira o nome da propriedade personalizada do Machine.SSH para especificar se as máquinas provisionadas usando esse blueprint permitem conexões SSH. As propriedades só aparecem no menu suspenso se o administrador de tenant ou o administrador da estrutura criou definições de propriedade.

Valor

Insira ou edite um valor a ser associado ao nome da propriedade personalizada. Por exemplo, defina o valor como true para permitir que os usuários com direitos se conectem, através da utilização de SSH, a máquinas provisionadas utilizando o seu blueprint.

Criptografado

É possível optar por criptografar o valor da propriedade, por exemplo, se o valor for uma senha.

Substituível

É possível especificar que o valor da propriedade pode ser substituído por uma pessoa próxima ou subsequente que utiliza a propriedade. Normalmente, este é um outro arquiteto, mas se você selecionar Mostrar na solicitação, seus usuários de negócios poderão ver e editar os valores de propriedade quando solicitarem itens de catálogo.

Mostrar na Solicitação

Se você quiser exibir o nome da propriedade e o valor aos seus usuários finais, selecione a opção para exibir a propriedade no formulário de solicitação ao solicitar o provisionamento de máquina. Você também deve selecionar substituível se quiser que os usuários forneçam um valor.

Você pode usar a guia Grupos de Popriedades para adicionar e definir configurações de grupos de propriedades personalizadas existentes. Você pode criar seus próprios grupos de propriedades ou usar os que foram criados para você.

Tabela 8. Configurações da guia Propriedades > Grupos de Propriedades

Configuração

Descrição

Nome

Selecione um grupo de propriedades disponível no menu suspenso.

Mover para Cima e Mover para Baixo

Controle o nível de precedência dos grupos de propriedades listados em ordem decrescente. O primeiro grupo de propriedades listado tem precedência sobre o seguinte e assim por diante.

Exibir Propriedades

Exiba as propriedades personalizadas no grupo de propriedades selecionado.

Exibir Propriedades Mescladas

Exiba todas as propriedades personalizadas nos grupos de propriedades listados na ordem em que aparecem na lista de grupos de propriedades. Quando a mesma propriedade aparece em mais de um grupo de propriedades, o nome da propriedade aparece somente uma vez na lista com base na primeira vez em que ela é encontrada na lista.

Guia Perfis

Perfis de componente fornecem um meio de parametrizar blueprints, por exemplo, ao invés de criar um blueprint pequeno, médio e grande separados, você pode criar um único blueprint cm uma capacidade pequena, média e grande e permitir que seu usuário selecione um dos tamanhos ao implantar o item do catálogo. Perfis de componente são especificamente projetados para minimizar o alastramento do blueprint e simplificar seu catálogo.

Se você criou os conjuntos de valores para os perfis de componente do vRealize Automation, do Size e do Image, você pode adicionar e definir essas configurações para o componente da máquina no blueprint. Você também pode selecionar um conjunto de valores diferentes ao implantar o item do catálogo.

Os perfis do componente estão disponíveis somente para componentes de máquina do vSphere.

Ao adicionar um perfil de componente a um componente de máquina do vSphere em um blueprint, as configurações definidas no conjunto ou conjuntos de valores selecionados do perfil substituem outras configurações no componente da máquina, como o número de CPUs e de armazenamento.

O conjunto de valores do perfil do componente é aplicada a todas as máquinas do vSphere em um cluster.

Não é possível reconfigurar máquinas usando o Size ou os perfis de componente do Image, mas o intervalo do CPU, memória e armazenamento que é calculado com base no perfil permanece disponível para ações de reconfiguração. Por exemplo, se você usou um conjunto de valores pequeno (1 CPU, memória de 1024 MB e 10 GB de armazenamento), médio (3 CPUs, memória de 2048 MB, 12 GB de armazenamento) e grande (5 CPUs, memória de 3072 MB, 15 GB de armazenamento) do Size, os intervalos disponíveis durante a reconfiguração da máquina são 1-5 CPUs, memória de 1024-3072 e 1-15 GB de armazenamento.

Para obter mais informações, consulte Entender e utilizar a parametrização do blueprint.

Para obter informações relacionadas sobre a definição de conjuntos de valores para perfis de componente, consulte Definindo configurações de perfil de componente.

Tabela 9. Configurações da guia Perfis

Configuração

Descrição

Adicionar

Adicione o Size ou o perfil do componente do Image.

Editar Conjuntos de Valores

Atribua um ou mais conjuntos de valores para o perfil do componente selecionado escolhendo em uma lista de conjuntos de valores definidos. Você pode selecionar um dos conjuntos de valores como padrão.

Remover

Remova o Size ou o perfil do componente do Image.