check-circle-line exclamation-circle-line close-line

Notas de versão do vRealize Automation 7.3 

Atualizado em: 01 DE OUTUBRO DE 2018

vRealize Automation | 25 MAIO 2017 | Compilação 5610496 

Verifique regularmente se há complementos a estas notas de versão ou se foram atualizadas. 

O que há nas notas de versão

As notas de versão abrangem os seguintes tópicos:

Novidades

A versão do vRealize Automation 7.3 inclui problemas resolvidos e os seguintes recursos novos.

Blueprints parametrizados para melhorar a reutilização e reduzir a dispersão

  • Foram introduzidos perfis de componente para a definição de atributos de tamanho e de imagem, permitindo o "dimensionamento de camiseta" como um item de solicitação
    • Foram fornecidos perfis de componente para o tamanho da imagem e da máquina virtual, incluindo CPU, memória e tamanho de armazenamento
  • Gerenciar os blueprints de forma eficiente aproveitando os perfis de componente abstraídos
  • Aumentar a reutilização ao mesmo tempo que se reduz significativamente a dispersão de blueprint
  • Ativar políticas de aprovação em condições de tamanho ou de imagem
  • Importar ou exportar perfis de componente usando o vRealize CloudClient
  • Substituir automaticamente os valores de perfil do componente

Para obter informações, consulte Entender e usar a parametrização do Blueprint.

Otimização com base em política do posicionamento da máquina virtual

  • Requer o vRealize Operations Manager 6.6, que será lançado em breve
  • Maximize seu investimento em infraestrutura otimizando o posicionamento
  • Combinar a governança do vRealize Automation com a percepção baseada em desempenho para otimizar o posicionamento
  • Posicionar Máquinas Virtuais de acordo com as metas de desempenho, usando múltiplos algoritmos
    • Equilíbrio para a manutenção da reserva dinâmica máxima em caso de picos
    • Consolidar para deixar espaço para grandes cargas de trabalho

Para obter informações, consulte o Atribuição da carga de trabalho.

Controle aprimorado de balanceadores de carga provisionados pelo NSX

Para obter informações, consulte Aplicando uma política de segurança de isolamento de aplicativo do NSX a um Blueprint.

Regras de encaminhamento de porta NAT aprimoradas

  • NAT sob demanda de NSX
  • As regras de encaminhamento de porta podem ser configuradas no momento de design
  • As regras podem ser ordenadas
  • As regras poderão ser adicionadas, removidas e reordenadas após terem sido criadas

Para obter informações, consulte Adicionando um NAT sob demanda ou um componente de rede roteada sob demanda.

Gerenciamento de tag e grupo de segurança NSX

  • Capaz de adicionar tags ou grupos de segurança NSX existentes a um aplicativo em execução
  • Capaz de desassociar tags ou grupos de segurança NSX de aplicativos

Para obter informações, consulte Adicionar ou remover itens de segurança em uma implantação.

Alta disponibilidade automatizada para serviços do NSX Edge

  • O modo de alta disponibilidade do Edge no blueprint fornece alta disponibilidade para todos os serviços de borda em um aplicativo quando ele é implantado
  • Configurável por blueprint com base nas necessidades de disponibilidade de aplicativo
  • Usar propriedades personalizadas para determinar a alta disponibilidade no momento de solicitação
  • Adiciona alta disponibilidade para balanceamento de carga, NAT, firewall e assim por diante

Para obter informações, consulte Propriedades personalizadas para redes.

Seleção do tamanho do NSX Edge

  • Capaz de especificar o tamanho da implantação para o NSX Edge Services Gateway (ESG)
  • Configurável por blueprint com base em necessidades de aplicativo ou em dimensionamento
  • Utiliza propriedades personalizadas para a seleção de tamanho no momento de solicitação

Para obter informações, consulte Propriedades personalizadas para redes.

Estrutura de automação de configuração - Integração do Puppet

  • Gerenciamento de configuração como cidadão de primeira classe
    • Tornar o plug-in invisível para os clientes e habilitar ações na tela de projeto do blueprint
    • Capacidade de arrastar e soltar nós de gerenciamento de configuração e atribuir funções de forma dinâmica na tela de projeto
  • Primeira implementação com o Puppet
    • Registro do Puppet Master como um endpoint
    • Arrastar e soltar o nó do Puppet
    • Consulta dinâmica do Puppet Master, do ambiente e das funções
  • Suporte às opções de associação inicial e final
  • Suportar ações de pós-provisionamento, como o cancelamento de registro e a exclusão

Para obter informações, consulte Criando Blueprints do vSphere habilitados para Puppet.

Melhorias na instalação, na atualização e na migração

  • Novas extensões da API de instalação
    • Acionar a criação do conteúdo inicial
    • Invocar a geração de certificados autoassinados
    • Substituição de certificados no vRealize Automation, IaaS Web e IaaS Microsoft SQL
  • Novas extensões da API de atualização
    • Listar todas as versões disponíveis para atualização
    • Obter o status de download dos pacotes de atualização
    • Fazer a verificação pré-atualização para a versão selecionada
    • Obter uma estimativa aproximada do tempo de atualização
    • Obter o status do andamento da atualização
  • Migração
    • Migração automatizada do vRealize Automation 7.x para o 7.3
    • Capacidade para gerar a solicitação de assinatura de certificado (CSR) no assistente de instalação

Melhorias na API REST

Melhorias na alta disponibilidade

  • Failover automatizado do banco de dados do PostgreSQL
  • Failover automatizado do IaaS Manager Service
  • Melhoria na recuperação do RabbitMQ
  • Suporte para dois NICs no appliance do vRealize Automation e máquinas virtuais IaaS

Integração aprimorada do vRealize Business for Cloud - Cloud Management Platform

  • Terminologia consistente entre o vRealize Automation e o vRealize Business for Cloud
  • Nenhum cálculo de custo derivado no vRealize Automation - O vRealize Business for Cloud é a única fonte verdadeira para todas as informações de preços
  • Preços exatos para blueprints do Azure e máquinas habilitadas a tolerância a falhas
  • Preços atualizados após estas ações de pós-provisionamento:
    • Reconfigurar a máquina
    • Dimensionar verticalmente ou dimensionar horizontalmente
    • Importar máquina

Para obter informações, consulte Informações sobre preços de Blueprint e atualização.

Log de auditoria

  • Tipos de objeto de estrutura de log de auditoria:
    • Inscrição de fluxo de trabalho
    • Grupos de estrutura
    • Endpoints (Infraestrutura)
  • Enviar logs de auditoria ao vRealize Log Insight ou ao servidor syslog usando o agente do Log Insight
  • Período de retenção configurável

Para obter informações, consulte Usando o log de auditoria do vRealize Automation.

Serviço de integridade

  • Serviço de Integridade como um recurso no console do vRealize Automation
  • Acesso com base em função e tenant aos dados de integridade
  • Configurar várias instâncias do vRealize Automation para o monitoramento
  • Execuções de teste programadas e sob demanda
  • API REST
    • Permite a integração com o vRealize Operations/Painel de Integridade do SDDC ou com ferramentas de terceiros
    • Interface REST completa para a execução de tarefas de gerenciamento de integridade do sistema de serviços

Para obter informações, consulte monitorando a integridade do vRealize Automation.

Destruir o aprimoramento de máquina virtual - Forçar destruição

  • Manutenção da carga de trabalho
    • Ignora com segurança todas as falhas que interrompem o processo de destruição
    • Limpeza eficiente de implantações falhas
    • Melhor gerenciamento estável de cargas de trabalho
    • Aplica-se à toda a implantação

Para obter informações, consulte Forçar destruição de uma implantação após falha de uma solicitação de destruição.

Destaque de sintaxe para scripts de ciclo de vida de software

  • Interface aprimorada
    • Destaque de sintaxe elegante para scripts de ciclo de vida de software (criação de aplicativos)
    • Padrões de codificação de cores intuitivos
    • Melhora a produtividade e reduz os erros de script

Nova função de usuário do grupo de negócios

  • Permite o acesso e o gerenciamento de recursos compartilhados

Para obter informações, consulte Visão geral de funções de Tenant.

Melhorias nas propriedades personalizadas

  • Componentes de software agora são capazes de consumir propriedades personalizadas
  • Otimizada a manipulação de propriedades personalizadas seguras

Para obter informações, consulte Usar propriedades no provisionamento de máquinas.

Estrutura de fornecedor IPAM externo aumentada

  • Suporte adicionado para redes NAT sob demanda
  • Compatível com endereços IP estáticos um-para-muitos e um-para-um

Para obter informações, consulte Adicionando um NAT sob demanda ou um componente de rede roteada sob demanda.

Serviço de configuração de endpoint - Gerenciamento de endpoint simplificado

  • Melhorado para dar suporte a uma interface de usuário baseada em esquemas
  • Oferece maior capacidade, controle e uma experiência unificada durante o gerenciamento de endpoints no vRealize Automation
  • Permite a configuração de endpoints que exigem relacionamentos inter-endpoint
  • Melhores controles da interface do usuário e experiência do cliente
    • O NSX agora é um endpoint separado, não faz mais parte da configuração do endpoint do vSphere
    • A validação de configuração do Endpoint verifica se há URLs, credenciais e certificados válidos
    • Verificação de confiança de certificação
    • Fornece um processo de duas etapas para a resolução de certificados não confiáveis. Ao testar uma conexão de endpoint, você deve aceitar o certificado e aprovar essa aceitação clicando em OK em Editar endpoint.
    • Capacidade de aceitar certificados autoassinados

Para obter informações, consulte Configurar endpoints

Aprimoramentos de design de serviço de nuvem pública do Azure

  • Selecionar, arrastar e soltar componentes de software em máquinas Azure no designer de blueprints
  • Especificar propriedades de software no designer de blueprints e no formulário de solicitação
  • Menus suspensos e formulários pré-preenchidos

Para obter informações, consulte Criar Blueprints do Microsoft Azure e incorporação de ações de recurso.

Controle de Acesso baseado em função (RBAC) do Centro de Controle do vRealize Orchestrator

  • Todos os usuários conseguem fazer login, não apenas o usuário raiz
  • Logs e execução de rastreio para solicitações do vRealize Automation baseadas em fluxo de trabalho, com base na função do usuário
  • Resolver problemas de solicitação com base na função do usuário
  • Reutilizar e ampliar privilégios e funções do vRealize Automation

Automação do processo de TI com suporte ao Datacenter definido por software (SDDC)

  • Todos os objetos com base em política de armazenamento já estão acessíveis por meio da API no vRealize Orchestrator e no vRealize Automation
  • Novo plug-in do vCenter Server fornecido com o vRealize Orchestrator
  • Plug-ins AMQP, REST e PowerShell atualizados

Para obter informações, consulte Configurar recursos do XaaS.

Melhorias do vRealize Automation e do ServiceNow

  • Visualizar e solicitar itens do catálogo da AWS no portal do ServiceNow
  • Integração perfeita com o mecanismo de governança do ServiceNow
  • Banco de dados de gerenciamento centralizado (CMDB) e suporte a ações de pós-provisionamento
  • Compatível com o vRealize Automation 7.3 e o ServiceNow de Helsinki e Istanbul

Para obter informações, consulte vRealize Automation Servicenow 2.0 plugin is here.

Integração com o VMware Admiral

  • Suporta a colaboração entre administradores de nuvem e equipes de desenvolvimento para aplicativos tradicionais, contidos e híbridos
  • Permite um equilíbrio entre o controle operacional dos aplicativos tradicionais e a flexibilidade que os contêineres oferecem
  • Novos recursos, incluindo suporte a volumes persistentes, rede de contêineres aprimorada e gerenciamento de host

Para obter informações, consulte Admiral.

Funcionalidade de log de eventos melhorada

  • Integração de nível de sistema com sistemas de gerenciamento de log compatíveis com SYSLOG externos
  • Compatível com o servidor do VMware Log Insight
  • Configurável por meio de VAMI e protegido por padrão
  • Conjunto predefinido de objetos auditáveis e uma opção de ativação da auditoria para todos os outros tipos de objeto IaaS incluídos

Para obter informações, consulte monitorando o vRealize Automation.

Log de auditoria habilitado por padrão para os seguintes itens

  • Grupos de estrutura
  • Endpoints
  • Inscrições de fluxo de trabalho
  • API de configuração para os seguintes itens:
    • Definindo o período de retenção de logs de eventos
    • Evitando que certos tipos de destino sejam processados pelo log de eventos
    • Excluindo mensagens antigas de log de eventos do banco de dados local

Para obter informações, consulte Usando o log de auditoria do vRealize Automation.

Documentação atualizada para oferecer suporte a todas as novas funcionalidades

Requisitos do sistema

Para obter informações sobre os sistemas operacionais do host, os bancos de dados e os servidores da Web compatíveis, consulte a Matriz de suporte do vRealize Automation.

Instalação

Para obter os pré-requisitos e as instruções de instalação, consulte Instalando o vRealize Automation.

Documentação

Para a documentação do vRealize Automation 7.3, consulte VMware vRealize Automation.

Documentação do vRealize Automation 7.3 revisada e republicada em 15 DE MARÇO DE 2018. As revisões incluem informações sobre como atualizar ou migrar para o vRealize Automation 7.3.1.

Novo Atualização para a documentação de migração

  • Título do tópico: Migrar dados de origem do vRealize Automation para um ambiente mínimo do vRealize Automation 7.3

Antes da atualização

Para obter orientações gerais, consulte Atualizando o vRealize Automation.

A vRealize Production Test Upgrade Assist Tool analisa seu ambiente vRealize Automation 6.2.x em busca de qualquer configuração de recurso que possa causar problemas de atualização e verifica se o seu ambiente está pronto para atualização. Para baixar essa ferramenta e a documentação relacionada, acesse a página Baixar Produto da VMware vRealize Production Test Tool.

Usando sua licença para habilitar o vRealize Code Stream

Agora, você pode usar sua licença do vRealize Automation para habilitar o vRealize Code Stream para os seus ambientes do vRealize Automation. A licença do vRealize Automation permite que você desbloqueie o vRealize Code Stream para que possa usá-lo com o vRealize Code Stream Management Pack for IT DevOps.

Para habilitar o vRealize Code Stream, você precisa ter o vRealize Suite Enterprise, o vRealize Automation Advanced ou o vRealize Automation Enterprise, bem como uma nova licença do vRealize Automation 7.3.

É necessário instalar o vRealize Code Stream Management Pack em um appliance separado e dedicado que tenha o vRealize Automation e o vRealize Code Stream habilitados em modo de não HA (Alta Disponibilidade). Para obter mais informações, consulte o Guia de arquitetura de referência do vRealize Code Stream. Você não pode instalar o vRealize Code Stream Management Pack em sua instância de produção existente do vRealize Automation pelos seguintes motivos:

  • A carga extra pode afetar negativamente o desempenho da instância de produção do vRealize Automation.
  • O vRealize Code Stream não oferece suporte para instalação em um appliance que esteja configurado para HA. Não habilite o vRealize Code Stream em uma instância do vRealize Automation que esteja no modo de HA. Se o fizer, o ambiente do vRealize Automation poderá ficar instável.

Para instalar o pacote de gerenciamento, consulte o Guia de Instalação do VMware vRealize Code Stream Management Pack for IT DevOps. Você pode baixar esse guia quando baixar o pacote de gerenciamento.

Para habilitar o vRealize Code Stream no Assistente de Instalação do vRealize Automation ou na Interface de Gerenciamento de Appliance do vRealize Automation, marque a caixa de seleção Habilitar o vRealize Code Stream.

Se você aplicar sua licença sem habilitar o vRealize Code Stream, poderá habilitar o vRealize Code Stream mais tarde. Aplique a licença novamente e selecione Habilitar o vRealize Code Stream. Depois de aplicar a licença, você deverá reiniciar o appliance do vRealize Automation.

Para obter mais informações, consulte:

Problemas resolvidos

  • Há falha no processo inicial de criação de conteúdo durante a instalação na seguinte etapa: Execute workflow to create configurationadmin user

    No /var/log/messages, existem duas diferentes execuções do processo de criação do usuário configurationadmin (executa simultaneamente, o número após o va-agente.py mostra que os processos são diferentes): /usr/lib/vcac/agent/va-agent.py[18405]: info Executing vRO workflow for creating configurationadmin user... ... /usr/lib/vcac/agent/va-agent.py[18683]: info Executing vRO workflow for creating configurationadmin user... A primeira chamada cria a configuração de usuário administrador, e a segunda chamada está causando a falha.

  • O instalador do IaaS não é iniciado
    O instalador do IaaS não é iniciado e exibe esta mensagem: "Uma versão mais recente do produto já está instalada nesta máquina." Isso acontece quando o pacote msi do instalador do IaaS não é iniciado após a atualização manual do IaaS Management Agent para a versão mais recente disponível.

  • Se você utiliza o novo Atualizar Shell Script no vRealize Automation 7.2, deve primeiro atualizar para o Agente de Gerenciamento mais recente

    Se você planeja executar uma atualização automatizada dos componentes IaaS com o novo Atualizar Shell Script, você deve utilizar o Agente de Gerenciamento mais recente que esteja disponível para ser baixado. Não use o Agente de Gerenciamento que está incluído no Appliance Virtual do vRealize Automation 7.2.

     

  • Atualizações de segurança afetam o verificador de pré-requisitos
    Nesta versão, o verificador de pré-requisitos do Assistente de Instalação apresenta falha quando as atualizações de segurança da Microsoft 3098779 e 3097997 estão presentes. No entanto, o verificador de pré-requisitos pode detectar essas atualizações e solicitar que você as remova usando a opção Corrigir. Em seguida, é possível executar novamente o verificador de pré-requisitos, como de costume.

    Solução alternativa: Permita que o Assistente de Instalação remova as atualizações de segurança para que o verificador de pré-requisitos possa funcionar. Como alternativa, você pode remover manualmente essas atualizações. Depois de concluir o assistente, é possível reinstalar manualmente as atualizações 3098779 e 3097997.

  • Novo Após a instalação do vRealize Automation 7.1 ou da atualização do vRealize Automation 7.0 para a versão 7.1, a imagem de plano de fundo personalizada escolhida na página de login está ausente

    A identidade visual personalizada presente no vRealize Automation 7.0 estará ausente na página de logon do tenant após a atualização para o vRealize Automation 7.1. A identidade visual personalizada especificada não aparece em uma nova instalação do vRealize Automation 7.1.

  • Houve falha em um Active Directory que inclui mais de 15 grupos de usuários ao listar os grupos quando você o sincroniza

    Se você tiver mais de 15 grupos e tentar sincronizar o Active Directory na interface de gerenciamento do vRealize Automation por meio de Administração > Gerenciamento de Armazenamentos de Identidades > Armazenamentos de Identidades, apenas alguns grupos serão exibidos.

  • Novo Nome de serviço inválido presente no exemplo do Guia de Programação

    A solicitação de um procedimento de Token de portador HTTP no Guia de programação para o vRealize Automation 7.2 contém dois exemplos de linha de comando do curl inválido: https://$vRA/identities/api/tokens e https://vra.mycompany.com/identities/api/tokens. Nos dois exemplos, "identidades" é um nome de serviço inválido.

  • O provisionamento de clone vinculado falha quando o snapshot não está disponível

    Em versões anteriores, o provisionamento de um blueprint de clone vinculado com um snapshot nomeado (em vez do snapshot atual) falhava se a reserva selecionada estivesse em um vCenter diferente daquele do snapshot original, mesmo que o snapshot e a máquina virtual do modelo sejam clonados no vCenter de destino. A solução alternativa anterior era definir políticas de reserva para que o blueprint só pudesse ser provisionado para o vCenter original. O problema subjacente foi corrigido para que os blueprints de clone vinculado possam ser provisionados para qualquer reserva selecionada dinamicamente que tenha acesso a um snapshot do mesmo nome do snapshot especificado no blueprint. Para aplicar essa correção a blueprints de clone vinculado existentes, abra o blueprint no designer de blueprints e salve. Você não precisa fazer uma edição manual do blueprint.

  • Alguns mapeamentos de teclado internacionais não têm suporte com o console remoto

    O VMWare HTML Console SDK foi atualizado para a versão 2.1 que adiciona suporte para mapeamentos de teclado adicionais, o que está documentado nas Notas da versão do HTML Console SDK.

Problemas conhecidos

Os problemas conhecidos são agrupados da seguinte maneira.

Atualização
  • Uma migração pode falhar quando se sincroniza reservas do banco de dados do IaaS para com o banco de dados PostgreSQL

    A falha gera esta mensagem de erro: Read timed out.

    Solução alternativa: Consulte o artigo 2149882 da Base de Conhecimento.

  • Há um aumento da carga da CPU após a atualização do vRealize Automation 7.1 ou 7.2 para o 7.3

    Quando você atualiza do vRealize Automation 7.1 ou 7.2 para o 7.3, as entradas duplicadas são adicionadas à tabela DynamicOps.Repository.WorkflowSchedules no banco de dados IaaS. Os cronogramas duplicados são para fluxos de trabalho de métricas. Após a atualização, vários fluxos de trabalho de métricas que executam os mesmos cálculos ao mesmo tempo aumentam a carga da CPU no sistema.

    Solução alternativa: Consulte o artigo 2150239 da Base de Conhecimento.

  • A adição de um novo servidor virtual a um balanceador de carga sob demanda existente em uma implantação falha  

    Quando você adicionar um novo servidor virtual a um balanceador de carga sob demanda existente em uma implantação atualizada a partir de uma versão anterior do vRealize Automation 7.x, a adição falhará se esta for a primeira ação de reconfiguração no balanceador de carga desde a atualização. A falha gera o Código de erro: 14623 concernente a "portas duplicadas". A falha ocorre porque o sistema armazena uma configuração padrão de versões anteriores. Essa falha não afeta qualquer outra coisa no sistema. Para implantações do vRealize Automation 7.3, se você solicitar a adição de um servidor virtual a um balanceador de carga e fazer uma mudança em outro servidor virtual ao mesmo tempo, a solicitação falhará e gerará o mesmo erro. 

    Solução alternativa: Para implantações atualizadas: Execute uma ação de reconfiguração no balanceador de carga e edite uma configuração em qualquer um dos servidores virtuais. Isso corrige o problema do sistema que armazena a configuração padrão de versões anteriores. Você também pode fazer isso em balanceadores de carga atualizados a partir de versões anteriores ou em balanceadores de carga que tenham a mesma falha.

    Para balanceadores de carga atualizados e balanceadores de carga implantados na versão 7.3, não edite um servidor virtual e adicione um servidor virtual na mesma solicitação. Executar a ação de edição e a ação de adição em solicitações separadas impede essa falha.

  • Novo Endpoints estão ausentes após a atualização para o vRealize Automation 7.3

    Após uma atualização bem-sucedida para o vRealize Automation 7.3, a página Endpoints no console do vRealize Automation não exibe todos os endpoints.

    Solução alternativa: Consulte o artigo 2150252 da Base de Conhecimento.

  • Novo Não é possível gerar um arquivo CSV para importação em massa devido a entradas duplicadas

    Depois de fazer logon no console do vRealize Automation, selecione Infraestrutura > Administração > Importações em Massa e clique em Gerar Arquivo CSV. Você verá a seguinte mensagem de erro: "Ocorreu um erro. Para obter mais informações, consulte os logs de eventos no servidor IaaS ou entre em contato com o administrador do sistema." Nos logs de evento da máquina Windows IaaS, serão exibidas entradas semelhantes a esta: "System.ArgumentException: Um item com a mesma chave já foi adicionado." Esse problema ocorre quando a consulta usada para recuperar blueprints para importação em massa retorna entradas duplicadas.

    Solução alternativa: Use o utilitário cloudutil.exe para gerar o arquivo CSV, concluindo estas etapas.

    1. Baixe cloudutil.exe na página de download do instalador do Windows no appliance do vRealize Automation: https://vra-va-hostname.domain.name:5480/installer/. O CloudUtil é a interface de linha de comando para o vRealize Automation Designer. Você executa os comandos na máquina Windows em que está executando o Designer. O local de instalação padrão na máquina Windows é C:\Program Files (x86)\VMware\vCAC\vRealize Automation Designer.
    2. Gere o arquivo CSV executando este comando: CloudUtil.exe Machine-BulkRegisterExport
  • Novo Quando você faz upgrade para o vRealize Automation 7.3 de um ambiente que está integrado à versão atual do vRealize Business, as informações sobre despesas aparecem como "não disponíveis" para todos os itens de catálogo no console do vRealize Automation

    Esse problema é temporário e deverá ser resolvido depois que você fizer o upgrade para a versão mais recente do vRealize Business.

    Solução alternativa: Upgrade para o vRealize Business for Cloud 7.3.0.

    Você ainda pode ver as informações sobre despesas das máquinas virtuais do vRealize Automation nos relatórios do vRealize Business e em outras seções.

  • Novo Após desinstalar o WEBDAV como um dos pré-requisitos para o upgrade da máquina 2012 R2 IaaS, o assistente de configuração exibe uma mensagem de InternalServerError.

    Esta mensagem é exibida porque o pool do aplicativo do repositório é interrompido: "O Distributed Execution Manager não pode ser atualizado porque aponta para um host Management Model Web :443 que não pode ser validado. É necessário resolver este erro antes de executar o upgrade novamente: O serviço Model Manager Web está instalado no host :443, mas não está em funcionamento nem em execução. Código do status de resposta do HTTP Web: InternalServerError".

    Solução alternativa: Vá para os pools do aplicativo no servidor IIS, inicie o pool do aplicativo do repositório e prossiga com o upgrade.

  • Novo Depois de fazer o upgrade do ambiente clusterizado do vRealize Automation, um dos nós Xenon não está em execução

    Durante o upgrade, um dos nós do vRealize Automation não foi inicializado.

    Solução alternativa: Verifique o status de cada um dos nós da guia Xenon no console de gerenciamento. Se um dos nós não estiver em execução, inicie-o manualmente. Como alternativa, você pode abrir uma conexão SSH para cada um dos nós e executar "xenon do serviço-status do serviço". Se o nó não estiver em execução, execute "xenon do serviço-status do serviço".

  • Novo Ao instalar manualmente um componente do site IaaS, o instalador do GUI exibe um erro de validação do certificado.

    A mensagem de erro aparece ao clicar em Avançar na página de instalação personalizada do servidor do IaaS com o componente do site selecionado. Essa mensagem de erro é falsa negativa e aparece mesmo ao selecionar a opção correta. O erro impede a instalação de um componente do site 7.3 IaaS do vRealize Automation.

    Solução alternativa: Consulte o artigo 2150645 da Base de Conhecimento.

  • Novo Um Distributed Execution Manager (DEM) ou Distributed Execution Manager Orchestrator (DEO) não é atualizado quando é realizado o upgrade para o vRealize Automation 7.3.x. 

    O componente de Infraestrutura como Serviço (IaaS) DEM ou DEO deve ser instalado no local padrão em c:\program files (x86)\vmware\vcac quando é realizado o upgrade para o vRealize Automation 7.3.x. Se esses componentes não estiverem instalados no local padrão, eles não serão atualizados durante a atualização.

    Solução alternativa: Consulte o artigo 2150517 da Base de Conhecimento.

  • Novo Remover um host com mais de 400 contêineres falha com o erro de serialização

    No vRealize Automation 7.2 e 7.3, a tentativa de remover um host de contêiner com mais de 400 contêineres pode falhar com o erro de serialização.

    Solução alternativa: Remova os contêineres, 400 por vez, do host usando o console, API ou CLI do vRealize Automation e, em seguida, remova o host de contêiner.

Configurando e provisionando
  • Quando um usuário solicita a reconfiguração do caminho de rede de uma máquina, e o caminho de rede original não está selecionado na reserva da máquina, a solicitação parece ter êxito, e o vRealize Automation exclui silenciosamente de seu banco de dados o registro de placa de rede da máquina. Nenhuma alteração é feita na máquina real.

    Não é suportada a reconfiguração do caminho de rede de uma máquina quando o caminho de rede original não está selecionado na reserva da máquina. Qualquer solicitação para fazer isso deve falhar com a mensagem de erro apropriada. Em vez disso, ela parece ter êxito e exclui silenciosamente do banco de dados do vRealize Automation o registro de placa de rede da máquina. A máquina real não é afetada.

    Solução alternativa: Nenhuma. A visualização do vRealize Automation da máquina com relação ao registro de placa de rede será restaurada para seu estado original na próxima vez que a coleta de dados for executada para o cluster associado.

  • Após um failover do vRealize Appliance, a página Integridade poderá demorar para carregar

    Se a página Integridade estiver aberta antes do failover do vRealize Appliance, a página poderá demorar até 15 minutos para carregar pela primeira vez após o failover.

    Solução alternativa: Restaure a funcionalidade do primeiro appliance ou reinicie o serviço vcac-server no appliance em execução.

  • O preço de uma implantação não é exato quando o blueprint contém um perfil de componente de imagem

    Quando um perfil de componente de imagem é selecionado no momento de criação, o tamanho do disco de clone é desconhecido quando um usuário solicita uma máquina. Quando o usuário solicita o preço de uma máquina, o preço exibido não é exato. O preço não inclui o disco de clone no modelo que foi selecionado como parte do perfil de componente de imagem.

    Solução alternativa: Quando um usuário solicita um item de catálogo, o custo de implantação é corrigido pelo vRealize Business após o vRealize Business incluir o tamanho do disco de clone que a máquina usa.

  • Uma operação de Destruição executada em um membro do cluster evita que as ações de dimensionamento horizontal ou dimensionamento vertical funcionem conforme o esperado

    Após destruir manualmente uma máquina que faz parte de um cluster multi-máquina, você não poderá mais executar ações de pós-provisionamento de dimensionamento vertical e dimensionamento horizontal confiáveis. Você introduz uma contagem errada ao destruir manualmente um membro de um cluster usando a ação de destruição na máquina. Com uma contagem errada, uma operação de dimensionamento horizontal assume que a máquina destruída ainda é parte do cluster. Isso evita que uma operação de dimensionamento horizontal adicione algumas ou todas as máquinas necessárias. Se a contagem estiver incorreta por 1 máquina, e o limite de cluster for 5, poderá haver no máximo 4 máquinas virtuais reais e 1 máquina fantasma. Para uma ação de dimensionamento vertical, o serviço de composição poderá tentar dimensionar verticalmente para uma única máquina, resultando na destruição de todos os membros do cluster.

    Solução alternativa: Para implantações em que as ações de dimensionamento horizontal ou dimensionamento vertical estão habilitadas, não autorize as ações de destruição. Isso evita a criação de uma contagem incorreta. Se você achar que sua implantação tem uma máquina em um cluster que foi destruído manualmente, um administrador poderá verificar isso contando o número de membros de cluster que aparecem na página Implantações. Se houver um cluster com uma máquina virtual destruída, reimplante a implantação e não autorize as ações de destruição na implantação reimplantada.

  • As implantações com vários balanceadores de carga exibem incorretamente os servidores virtuais do balanceador de carga

    Em implantações com vários balanceadores de carga implantados no vRealize Automation 7.2 ou anteriores, cada balanceador de carga mostra servidores virtuais de todos os balanceadores de carga presentes na implantação.

    Solução alternativa: Nenhuma.

  • Não foi possível adicionar uma regra de encaminhamento de porta NAT a uma rede NAT sob demanda implantada que esteja associada a um provedor IPAM de terceiros

    Quando você adiciona uma regra de encaminhamento de porta NAT usando a ação de pós-provisionamento Alterar Regras NAT a uma rede NAT sob demanda implantada associada a um provedor de IPAM de terceiros, o menu suspenso do campo Componente não mostra nenhum dado e não aceita novos dados. Isso impede que você adicione uma nova regra.

    Solução alternativa: Nenhuma.

  • Se uma propriedade de associação estiver configurada para ser transmitida para um script de software CMD do Windows, a propriedade de associação não será recebida pelo script no tempo de execução

    Não há suporte para a transmissão de propriedades de entrada de associação a um script de software CMD do Windows. Todos os outros tipos de script de software, como o bash ou o Windows PowerShell, dão suporte à transmissão de propriedades a scripts de software como uma matriz de valores, mas o CMD do Windows não dá suporte ao tipo (argv) de matriz de argumentos.

    Solução alternativa: Nenhuma.

  • Após uma conexão de teste bem-sucedida e o salvamento do endpoint com uma impressão digital válida, os logs do agente do vSphere ou os logs DEM contêm mensagens de erro sobre uma conexão fechada, a incapacidade de estabelecer uma relação de confiança ou um certificado remoto é inválido

    No vRealize Automation 7.3, os endpoints do vSphere e do NSX têm a validação de certificado habilitada. Você não pode mais usar um certificado não confiável com esses endpoints. Embora você possa usar o botão Testar Conexão para validar a impressão digital do certificado nesses endpoints, se o certificado for gerado de forma que o certificado raiz na cadeia de certificados não seja autoassinado, o processo de validação de certificado para esses dois endpoints poderá falhar e causar uma falha funcional nas ações de coleta de dados, de provisionamento ou de pós-provisionamento.

    Solução alternativa:

    Para o vSphere

    Baixe o certificado raiz na cadeia de certificados do endpoint.

    • Para o vCenter endpoint 6.0 ou posteriores, consulte http://kb.vmware.com/kb/2108294.
    • Para o vCenter endpoint 5.5 ou anteriores, baixe o certificado RAIZ do caminho de certificação do certificado do endpoint.

    Conclua estas etapas.

    1. Primeiro baixe o certificado do endpoint acessando o endpoint diretamente no navegador.
    2. Vá para Caminho de Certificação para obter o certificado raiz.
    3. Baixe o certificado raiz na cadeia.
    4. Instale o certificado no armazenamento raiz Confiável das máquinas de Agente e do DEM.


    Para o endpoint do NSX

    1. Baixe o certificado do endpoint acessando o endpoint diretamente no navegador.
    2. Vá para Caminho de Certificação para obter o certificado raiz.
    3. Baixe o certificado raiz na cadeia.
    4. Instale o certificado no armazenamento raiz Confiável das máquinas do DEM.
  • Novo A ação de pós-provisionamento Reconfigurar o Balanceador de Carga falha para um blueprint importado do YAML

    Às vezes, quando você executa a ação de pós-provisionamento Reconfigurar o Balanceador de Carga em uma implantação, a ação falha. Isso acontece quando o blueprint associado à implantação é importado de um arquivo YAML que contém um balanceador de carga sob demanda com um valor no campo de nome diferente do valor no campo de ID.

    Solução alternativa: Nenhuma.

    Execute as seguintes etapas para corrigir o blueprint de modo a permitir que as ações de pós-provisionamento sejam executadas no balanceador de carga em implantações futuras.

    1. No console do vRealize Automation, selecione o blueprint que não possui valores correspondentes nos campos de nome e ID.
    2. Clique em Editar e reinsira o nome do componente do balanceador de carga.
    3. Salve o blueprint. Isso define os valores de nome e ID incorporados no blueprint como o mesmo valor.

    Quando você fornece uma nova implantação usando o blueprint editado, a ação Reconfigurar o Balanceador de Carga funciona. É possível evitar esse problema ao se certificar de que todos os arquivos YAML tenham valores idênticos de nome e ID em cada componente do balanceador de carga sob demanda.

  • Novo Abrir uma conexão HTTP segura para o appliance do vRealize Automation usando o protocolo Tls1.0 ainda tem suporte nas portas 443 e 8283

    Se você abrir uma conexão ou fizer uma chamada API para o appliance do vRealize Automation na porta 443 para o servidor do vRealize Automation, o servidor do vRealize Orchestrator ou o servidor do vIDM na porta 8283 para o servidor do configurador do vRealize Orchestrator, o protocolo TLS1.0 para SSL ainda terá suporte.

    Solução alternativa:

    Observação: A solução alternativa a seguir para desativar o TLS1.0 é para uso temporário e não deve ser aplicada durante o upgrade. Se o TLS1.0 for desativado através dessa solução, a lógica do upgrade desse appliance poderá ser quebrada. A recomendação para o cliente é esperar uma compilação oficial com a correção para desativar o protocolo TLS1.0.

    1. Abra uma sessão de SSH no appliance mestre do vRealize Automation na sua implantação. Se o seu ambiente tiver um appliance vRealize Automation único, abra uma sessão de SSH neste appliance.

    2. Edite os seguintes arquivos:

    /etc/haproxy/conf.d/20-vcac.cfg

    frontend https-in

    ...

    - bind 0.0.0.0:443 ssl crt /etc/apache2/server.pem ciphers !aNULL:kECDH+AESGCM:ECDH+AESGCM:RSA+AESGCM:kECDH+AES:ECDH+AES:RSA+AES:@STRENGTH no-sslv3

    + bind 0.0.0.0:443 ssl crt /etc/apache2/server.pem ciphers !aNULL:!eNULL:kECDH+AESGCM:ECDH+AESGCM:RSA+AESGCM:kECDH+AES:ECDH+AES:RSA+AES:@STRENGTH no-sslv3 no-tlsv10

    ...

    /etc/haproxy/conf.d/30-vro-config.cfg

    frontend https-in-vro-config

    ...

    - bind :::8283 v4v6 ssl crt /opt/vmware/etc/lighttpd/server.pem ciphers TLSv1+HIGH:!aNULL:!eNULL:!3DES:!RC4:!CAMELLIA:!DH:!kECDHE:@STRENGTH no-sslv3

    + bind :::8283 v4v6 ssl crt /opt/vmware/etc/lighttpd/server.pem ciphers TLSv1+HIGH:!aNULL:!eNULL:!3DES:!RC4:!CAMELLIA:!DH:!kECDHE:@STRENGTH no-sslv3 no-tlsv10

    ...

    3. Executar: service haproxy restart

    4. Executar: /usr/sbin/vcac-config cluster-config-ping-nodes --services haproxy

    Agora, cada um dos appliances vRealize Automation do seu ambiente não devem mais suportar o TLS1.0 para conexões seguras nas portas 443 e 8283.

  • Novo O uso de dois pontos (:) como separador não é reconhecido corretamente em arquivos YAML quando você cria um blueprint do contêiner do Windows

    Esse problema ocorre quando você cria um blueprint com um volume de contêiner no qual o caminho do contêiner e o caminho do host incluem uma letra de unidade do Windows com dois pontos, por exemplo D:/DBFILES/:c:/temp/. Depois de salvar e abrir o blueprint, o valor do caminho do contêiner e do caminho do host não é reconhecido corretamente, pois o primeiro dois pontos da letra de unidade é mal interpretado como separador.

    Solução alternativa: Nenhuma.

  • Novo A ação de pós-provisionamento Alterar Regras de NAT falha para um blueprint importado do YAML

    Quando chamada em uma implantação, a ação de pós-provisionamento Alterar Regras de NAT falha com o seguinte erro: Falha ao invocar a solicitação de atualização de implantação [{Não foi possível determinar o estado do componente atual para nat1}]. Isso acontece quando o blueprint associado a implantação é importado de um arquivo YAML contendo uma rede NAT sob demanda que tem valores não idênticos em seus campos de nome e ID.

    Solução alternativa: Nenhuma. Realize essas etapas para corrigir o blueprint.

    1. Edite o blueprint associado no console do vRealize Automation e volte a selecionar o perfil de rede pai desejado para a rede NAT sob demanda.
    2. Salve o blueprint.

    Isso define os valores de nome e ID incorporados no blueprint como o mesmo valor. Quando você provisionar uma nova implantação usando o blueprint, a ação Alterar Regras de NAT funcionará. Será possível evitar esse problema se você garantir que todos os arquivos YAML especifiquem valores idênticos de nome e ID em cada componente de rede NAT sob demanda.

  • Novo Os links para download na página do Instalador do Agente do Software e Guest para o Java Runtime Environment para Linux estão incorretos

    Esses links aparecem na seção Linux Software Installers.

    • vmware-jre-1.8.0_121-fcs.i586.rpm
    • vmware-jre-1.8.0_121-fcs.x86_64.rpm

    Ao clicar em um desses links, uma nova página é aberta e exibe o erro HTTP Status 404 – Not Found

    Solução alternativa:

    Para baixar esses arquivos RPM;

    1. Substitua o nome do arquivo na URL que aparece no campo de endereço do navegador após clicar no link.

    • Substitua vmware-jre-1.8.0_121-fcs.i586.rpm por vmware-jre-1.8.0_121-fcs_b31.i586.rpm.
    • Substitua vmware-jre-1.8.0_121-fcs.x86_64.rpm por vmware-jre-1.8.0_121-fcs_b31.x86_64.rpm.

    Por exemplo:

    • https://va-hostname.domain.name​ /software/download/vmware-jre-1.8.0_121-fcs_b31.x86_64.rpm
    • https://va-hostname.domain.name /software/download/vmware-jre-1.8.0_121-fcs_b31.i586.rpm

    2. Pressione Enter.

    Apesar de a mensagem de erro permanecer no navegador, o arquivo é baixado com êxito.

  • Novo Editando um adaptador de autenticação do conector pode exigir login

    Os administradores podem usar o console do vRealize Automation para configurar Adaptadores de Autenticação para Conectores que correspondem a um diretório, dentro de até 30 minutos após fazer o login no console. S e um administrador tentar realizar essa configuração após 30 minutos, uma página de login será exibida e a autenticação será necessária.

    Solução alternativa: Faça login, novamente, no console com credenciais de administrador.

  • NOVO A partição raiz fica sem espaço de armazenamento

    Rotação incorreta de log no /var/lib/vrhb pode levar a uma alta utilização na partição raiz que eventualmente enche a / partição.

    Solução alternativa: Consulte o artigo 2151693 da Base de Conhecimento.

  • NOVO Não é possível provisionar novamente uma máquina virtual que foi provisionada com o System Center Virtual Machine Manager (SCVMM)

    Antes do vRealize Automation 7.3, quando era feito novamente o provisionamento de uma máquina virtual que havia sido provisionada com SCVMM, o reprovisionamento falhava apresentando a seguinte mensagem de erro: "Fluxo de trabalho 'ScvmmCreateVM' falhou com a seguinte exceção: DynamicOps.Repository.Activities.PowerShellException: Você não pode chamar um método em uma expressão de valor nulo."

    Esse problema foi corrigido na versão 7.3. No entanto, se você atualizar o sistema para a versão 7.3 a partir de uma versão anterior, qualquer máquina provisionada com SCVMM antes da atualização ainda falha ao realizar o reprovisionamento.

    Solução alternativa:

    Conclua estas etapas.

    1. Faça login no Console do Gerenciador de máquina Virtual do SCVMM.
    2. No menu à esquerda, clique em Biblioteca > Modelos.
    3. Na tabela do painel direito, classifique os modelos por nome.
    4. Exclua todos os modelos que tenham o prefixo TemporaryTemplate, seguido por um GUID contendo uma sequência de letras e números.
    5. Depois de excluir os modelos, provisione novamente suas máquinas virtuais.
Documentação
  • Novo O procedimento Definir Configurações de Distribuição do Servidor Virtual contém um padrão de tráfego HTTPS não suportado

    O procedimento Definir configurações de distribuição do servidor virtual contém a subetapa a seguir.

    Selecione ID da sessão SSL para suportar um dos seguintes padrões de tráfego HTTPS suportados:

    • Passagem SSL - Cliente -> HTTPS -> LB (passagem SSL) -> HTTPS -> servidor
    • Cliente - HTTP-> LB -> HTTP -> servidores

    Se você selecionar o padrão Cliente - HTTP, o sistema usará o padrão de tráfego Passagem SSL - Cliente. O vRealize Automation não tem suporte para o padrão de tráfego Cliente - HTTP.

    Solução alternativa. Não selecione o padrão de tráfego Cliente - HTTP.

Problemas anteriores conhecidos

Para visualizar uma lista de problemas conhecidos anteriormente, clique aqui.