Para obter segurança máxima, você deve configurar componentes do vRealize Automation para usar codificação forte.

A codificação de criptografia negociada entre o servidor e o navegador determina a força de criptografia que é usada em uma sessão TLS.

Para garantir que apenas codificações fortes sejam selecionadas, desative as codificações fracas nos componentes do vRealize Automation. Configure o servidor para permitir somente codificações fortes e usar tamanhos de chave suficientemente grandes. Além disso, configure todas as codificações em uma ordem adequada.

Desative pacotes de codificação que não ofereçam autenticação, como pacotes de codificação NULL, aNULL ou eNULL. Além disso, desative a troca de chaves Diffie-Hellman anônima (ADH), a codificação de nível de exportação (EXP, codificação contendo DES), os tamanhos de chave menores de 128 bits para criptografar tráfego de carga, o uso do MD5 como mecanismo de hashing para tráfego de carga, os pacotes de codificação IDEA e os pacotes de codificação RC4. Certifique-se também de que os pacotes de codificação que usam a troca de chaves Diffie-Hellman (DHE) estejam desativados.