A tecnologia de armazenamento eficiente quanto ao espaço elimina as ineficiências dos métodos tradicionais de armazenamento ao utilizar apenas o armazenamento realmente necessário para as operações de uma máquina. Normalmente essa é apenas uma fração do armazenamento realmente alocado nas máquinas. O vRealize Automation oferece suporte a dois métodos de provisionamento com uma tecnologia com economia de espaço, provisionamento reduzido e provisionamento do FlexClone.

Quando o armazenamento padrão é utilizado, o armazenamento alocado em uma máquina provisionada é plenamente dedicado a essa máquina, mesmo quando ele é desligado. Isso pode caracterizar um desperdício significativo de armazenamento, pois poucas máquinas virtuais realmente utilizam todo o armazenamento alocado nelas. Apenas poucas máquinas físicas operam com um disco 100% cheio. Quando se usa uma tecnologia eficiente quanto ao espaço, o armazenamento alocado é rastreado separadamente; apenas o armazenamento utilizado é plenamente dedicado à máquina provisionada.

Provisionamento reduzido

Há suporte para o provisionamento reduzido em todos os métodos de provisionamento virtual. Dependendo da plataforma de virtualização, do tipo de armazenamento e da configuração de armazenamento padrão, o provisionamento reduzido sempre poderá ser usado durante o provisionamento da máquina. Por exemplo, o provisionamento reduzido sempre será empregado nas integrações ao servidor do vSphere ESX usando um armazenamento NFS. Porém, para as integrações do servidor do vSphere ESX que usam um armazenamento local ou iSCSI, o provisionamento reduzido será utilizado para provisionar máquinas apenas se a propriedade personalizada VirtualMachine.Admin.ThinProvision for especificada no blueprint. Para obter mais informações sobre o provisionamento reduzido, consulte a documentação fornecida pela plataforma de virtualização.

Provisionamento do Net App FlexClone

Você poderá criar um blueprint para o provisionamento do FlexClone se estiver trabalhando em um ambiente do vSphere que usa o armazenamento de Sistema de Arquivos de Rede (NFS) e a tecnologia do FlexClone.

Haverá falha no provisionamento da máquina caso o NFS não seja utilizado. Você pode especificar um caminho de armazenamento do FlexClone para outros tipos de provisionamento de máquina, mas o caminho de armazenamento do FlexClone se comportará como o armazenamento padrão.

Esta é uma visão geral de alto nível da sequência de etapas necessárias para provisionar máquinas que usam a tecnologia do FlexClone:
  1. Um administrador do IaaS cria um endpoint NetApp ONTAP. Consulte Referência das configurações de endpoints.
  2. Um administrador do IaaS executa uma coleta de dados no endpoint para habilitar a visibilidade desse endpoint nas páginas de recurso de processamento e de reserva.

    A opção FlexClone estará visível numa página de reserva na coluna de endpoint se um endpoint NetApp ONTAP existir e se o host for virtual. Se existir um endpoint NetApp ONTAP, a página de reserva exibe o endpoint atribuído ao caminho de armazenamento.

  3. Um administrador de estrutura cria uma reserva do vSphere, habilita o armazenamento do FlexClone e especifica um caminho de armazenamento de NFS que utilize a tecnologia do FlexClone. Consulte Criar uma reserva para Hyper-V, KVM, SCVMM, vSphere ou XenServer.
  4. Um arquiteto de infraestrutura ou outro usuário autorizado cria um blueprint para o provisionamento do FlexClone.