É possível configurar as definições do blueprint e as opções para um componente de contenção de Contentores para vRealize Automation na tela de criação de vRealize Automation.

Guia Geral

Defina configurações gerais para o componente de container de blueprint na tela de criação.

Tabela 1. Configurações da guia Geral
Configuração Descrição

Nome

Insira um nome para seu componente de retenção no blueprint.

Descrição

Faça um resumo sobre o seu componente de retenção para o benefício de outros arquitetos.

Imagem

Insira o nome completo de uma imagem em um registro gerenciado, como um registro privado ou registro Docker Hub, por exemplo registry.hub.docker.com/library/python.

Comandos

Insira um comando que se aplica à imagem especificada, como python app.py. O comando é executado quando o processo de provisionamento do contentor é iniciado.

Links

Os links fornecem outra forma de conectar contentores em um host único ou através de hosts. Insira um ou mais serviços aos quais esse contentor deve ser associado, como redis ou datadog.

Guia Rede

Configurar as definições de rede para o componente de contenção do blueprint na tela de criação.

É possível anexar um contentor a uma rede. A rede é representada como um componente da rede do contentor na tela de criação. As informações sobre as redes disponíveis são especificadas na página Rede do formulário do componente de contenção.

Tabela 2. Configurações da guia Rede
Configuração Descrição

Redes

Especifique as redes existentes que são definidas para a imagem selecionada. Você também pode criar uma nova rede.

Ao acrescentar um componente de contenção da rede ao formulário de criação, as redes que você especifica aqui são elencadas como opções disponíveis para seleção.

Associação da porta

Especifique a associação da porta para a rede selecionada. A associação de ponto consiste no host de protocolo, porta do host e porta do contentor.

Publicar Todas as Portas

Selecione a caixa de seleção para expor as portas que são usadas na imagem do contentor para todos os usuários.

Nome do Host

Especifique o nome do host do contentor. Se nenhum nome for especificado, o valor padrão é o nome do componente de contenção no blueprint.

Modo de rede

Especifique a pilha de rede do contentor. Se nenhum valor for especificado, o contentor é configurado no modo de rede ponte.

Guia Armazenamento

Configurar as definições de armazenamento para o componente de contenção do blueprint na tela de criação.

Tabela 3. Configurações da guia Armazenamento
Configurações Descrição

Volumes

Especifique os volumes de armazenamento que são mapeados a partir do host a ser usado pelo contentor.

Volumes de

Especifique os volumes de armazenamento a serem herdados de outro contentor.

Diretório de trabalho

Especifique o diretório do qual executar os comandos.

Guia Política

Defina configurações de política, como restrições de afinidade e implantação de políticas para o componente de contêiner de blueprint na tela de criação.

Tabela 4. Configurações da guia Política
Configurações Descrição

Política de implementação

Especifique uma política de implementação para definir as preferências do conjunto de hosts a usar para implementar esse contentor. É possível associar as políticas de implementação para hosts, políticas e definições do contentor para definir uma preferência para hosts, políticas e cotas ao implementar um contentor.

É possível acrescentar uma política de implementação usando a guia Contentores em vRealize Automation.

Dimensão do cluster

Especifique o número de instâncias para gerar como um cluster a partir desse contentor.

Reiniciar a política

Especifique uma política de reinicialização para como um contêiner é reiniciado na saída.

Max restart

Se você selecionou Em caso de falha como política de reinicialização, é possível especificar o número máximo de reinicializações.

Compartilhamentos da CPU

Especifique o número de compartilhamentos de CPU alocados para o recurso provisionado.

Limite de memória

Especifique um número entre 0 e a memória disponível na zona de posicionamento. Essa é a memória total disponível para recursos nesse posicionamento. 0 significa que não há limite.

Troca de memória

Limite de memória total.

Restrições de afinidade

Define regras para o provisionamento de contentores nos mesmos hosts ou diferentes.
  • Tipo de afinidade

    Para anti-afinidade, os contentores são colocados em hosts diferentes, caso contrário são colocados no mesmo host.

  • Serviço

    O nome do serviço que está disponível a partir do menu suspenso corresponde com o nome do componente de contenção especificado no campo Nome na guia Dados gerais.

  • Restrição

    Uma rígida restrição especifica que, se a restrição não puder ser resolvida o provisionamento pode falhar. Uma leve restrição especifica que, se a restrição não puder ser resolvida o provisionamento pode continuar.

Guia Ambiente

Configurar as definições do ambiente como as associações de propriedade para o componente de contenção do blueprint na tela de criação.

Tabela 5. Configurações da guia Ambiente
Configuração Descrição

Nome

O nome da variável.

Associação

Associe a variável a outra propriedade, que faça parte do modelo. Ao selecionar a associação, você deve inserir um valor na sintaxe _resource~TemplateComponent~TemplateComponentProperty.

Valor

O valor da variável de ambiente ou, se você tiver selecionado a associação, o valor da propriedade que você deseja associar.

Guia Propriedades

Configurar as propriedades personalizadas de indivíduos e grupos para o componente de contenção do blueprint na tela de criação.

Para obter informações sobre as propriedades personalizadas e os grupos de propriedade que são fornecidos com o aplicativo do Containers, consulte Uso das propriedades do contentor e grupos de propriedades em um blueprint.

Se selecionar a guia Grupos de Propriedade e clicar em Acrescentar, as seguintes opções estão disponíveis:

  • Propriedades do host do contentor com autenticação do certificado
  • Propriedades do host do contentor com autenticação do usuário/senha

Se grupos de propriedade adicionais foram definidos, eles também são elencados.

Se selecionar a guia Propriedades Personalizadas e clicar em Acrescentar, é possível acrescentar propriedades personalizadas individuais para o componente de contenção.

Tabela 6. Configurações da guia Propriedades para as Propriedades Personalizadas
Configuração Descrição

Nome

Insira o nome de uma propriedade personalizada ou selecione uma propriedade personalizada disponível no menu suspenso.

Valor

Insira ou edite um valor a ser associado ao nome da propriedade personalizada.

Criptografado

É possível optar por criptografar o valor da propriedade, por exemplo, se o valor for uma senha.

Substituível

É possível especificar que o valor da propriedade pode ser substituído por uma pessoa próxima ou subsequente que utiliza a propriedade. Normalmente, este é um outro arquiteto, mas se você selecionar Mostrar na solicitação, seus usuários de negócios poderão ver e editar os valores de propriedade quando solicitarem itens de catálogo.

Mostrar na Solicitação

Se você quiser exibir o nome da propriedade e o valor aos seus usuários finais, selecione a opção para exibir a propriedade no formulário de solicitação ao solicitar o provisionamento de máquina. Você também deve selecionar Substituível se quiser que os usuários forneçam um valor.

Guia Configuração de Integridade

Especifique um modo de configuração de integridade para o componente de contenção do blueprint na tela de criação.

Tabela 7. Configurações da guia Configuração de Integridade
Configuração do modo Descrição

Nenhum

Padrão. Nenhuma verificação de integridade está disponível.

HTTP

Se selecionar HTTP, é necessário fornecer um API para acessar e um método e versão HTTP para uso. O API é relativo e não é necessário inserir o endereço do contentor. Também é possível especificar um período limite para a operação e definir os limiares de integridade.

Por exemplo, um limiar de integridade de 2 significa que duas chamadas consecutivas e bem-sucedidas devem ocorrer para o contentor a ser considerado íntegro e no status EM EXECUÇÃO. Um limiar de não integridade de 2 significa que duas chamadas sem êxito devem ocorrer para o contentor a ser considerado não íntegro e no status ERRO. Para todos os estados entre os limiares íntegro e não íntegro, o status do contentor é DEGRADADO.

Conexão TCP

Se selecionar Conexão TCP, é necessário apenas inserir uma porta para o contentor. As tentativas da verificação de integridade para estabelecer uma conexão TCP com o contentor na porta fornecida. Também é possível especificar um valor limite para a operação e definir os limiares de integridade e não integridade como HTTP.

Comando

Se selecionar Comando, é necessário inserir um comando a ser executado no contentor. O sucesso da verificação de integridade é determinado pelo status de saída do comando.

Ignorar verificação de integridade no provisionamento

Desmarque esta opção para forçar a verificação de integridade no provisionamento. Ao forçá-la, um contêiner não é considerado como provisionado até que uma verificação de integridade seja aprovada.

Implantação Automática

Reimplantação automática de contêineres quando eles estiverem no estado ERROR.

Guia Configuração de Registro

Especifique um modo de registro, e opções de registro opcional, para o componente de contenção do blueprint na tela de criação.

Tabela 8. Configurações da guia Configuração de Registro
Configuração Descrição

Driver

Selecione um formato de registro no menu suspenso.

Opções

Insira as opções do driver usando um nome e o formato do valor que adere ao formato de registro.