O editor de fluxo de trabalho apresenta os elementos do esquema de fluxo de trabalho nos menus na guia Esquema. Você pode usar os elementos de esquema disponíveis na guia Esquema para criar um fluxo de trabalho.

Tabela 1. Elementos e ícones do esquema
Nome do elemento do esquema Descrição Ícone Localização no editor de fluxo de trabalho
Iniciar Fluxo de Trabalho O ponto de partida do fluxo de trabalho. Todos os fluxos de trabalho contêm esse elemento. Um fluxo de trabalho só pode ter um elemento inicial. Os elementos iniciais têm uma saída e nenhuma entrada e não podem ser removidos do esquema de fluxo de trabalho.
Um elemento inicial do esquema de fluxo de trabalho.

Sempre presente na guia Esquema
Tarefa programável por script Tarefas de propósito geral que você define. Você escreve funções JavaScript nesse elemento.
O ícone de uma tarefa programável por script em um esquema de fluxo de trabalho.

A paleta de fluxo de trabalho Genérico
Decisão Uma função boolean. Os elementos de decisão pegam um parâmetro de entrada e retornam true ou false. O tipo de decisão que o elemento faz depende do tipo de parâmetro de entrada. Os elementos de decisão permitem que a ramificação do fluxo de trabalho fique em direções diferentes, dependendo do parâmetro de entrada que o elemento de decisão recebe. Se o parâmetro de entrada recebido corresponder a um valor esperado, o fluxo de trabalho continuará em uma determinada rota. Se a entrada não for o valor esperado, o fluxo de trabalho continuará em um caminho alternativo.
O ícone de um elemento de decisão em um esquema de fluxo de trabalho.

A paleta de fluxo de trabalho Genérico
Decisão personalizada Uma função boolean. Decisões personalizadas podem ter vários parâmetros de entrada e processá-los de acordo com scripts personalizados. Retorna true ou false.
Ícone de um elemento de esquema de decisão personalizado.

A paleta de fluxo de trabalho Genérico
Atividade de decisão Uma função boolean. Uma atividade de decisão executa um fluxo de trabalho e associa seus parâmetros de saída a um caminho true ou false.
Ícone de um elemento de esquema de decisão personalizado.

A paleta de fluxo de trabalho Genérico
Interação do usuário Permite que os usuários transmitam novos parâmetros de entrada para o fluxo de trabalho. Você pode projetar como o elemento de interação do usuário apresenta a solicitação para os parâmetros de entrada e colocar restrições nos parâmetros que os usuários podem fornecer. Quando um fluxo de trabalho em execução chega a um elemento de interação do usuário, ele entra em um estado passivo e solicita a entrada do usuário. Você pode definir um tempo limite no qual os usuários devem fornecer a entrada. O fluxo de trabalho é retomado de acordo com os dados que o usuário passa para ele ou retorna uma exceção se o período de tempo limite expirar. Enquanto estiver aguardando que o usuário responda, o token de fluxo de trabalho ficará no estado waiting.
Um elemento de interação do usuário do esquema de fluxo de trabalho.

A paleta de fluxo de trabalho Genérico
Timer de espera Usado por fluxos de trabalho de longa execução. Quando um fluxo de trabalho em execução chega a um elemento de timer de espera, ele entra em um estado passivo. Você define uma data absoluta na qual o fluxo de trabalho retoma a execução. Enquanto estiver aguardando a data, o token de fluxo de trabalho ficará no estado waiting-signal.
Ícone de um elemento de esquema de fluxo de trabalho de timer de espera.

A paleta de fluxo de trabalho Genérico
Evento de espera Usado em fluxos de trabalho de longa execução. Quando um fluxo de trabalho em execução chega a um elemento de evento de espera, ele entra em um estado passivo. Você define um evento de gatilho que o fluxo de trabalho aguarda antes de ele continuar executando. Enquanto estiver aguardando o evento, o token de fluxo de trabalho ficará no estado waiting-signal.
Ícone de um elemento de esquema de fluxo de trabalho de evento de espera.

A paleta de fluxo de trabalho Genérico
Encerrar fluxo de trabalho O endpoint de um fluxo de trabalho. Você pode ter vários elementos de encerramento em um esquema para representar os diversos resultados possíveis do fluxo de trabalho. Os elementos de encerramento têm uma entrada sem saída. Quando um fluxo de trabalho atinge um elemento Encerrar Fluxo de Trabalho, o token de fluxo de trabalho entra no estado completed.
Um elemento de encerramento do esquema de fluxo de trabalho

A paleta de fluxo de trabalho Genérico
Exceção lançada Cria uma exceção e interrompe o fluxo de trabalho. Várias ocorrências desse elemento podem estar presentes no esquema de fluxo de trabalho. Os elementos de exceção têm um parâmetro de entrada, que só pode ser do tipo de cadeia de caracteres, e não têm nenhum parâmetro de saída. Quando um fluxo de trabalho atinge um elemento de exceção, o token de fluxo de trabalho entra no estado failed.
Um elemento de exceção do esquema de fluxo de trabalho

A paleta de fluxo de trabalho Genérico
Nota sobre o fluxo de trabalho Permite anotar seções do fluxo de trabalho. Você pode fazer notas para delinear seções do fluxo de trabalho. Você pode alterar a cor do plano de fundo das notas para diferenciar as zonas de fluxo de trabalho. As notas de fluxo de trabalho fornecem apenas informações visuais para ajudá-lo a compreender o esquema.
Ícone de um elemento de nota de fluxo de trabalho.

A paleta de fluxo de trabalho Genérico
Elemento de ação Chama uma ação das bibliotecas de ações do Orchestrator. Quando um fluxo de trabalho atinge um elemento de ação, ele chama e executa essa ação.
Um elemento de ação do esquema de fluxo de trabalho.

A paleta de fluxo de trabalho Genérico
Elemento de fluxo de trabalho Inicia outro fluxo de trabalho de forma síncrona. Quando um fluxo de trabalho atinge um elemento de fluxo de trabalho no esquema, ele executa esse fluxo de trabalho como parte do próprio processo. O fluxo de trabalho original continuará somente depois que o fluxo de trabalho chamado concluir a execução.
Um elemento de fluxo de trabalho

A paleta de fluxo de trabalho Genérico
Elemento Foreach Executa um fluxo de trabalho em cada elemento de uma matriz. Por exemplo, você pode executar o fluxo de trabalho Renomear Máquina Virtual em todas as máquinas virtuais de uma pasta.
Fluxo de trabalho para cada elemento

A paleta de fluxo de trabalho Genérico
Fluxo de trabalho assíncrono Inicia um fluxo de trabalho de forma assíncrona. Quando um fluxo de trabalho atinge um elemento de fluxo de trabalho assíncrono, ele inicia esse fluxo de trabalho e continua a própria execução. O fluxo de trabalho original não aguarda a conclusão do fluxo de trabalho chamado.
Ícone de um elemento de esquema de fluxo de trabalho assíncrono.

A paleta de fluxo de trabalho Genérico
Agendar fluxo de trabalho Cria uma tarefa para executar o fluxo de trabalho em um horário definido. Em seguida, o fluxo de trabalho continua a própria execução.
Ícone de um elemento de esquema de fluxo de trabalho agendado.

A paleta de fluxo de trabalho Genérico
Fluxos de trabalho aninhados Inicia vários fluxos de trabalho simultaneamente. Você pode decidir aninhar fluxos de trabalho locais e remotos que estão em um servidor Orchestrator diferente. Também é possível executar fluxos de trabalho com diferentes credenciais. O fluxo de trabalho espera a conclusão de todos os fluxos de trabalho aninhados antes de continuar a própria execução.
Ícone de um elemento de esquema de fluxo de trabalho aninhado.

A paleta de fluxo de trabalho Genérico
Manipular erro Identifica um erro para um elemento de fluxo de trabalho específico. O fluxo de trabalho pode manipular o erro criando uma exceção chamando outro fluxo de trabalho ou executando um script personalizado.
Ícone de um elemento de esquema de manipulador de erros.

A paleta de fluxo de trabalho Genérico
Manipulador de erros padrão Identifica erros de fluxo de trabalho que não são detectados por manipuladores de erros padrão. Você pode usar qualquer elemento de esquema disponível para manipular erros.
Ícone de um elemento de esquema de manipulador de erros padrão.

A paleta de fluxo de trabalho Genérico
Alternar Alterna para caminhos de fluxo de trabalho alternativos, com base em uma variável ou parâmetro de fluxo de trabalho.
Ícone de um elemento de esquema de alternância.

A paleta de fluxo de trabalho Genérico
Tarefa Pré-Definida Elementos com script não editáveis que executam tarefas padrão que os fluxos de trabalho costumam usar. As tarefas a seguir são predefinidas:
Básico
  • Suspender
  • Alterar credencial
  • Aguardar até a data
  • Aguardar evento personalizado
  • Enviar evento personalizado
  • Aumentar contador
  • Diminuir contador
Log
  • Log do sistema
  • Aviso do sistema
  • Erro do sistema
  • Log do servidor
  • Aviso do servidor
  • Erro do servidor
  • Log do Sistema e do Servidor
  • Aviso do Sistema e do Servidor
  • Erro do Sistema e do Servidor
Rede
  • HTTP post
  • HTTP get
As paletas de fluxo de trabalho Básico, Log e Rede