O conteúdo migrado para o sistema de arquivos do vRealize Orchestrator deve seguir os requisitos do novo dispositivo baseado em contêiner.

Como o vRealize Orchestrator Appliance está sendo executado em um contêiner, ele tem limitações referentes ao acesso ao sistema de arquivos. O arquivo js-io-rights.conf ainda determina se um arquivo está acessível a partir da API de script do vRealize Orchestrator, mas não é possível usar pastas arbitrárias no sistema de arquivos. A pasta principal acessível ao serviço vRealize Orchestrator é /var/run/vco. No sistema de arquivos vRealize Orchestrator Appliance, essa pasta é mapeada em /data/vco/var/run/vco. Todos os arquivos locais que acessarem a API de script do vRealize Orchestrator deverão ser movidos para o diretório principal especificado. No diretório principal, você pode criar subdiretórios para o seu conteúdo.

Por exemplo, se quiser montar um volume NFS externo no seu vRealize Orchestrator Appliance, deverá montá-lo em /data/vco/var/run/vco/ mount_directory_path. Depois disso, a API de script do vRealize Orchestrator poderá acessar o volume NFS montado em /var/run/vco/mount_directory_path.

Configuração Kerberos

Para usar uma configuração Kerberos, você só pode usar o arquivo /data/vco/usr/lib/vco/app-server/conf/krb5.conf. Para obter informações sobre o log de depuração do Kerberos, consulte Habilitar o log de depuração do Kerberos em Instalando e configurando o VMware vRealize Orchestrator.