No portal do Microsoft Azure, você pode criar uma máquina virtual (VM) com o sistema operacional convidado Windows que você deseja usar para áreas de trabalho VDI com base em cliente, áreas de trabalho de sessão baseadas em RDS ou aplicativos remotos baseados em RDS. Você pode criar esta máquina virtual usando a mesma assinatura que você usou para o pod do Horizon Cloud.

Essa VM deve ser criada na mesma VNet (rede virtual) do Microsoft Azure à qual o pod está conectado. Além disso, essa máquina virtual deve ser criada no grupo de recursos denominado vmw-hcs-podID-base-vms, em que podID é o identificador do UUID do pod. O Horizon Cloud detectará automaticamente VMs localizadas nesse grupo de recursos. O Horizon Cloud listará essas VMs na tela Inventário do console se elas tiverem a opção Armazenamento - Usar disco gerenciado definida como Sim.

Para suas VMs importadas, você pode usar as VMs do Microsoft Windows disponíveis no catálogo de VMs do portal do Microsoft Azure e que correspondem aos sistemas operacionais compatíveis para uso nesta versão do Horizon Cloud. Os links para artigos da base de dados de conhecimento sobre os sistemas operacionais compatíveis podem ser encontrados na seção Ambientes, Sistemas Operacionais e Compatibilidade das notas da versão desta versão.

Observação: O método automatizado Importação de VM do Marketplace usa as seguintes famílias de VM específicas ao criar uma VM. Você costuma usar os mesmos padrões ao criar manualmente uma VM que será importada para o Horizon Cloud. Mais tarde, como você escolherá os tipos das VMs reais baseadas em RDS e as áreas de trabalho VDI com base em cliente ao criar as atribuições de farms e de área de trabalho VDI, há alguns motivos para usar tamanhos maiores da VM importada do que os que são usados pelo processo automatizado Importação de VM do Marketplace. Convém experimentar um tamanho maior se você pretende carregar aplicativos na VM e testá-los antes de selar a golden image na VM.
  • Sistemas operacionais baseados em RDS sem GPU: tipo padrão D2 V3
  • Sistemas operacionais baseados em cliente sem GPU: tipo padrão D4 V3
  • Sistemas operacionais baseados em RDS com apoio de GPU: tipo padrão NV6
  • Sistemas operacionais baseados em cliente com apoio de GPU: tipo padrão NV6

Se a região do Microsoft Azure onde o pod está implantado não inclui os tipos D2 V3 ou D4 V3 Padrão, o processo automatizado Importação de VM do Marketplace é revertido para usar o D2 V2 Padrão (para sistemas operacionais baseados em RDS) e o D3 V2 Padrão (para sistemas operacionais baseados em cliente).

Para obter detalhes sobre os tipos e os tamanhos de VM do Microsoft Azure para o Horizon Cloud, consulte o Artigo 77120 da base de dados de conhecimento da VMware. Para obter detalhes de tamanho da VM na documentação do Microsoft Azure, consulte Tamanhos para máquinas virtuais do Windows no Azure.

Observação: Os tipos de VM da Microsoft que oferecem suporte à aceleração de GPU, os tipos de série NV, estão disponíveis somente em algumas regiões do Microsoft Azure. Para que as áreas de trabalho ou os aplicativos remotos baseados em GPU estejam disponíveis a partir do pod, o pod deverá estar em uma região do Microsoft Azure na qual os tipos específicos de VM da série NV estejam disponíveis. Para obter mais detalhes, consulte Produtos do Microsoft Azure por região.

Pré-requisitos

Obtenha as seguintes informações sobre o pod para o qual você está criando a VM. Para ver essas informações, abra os detalhes do pod no console administrativo do Horizon Cloud navegando até Configurações > Capacidade e clicando no nome do pod. Obtenha na guia Resumo do pod:
  • O nome da rede virtual à qual o pod está conectado. Você deve selecionar a mesma rede virtual que usou ao criar a VM.
  • O ID do pod para o qual você está criando a VM. O ID do pod é um identificador na forma de UUID. Você precisa desse UUID para identificar os grupos de recursos do pod no portal do Microsoft Azure, para que você saiba em qual grupo de recursos localizar a VM.
  • Se o pod foi implantado com uma sub-rede criada manualmente, obtenha o nome da sub-rede da área de trabalho (tenant). Você deve selecionar essa mesma sub-rede ao criar a VM.

Procedimento

  1. Faça logon no portal do Microsoft Azure usando a conta do Microsoft Azure associada à assinatura usada para implementar o pod.
  2. Navegue até o grupo de recursos vmw-hcs-podID-base-vms do pod, clicando em Grupos de Recursos na navegação esquerda do portal, localizando esse grupo de recursos específico e depois clicando em seu nome.
    Para listar apenas os grupos de recursos de um determinado pod, na tela Grupos de Recursos, digite o ID do pod no campo Filtrar por nome.
  3. Na tela para esse grupo de recursos vmw-hcs-podID-base-vms, clique em Adicionar.
  4. Localize o sistema operacional Microsoft Windows que você deseja usar.
    Escolha o sistema operacional com base em se você deseja provisionar áreas de trabalho VDI com base em cliente, áreas de trabalho com base em RDS ou aplicativos remotos usando essa VM base. Os links para os artigos da base de conhecimento sobre os sistemas operacionais compatíveis com o Horizon Cloud estão disponíveis no tópico da documentação Horizon Cloud: ambientes, sistemas operacionais e compatibilidade.
    Importante: Se você quiser ter áreas de trabalho com base em RDS com base em GPU, evite o Microsoft Windows Server 2012 R2. Uma limitação de driver NVIDIA limitará o número de sessões de usuário final que você pode ter acessando cada VM de farm do Windows Server 2012 R2 em no máximo de 20 sessões em cada.

    Não selecione Microsoft Windows 7 se você quiser ter áreas de trabalho baseadas em GPU. Não há suporte para o uso do Windows 7 com GPU no Horizon Cloud.

  5. Clique naquela que você deseja para VM de base.
  6. No novo painel, verifique se ele diz Deploy with Resource Manager no botão Criar e clique em Criar.
    O portal exibe as etapas do assistente para criar a máquina virtual, aberto para a etapa de Conceitos básicos.

    A seguinte captura de tela é uma ilustração das etapas do assistente exibidas quando o Windows 10 Pro N, Versão 1809 foi selecionado.


    Captura de tela de Criar uma Máquina Virtual na etapa Noções Básicas

  7. Na etapa Noções básicas, preencha os campos obrigatórios e clique em Avançar: Discos para salvar os valores e ir para a próxima etapa.
    Opção Descrição
    Inscrição Mantenha a configuração padrão da sua assinatura selecionada.
    Grupo de recursos Selecione o grupo de recursos base-vms para o pod do qual você deseja atender as áreas de trabalho virtuais e os aplicativos (vmw-hcs-podID-base-vms).
    Nome da máquina virtual Forneça um nome de até 15 caracteres alfanuméricos à VM.
    Região Verifique se a região que corresponde à região do Microsoft Azure na qual o pod foi implantado.
    Observação: Se você deseja ter uma VM baseada em GPU, a região do Microsoft Azure do pod deve ter os tipos de VM da série NV disponíveis. Os tipos da série NV não estão disponíveis em todas as regiões do Microsoft Azure.
    Opções de disponibilidade Mantenha o padrão (Sem redundância de infraestrutura).
    Imagem Verifique se a seleção corresponde ao sistema operacional Windows desejado.
    Tamanho Escolha um tamanho para a VM. Se você quiser escolher de acordo com os tamanhos usados pelo assistente automatizado Importação de VM do Marketplace do sistema, eles são:
    • Sistemas operacionais baseados em RDS sem GPU: tipo padrão D2 V3
    • Sistemas operacionais baseados em cliente sem GPU: tipo padrão D4 V3
    • Sistemas operacionais baseados em RDS com apoio de GPU: tipo padrão NV6
    • Sistemas operacionais baseados em cliente com apoio de GPU: tipo padrão NV6
    Observação: O Horizon Cloud não é compatível com o uso da série NV de GPU com o Microsoft Windows 7.
    Nome do usuário Digite um nome para a conta de administrador padrão da VM.
    Senha

    Confirmar senha

    Insira uma senha para a conta de administrador padrão e confirme-a.

    A senha deve seguir as regras de complexidade de senhas que o Microsoft Azure define para a VM. Normalmente a senha deve ter pelo menos 12 caracteres e três dos seguintes itens: uma letra minúscula, uma letra maiúscula, um número e um caractere especial que não seja a barra invertida (\) nem o hífen (-).

    Portas de entrada públicas Se você quiser poder instalar os agentes conectando-se à VM pela internet usando o RDP, selecione Permitir portas selecionadas e selecione RDP (porta 3389).
    Seção ECONOMIZE DINHEIRO Siga as instruções na tela. Selecione as opções apropriadas para o licenciamento válido que sua organização tem para ser usado com o sistema operacional da Microsoft que você selecionou.

    A captura de tela a seguir ilustra algumas configurações quando o Microsoft Windows 10 ProN, Versão 1809 é o tipo de VM selecionado.


    A etapa de Noções básicas do assistente para criar uma VM com valores preenchidos

  8. Na etapa Discos, selecione SSD Padrão ou HDD Padrão para Tipo de disco de sistema operacional.
    Se essa VM for usada para áreas de trabalho virtuais ou aplicativos virtuais baseados em GPU, selecione HDD Padrão para o tipo de disco. Caso contrário, você pode manter a configuração de SSD padrão ou selecionar HDD, de acordo com suas necessidades.
  9. (Opcional) Na etapa Discos, se você quiser que as instâncias de áreas de trabalho virtuais ou RDSH que serão baseadas nessa imagem de base tenham discos de dados, use a seção DISCOS DE DADOS para criar e anexar discos de dados a essa VM base.
    Na janela Criar um novo disco, para o Tipo de origem, selecione Nenhum (disco vazio). Para as outras escolhas, você pode manter os padrões ou alterá-los. Você pode personalizar o nome do disco de dados. Depois de especificar as configurações necessárias, clique em OK.

    A seguinte captura de tela é uma ilustração da janela Criar um novo disco com seus campos preenchidos.


    Captura de tela que ilustra a etapa Criar um novo disco de dados

    Quando o disco está listado na etapa Discos, você pode, opcionalmente, selecionar uma configuração de Cache do host para o disco de dados. Em geral, você escolhe uma configuração de acordo com o que você acha que funcionará melhor para o uso pretendido do disco de dados.

  10. Na etapa Discos, expanda a seção AVANÇADA e confirme que a opção Usar discos gerenciados esteja definida como Sim.
    Cuidado: Você deve manter a opção Usar disco gerenciado definida como Sim. Se a VM não tiver a opção Usar disco gerenciado definida como Sim antes de você executar o instalador que instala os componentes de software relacionados ao agente, o Horizon Cloud não poderá usar essa VM e será necessário criar uma nova.
    A seguinte captura de tela é uma ilustração com um disco de dados especificado.
    Captura de tela que ilustra as etapas Criar uma VM - Discos preenchidas.

  11. Clique em Avançar: Rede para mover para a próxima etapa.
  12. Na etapa Rede, defina as configurações de rede e sub-rede virtuais conforme descrito abaixo, clique em Revisar + criar para salvar suas entradas e vá para a etapa de revisão.
    Mantenha o valor padrão para todas as outras configurações.
    Atenção:
    • Conforme descrito na seção de pré-requisitos acima, você deve configurar a Rede virtual como a mesma VNet usada pelo pod.
    • Não altere os padrões para as outras opções na tela Rede (como sem extensões). Mantenha os padrões para essas opções. Não faça alterações além das mencionadas na tabela a seguir.
    Opção Descrição
    Rede virtual Clique em Rede Virtual e selecione a mesma rede virtual (VNet) à qual o pod está conectado.
    Sub-rede Clique em Sub-rede e selecione aquela que é a sub-rede da área de trabalho (tenant) do seu pod. Se o implantador do pod tiver criado automaticamente as sub-redes quando o pod foi implantado, essa sub-rede será denominada vmw-hcs-podID-net-tenant.

    Criar uma VM de base no Microsoft Azure – Etapa 3

    Depois de clicar em Revisar + criar, uma validação é executada. Quando ela estiver aprovada, o assistente vai para a etapa final.
  13. Na etapa final, analise o resumo e verifique se as configurações, especialmente o grupo de recursos, a rede virtual, a sub-rede e se a opção Usar discos gerenciados está definida como Yes.
    O grupo de recursos e os nomes de sub-redes contêm o UUID ( podID) do pod.
    Configuração Valor
    Grupo de recursos vmw-hcs-podID-base-vms
    Usar discos gerenciados Yes
    Rede virtual A rede virtual do pod.
    Sub-rede vmw-hcs-podID-net-tenant

    Criar uma VM de base no Microsoft Azure

  14. Inicie a implantação da VM clicando no botão Criar na parte inferior do painel.

Resultados

O Microsoft Azure começa a implementação da nova VM no grupo de recursos. Quando a VM for implantada com êxito no Microsoft Azure, ela será listada na página VMs Importadas do console do Horizon Cloud. Essa página mostra o estado do agente da VM como Not Paired, pois você ainda não instalou os componentes relacionados ao agente.
Página VMs Importadas mostrando a imagem manual recém-criada com uma seta verde apontando para o status do agente

Observação: Se você tiver atendido às condições, como criar a VM com discos gerenciados, anexá-la à sub-rede do tenant principal do pod e localizá-la no grupo de recursos base-vms do pod — e ainda não estiver vendo a VM listada na página —, isso poderá ocorrer devido a um problema raro no qual o pod não está reconhecendo as VMs que não têm tags. Para solucionar esse problema, no portal do Microsoft Azure, adicione manualmente uma tag à VM. A tag pode ser qualquer valor. No portal do Microsoft Azure, na página de Visão Geral da VM, na qual está escrito Tags (alterar), clique em alterar e adicione uma tag. Em seguida, atualize a página VMs Importadas.

O que Fazer Depois

A implementação total da VM pode levar vários minutos. Quando o painel do portal indicar que a VM foi criada e está pronta, estabeleça uma conexão de área de trabalho remota com o endereço IP público da VM e continue configurando a VM base. Conclua as etapas no Preparar a VM criada manualmente antes de instalar os agentes.