Na etapa de Configuração do Pod do assistente de implantação do pod, você deve especificar os detalhes, como nome do pod, e as informações de rede.

Cuidado: Os endereços IP mencionados nessas etapas são exemplos. Você deve utilizar os intervalos de endereços que atendam às necessidades de sua organização. Para cada etapa que menciona um intervalo de endereço IP, substitua os que são aplicáveis para a sua organização.

Pré-requisitos

Verifique se você cumpriu com os pré-requisitos descritos em Pré-requisitos para executar o assistente de implantação de pod.

Se o processo de implantação for criar automaticamente as sub-redes necessárias, verifique se os intervalos de endereços CIDR que você planeja especificar nos campos do assistente para elas já não estão em uso por sub-redes existentes na sua VNet do Microsoft Azure.

Se você tiver criado sub-redes com antecedência para uso com esse pod, verifique se essas sub-redes não têm recursos anexados e se a sub-rede criada para uso com a sub-rede de gerenciamento tem o serviço Microsoft.SQL configurado como um endpoint de serviço para essa sub-rede. O assistente de implantação de pod validará que o serviço Microsoft.SQL está configurado como um endpoint de serviço na sub-rede de gerenciamento.

Cuidado: Essas sub-redes criadas na sua VNet para a implantação do pod devem estar vazias. Você pode criar as sub-redes antes de implantar o pod, mas não coloque recursos nelas nem use qualquer um dos endereços IP. Se um endereço IP já estiver em uso nas sub-redes, a implantação do pod poderá falhar.

Procedimento

  1. Nesta etapa do assistente, forneça detalhes sobre o pod e as informações de rede necessárias.
    A seguinte captura de tela é um exemplo da etapa quando é exibida inicialmente.
    Horizon Cloud on Microsoft Azure: Etapa 2 do assistente de implantação de pod antes de fazer seleções ou inserir informações.

    Opção Descrição
    Nome do Pod Insira um nome conhecido para esse pod. Este nome é utilizado no console administrativo para identificar este pod entre seus outros pods.
    Localização Selecione um nome de cidade existente ou clique em Adicionar para especificar uma nova cidade.

    O sistema agrupa seus pods de acordo com o nome da cidade e os exibe no mapa Área de Cobertura Global do Horizon da página Painel do console.

    Quando você clicar em Adicionar, comece digitando o nome de uma cidade. O sistema exibe automaticamente nomes de cidades do mundo em sua tabela de pesquisa de geografia de back-end que corresponde aos caracteres inseridos, e você pode escolher uma cidade nessa lista.

    Observação: Você deve selecionar uma cidade na lista de preenchimento automático do sistema. Atualmente, devido a um problema conhecido, os nomes dos locais não estão traduzidos.
    Região do Microsoft Azure Selecione a região geográfica física do Microsoft Azure na qual você deseja que o pod seja implantado. As regiões disponíveis são determinadas pelo ambiente do Microsoft Azure selecionado anteriormente.

    Considere escolher a região com base na proximidade aos usuários finais que você pretende atender com esse pod. Uma maior proximidade forneceria a menor latência.

    Importante: Nem todas as regiões do Microsoft Azure oferecem suporte a máquinas virtuais ativadas para GPU. Se você quiser usar o pod para áreas de trabalho ou aplicativos remotos ativados para GPU, certifique-se de esta região do Microsoft Azure selecionada para o pod forneça para esses tipos de VM da série NV que você deseja usar e que têm suporte nesta versão do Horizon Cloud. Consulte a documentação da Microsoft em https://azure.microsoft.com/pt-br/regions/services/ para obter detalhes.
    Descrição Opcional: insira uma descrição para esse pod.
    Tags de Recursos do Azure

    Opcional: Crie etiquetas personalizadas a serem aplicadas aos grupos de recursos do Azure. As etiquetas de recursos do Azure só são aplicadas aos grupos de recursos e não são herdadas pelos recursos nos grupos.

    Para criar a primeira etiqueta, insira as informações nos campos Nome e Valor. Para criar uma etiqueta adicional, clique em + e insira informações nos campos Nome e Valor que aparecem abaixo dos existentes.

    • Você pode criar no máximo 10 etiquetas.
    • O nome da etiqueta é limitado a 512 caracteres, e o valor da etiqueta é limitado a 256 caracteres. Para contas de armazenamento, o nome da etiqueta é limitado a 128 caracteres, e o valor da etiqueta é limitado a 256 caracteres.
    • Os nomes de etiqueta não podem conter os seguintes caracteres:

      < > % & \ ? /

    • Os nomes de tag não podem conter essas cadeias de caracteres que não diferenciam maiúsculas:

      ‘azure’, ‘windows’, ‘microsoft’

    • Os nomes e valores de tag podem conter apenas caracteres ASCII. Não são permitidos espaços em branco e caracteres não pertencentes ao conjunto de caracteres ASCII padrão de 128 caracteres (também conhecido como caracteres High ASCII ou ASCII estendido).
    Alta Disponibilidade Essa alternância determina se o pod implantado tem duas VMs do gerenciador de pods. No pod implantado, uma VM do gerenciador de pods é a ativa e a outra está pronta para lidar com o failover se a ativa ficar offline, o que fornece alta disponibilidade para o pod. Para obter detalhes sobre a alta disponibilidade e o pod, consulte Alta disponibilidade e o pod do Horizon Cloud no Microsoft Azure no Guia de administração.

    Se você desativar essa alternância, o pod será implantado com uma única VM do gerenciador de pods. Se a VM do gerenciador de pods ficar offline, não haverá uma segunda pronta para lidar com o failover.

    Observação: Mesmo quando essa alternância está desativada, o pod ainda é implantado com a arquitetura do pod que tem o servidor da Base de Dados do Microsoft Azure para PostgreSQL Gen 5 com otimização de memória, e um balanceador de carga do Microsoft Azure na frente da VM do gerenciador de pods. Quando você vir essa alternância no assistente de implantação de pod, sua presença indicará que o implantador de pod implantará um pod usando a arquitetura de pod que tem esses itens. Um pod implantado com essa alternância ativada terá uma segunda VM de gerenciador de pods, e um pod implantado com essa opção desativada terá uma única VM de gerenciador de pods.
    Rede virtual Selecione uma rede virtual na lista.

    Apenas as redes virtuais (VNets) que existem na região selecionada no campo Região do Microsoft Azure são mostradas aqui. Você já deve ter criado a VNet que deseja usar nessa região na sua assinatura do Microsoft Azure.

    Usar Sub-rede Existente Ative essa alternância se você tiver criado sub-redes com antecedência para atender aos requisitos de sub-redes do pod. Quando essa opção está definida como Sim, os campos do assistente para especificar sub-redes se transformam em menus de seleção suspensos.
    Importante: O assistente não oferece suporte ao uso de uma sub-rede existente para uma das sub-redes necessárias e à especificação de endereços CIDR para as outras sub-redes necessárias. Quando essa alternância está definida como Sim, você deve selecionar entre as sub-redes existentes para todas as sub-redes necessárias do pod.
    Sub-rede de Gerenciamento

    Sub-rede de gerenciamento (CIDR)

    Quando a opção Usar Sub-Rede Existente está ativada, esse menu lista as sub-redes disponíveis na VNet selecionada para a Rede Virtual. Selecione a sub-rede existente que você deseja usar para a sub-rede de gerenciamento do pod.
    Importante:
    • Selecione uma sub-rede que tenha o serviço Microsoft.SQL configurado como um endpoint de serviço para essa sub-rede. Esse endpoint de serviço é compatível com a comunicação necessária entre as VMs de gerenciador de pods e o Banco de Dados do Microsoft Azure para PostgreSQL do pod pela sub-rede de gerenciamento.

      Selecione uma sub-rede vazia que não tenha outros recursos anexados a ela. Se a sub-rede não estiver vazia, poderão ocorrer resultados inesperados durante o processo de implantação ou as operações do pod.

    Quando a opção Usar a Sub-Rede Existente estiver desativada, insira um intervalo de endereços de sub-rede (na notação CIDR) para o implantador criar uma sub-rede à qual as instâncias do pod e do Unified Access Gateway serão conectadas, como 192.168.8.0/27. Para a sub-rede de gerenciamento, é necessário um CIDR de pelo menos /27.

    Cuidado: Quando você não selecionar a opção do assistente para usar sub-redes existentes, a sub-rede ainda não deve existir no seu ambiente do Microsoft Azure. Se ela já existir, você receberá um erro ao tentar prosseguir para a próxima etapa do assistente.
    Sub-Rede da VM: principal

    Sub-Rede da VM (CIDR): principal

    Esse campo se refere à sub-rede usada para essas VMs que o pod provisiona para fornecer as áreas de trabalho e os aplicativos de usuário final. Essas VMs incluem as VMs da golden image, as VMs compatíveis com RDSH dos farms e as VMs de área de trabalho VDI.

    Quando a opção Usar Sub-Rede Existente está ativada, esse menu lista as sub-redes disponíveis na VNet selecionada para a Rede Virtual. Selecione a sub-rede existente que você deseja usar para essas VMs.

    Importante: Selecione uma sub-rede vazia que não tenha outros recursos anexados a ela. Se a sub-rede não estiver vazia, poderão ocorrer resultados inesperados durante o processo de implantação ou as operações do pod.

    Quando a opção Usar a Sub-Rede Existente estiver desativada, insira um intervalo de endereços de sub-rede (na notação CIDR) para o implantador criar essa sub-rede à medida que o pod for implantado, como 192.168.12.0/22. Para a sub-rede de área de trabalho, um CIDR de pelo menos /27 é necessário, e um CIDR de /22 é recomendado.

    Importante: Certifique-se de que o intervalo inserido seja grande o suficiente para permitir a acomodação do número de VMs que você espera que o pod provisione para fornecer as VMs compatíveis com RDSH dos farms e as VMs de área de trabalho VDI aos usuários finais. Essa sub-rede de área de trabalho não poderá ser estendida depois que o pod for implantado.
    Cuidado: Quando você não selecionar a opção do assistente para usar sub-redes existentes, a sub-rede ainda não deve existir no seu ambiente do Microsoft Azure. Se ela já existir, você receberá um erro ao tentar prosseguir para a próxima etapa do assistente.
    Servidores NTP Insira a lista de servidores NTP que você deseja usar para a sincronização de horário, separada por vírgula.

    Um servidor NTP inserido aqui pode ser um servidor NTP público ou seu próprio servidor NTP que você configurou para fornecer a sincronização de horário. Os servidores NTP especificados aqui devem ser acessíveis pela rede virtual que você selecionou no campo Rede Virtual para o pod a ser usado. Nesse campo, você pode especificar cada servidor NTP por meio de seu endereço IP numérico ou seu nome de domínio. Quando você fornece um nome de domínio nesse campo em vez de um endereço IP numérico, deve garantir que o DNS configurado para sua rede virtual possa resolver o nome especificado.

    Exemplos de nomes de domínio do servidor NTP públicos incluem time.windows.com, us.pool.ntp.org, time.google.com.

    Usar Proxy Se você precisar de um proxy para conectividade de saída à Internet, ative essa alternância e preencha os campos exibidos associados.

    O implantador de pod exige acesso de saída à Internet para baixar o software para o ambiente de nuvem do Microsoft Azure e conectar-se novamente à camada de controle de nuvem do Horizon Cloud de forma segura. Para ativar o pod a ser usado na sua configuração de proxy, você deve fornecer as seguintes informações depois de ativar a alternância.

    • Proxy (obrigatório): digite o nome do host ou endereço IP para o servidor proxy.
    • Porta (obrigatória): digite o número da porta especificado na configuração do servidor proxy.

    Se sua configuração do servidor proxy exigir um nome de usuário e senha para autenticação, também forneça essas credenciais.

    Os campos obrigatórios relacionados ao proxy preenchidos
    A captura de tela a seguir é um exemplo com essa etapa concluída quando o processo de implantação cria automaticamente as sub-redes e com a Alta Disponibilidade ativada. Neste exemplo, um proxy não era necessário para atender ao requisito de conectividade de Internet de saída.
    Etapa 2 do assistente de implantação exibindo os campos preenchidos

  2. Vá para a próxima etapa clicando em Avançar.
  3. Especifique detalhes para o pod ter uma configuração do Unified Access Gateway, seguindo as etapas em Especificar a configuração de gateway do pod do Horizon Cloud. Para que os usuários finais possam acessar suas áreas de trabalho e aplicativos remotos pela Internet, uma configuração externa do Unified Access Gateway é necessária.