Use o assistente de configuração de atribuição para criar atribuições de várias nuvens VDI de áreas de trabalho provisionadas por vários pods do Horizon Cloud no Microsoft Azure. Esses pods são aqueles criados com base na tecnologia de gerenciador de pods do Horizon Cloud.

Número máximo de pods do Horizon Cloud por atribuição de várias nuvens VDI
O número máximo com suporte de pods do Horizon Cloud em uma atribuição de várias nuvens VDI é cinco (5). O uso de mais de cinco aumenta a carga simultânea no Universal Broker, que é a tecnologia de intermediação configurada no seu ambiente de tenant para uso com atribuições de várias nuvens VDI. O aumento dessa carga simultânea pode levar os usuários finais a encontrar falhas quando clicam no bloco exibido da atribuição no cliente, e o serviço tenta realizar a operação de login do usuário na área de trabalho virtual.

Além de aderir ao máximo de cinco pods por atribuição de várias nuvens VDI, você pode reduzir ainda mais a probabilidade de os usuários finais encontrarem falhas no momento em que clicam no bloco exibido da atribuição no cliente, incluindo uma capacidade adicional de área de trabalho de três por cento (3%) na atribuição de várias nuvens VDI. Por exemplo, quando você estiver definindo uma atribuição de várias nuvens VDI para provisionar 1.000 áreas de trabalho virtuais para 1.000 usuários, dimensione a atribuição para 1.030 áreas de trabalho.

Sobre a URL que seus usuários finais devem usar em seus clientes para acessar corretamente as áreas de trabalho que são provisionadas de uma dessas atribuições de várias nuvens VDI
Somente quando seu ambiente estiver configurado para usar o Universal Broker com seus pods do Horizon Cloud, você poderá criar uma atribuição de várias nuvens VDI usando esses pods do Horizon Cloud. Quando seu ambiente está configurado para usar o Universal Broker com esses pods, espera-se que os usuários finais usem a URL do Universal Broker configurada do ambiente em seus clientes para acessar as áreas de trabalho VDI autorizadas que foram provisionadas por essas atribuições de várias nuvens. Evite que seus usuários finais usem o método de estilo antigo, o FQDN do Unified Access Gateway em seus clientes, quando seu ambiente estiver configurado para usar o Universal Broker. Caso contrário, poderão ocorrer resultados inesperados se os usuários finais ignorarem o Universal Broker e forem diretamente para um FQDN do Unified Access Gateway.
Sobre os rótulos representados nos blocos da área de trabalho que seus usuários finais verão em seus clientes
Observe que, quando um usuário final usar a URL do Universal Broker no cliente dele, o rótulo no bloco da área de trabalho no cliente exibirá o nome especificado em Nome da Atribuição no formulário de atribuição de várias nuvens, conforme descrito nas etapas de criação de atribuição a seguir.

No entanto, se você pedir que seus usuários finais usem o método de intermediação de pod único usado anteriormente para usar o FQDN do Unified Access Gateway, o bloco da área de trabalho exibirá uma variação do nome especificado em Nome da Atribuição e não o nome preciso especificado em Nome da Atribuição. O bloco representará o nome da atribuição que aparece no campo Nome da Atribuição, além de um sufixo exclusivo de 8 caracteres.

Por exemplo, se Nome da Atribuição for especificado como Dedicated-Sales na definição da atribuição de várias nuvens:

  • Cliente que estiver usando a URL do Universal Broker: o usuário final verá um bloco da área de trabalho rotulado como Dedicated-Sales.
  • Cliente que estiver usando o FQDN do Unified Access Gateway: o usuário final verá um bloco da área de trabalho rotulado como Dedicated-Sales-nnnnnnnn, em que nnnnnnnn é uma cadeia de caracteres alfanumérica aleatória exclusiva. Se dois usuários finais usarem o FQDN do Unified Access Gateway em vez da URL do Universal Broker para suas áreas de trabalho neste exemplo, o bloco da área de trabalho de um usuário final poderá ser rotulado como Dedicated-Sales-d1f466f1, enquanto o bloco do outro usuário final será rotulado como Dedicated-Sales-6bdbb611.
Importante: Quando esses pods são configurados para usar o Universal Broker, espera-se que os usuários finais usem a URL do Universal Broker em seus clientes para acessar suas áreas de trabalho VDI provisionadas por meio dessas atribuições.

Pré-requisitos

  • As atribuições de várias nuvens VDI estão disponíveis em ambientes de tenant que são configurados para usar o Universal Broker com os pods do tipo de gerenciador de pods. Esses pods são aqueles implantados no Microsoft Azure usando o assistente de implantação automatizada de pod. Verifique se o tenant configurado para usar o Universal Broker está configurado como o método de intermediação a ser usado com esses pods. Consulte Seleção de um intermediário de conexão para atribuições de usuário final e Definição das configurações do Universal Broker.
  • Configure associações de sites e de site inicial para o seu ambiente de intermediação, conforme descrito em Como configurar sites para Universal Broker e Como configurar sites iniciais para o Universal Broker.
  • Verifique se você tem pelo menos uma imagem publicada, com um sistema operacional de cliente Microsoft Windows, em cada pod que planeja selecionar para participar da atribuição. Você não pode criar uma atribuição de várias nuvens VDI sem essa imagem em cada um dos pods participantes. Por exemplo, quando você pretende selecionar um único pod para a atribuição, esse pod deve ter uma imagem publicada. Quando você pretende selecionar vários pods para essa atribuição, cada um dos pods deve ter pelo menos uma imagem publicada. Para verificar, navegue até a página Imagens e garanta que ela lista as imagens adequadas. Para obter as etapas sobre como criar uma imagem publicada, consulte Converter uma VM da imagem configurada em uma imagem atribuível no Horizon Cloud somente por pod.
  • Decida se você deseja que as áreas de trabalho tenham discos criptografados. Você deve especificar a criptografia de discos ao criar a atribuição de várias nuvens VDI. Não será possível adicionar a criptografia de disco após a criação da atribuição. Para obter uma descrição da capacidade de discos, consulte Usando a criptografia de disco do Microsoft Azure com seus farms e áreas de trabalho VDI em seu ambiente do Horizon Cloud.
    Importante: Esta versão não oferece suporte à criptografia de disco para atribuições de VDI flutuantes que usam VMs de imagem com discos de dados anexados. Certifique-se de que a imagem que você pretende usar na atribuição não tenha discos de dados.
  • Decida se deseja a capacidade de usar os recursos de NSX Cloud com as VMs de área de trabalho. Você deve habilitar o gerenciamento do NSX Cloud ao criar a atribuição de várias nuvens VDI. Mais tarde, você não poderá habilitar a atribuição para o gerenciamento de NSX Cloud após a criação da atribuição. A imagem publicada que você selecionar para essa atribuição deve ter o agente do NSX instalado. Você deve ter instalado o agente do NSX antes de publicar a imagem. Consulte VMware NSX Cloud e pods do Horizon Cloud no Microsoft Azure e seus subtópicos.
    Importante: Para usar os recursos do NSX Cloud e a criptografia de disco, verifique se o agente do NSX instalado da imagem é a versão mais recente do agente. Não há suporte para o uso da criptografia de disco com versões anteriores do agente do NSX.
  • Quando um pod é configurado para ter várias sub-redes de VM, você pode decidir se deseja que essas VMs de área de trabalho implantadas na assinatura desse pod sejam conectadas a uma dessas sub-redes de VM ou à sub-rede da VM primária do pod (também conhecida como a sub-rede do tenant). Se um pod que está executando o manifesto 2298 ou posteriores tiver sido editado para adicionar sub-redes de VM adicionais, você poderá especificar o uso dessas sub-redes para as VMs de área de trabalho da atribuição que são instanciadas para esse pod específico. Para esse caso de uso, verifique se a sub-rede de VM que você deseja usar está listada na seção Rede da página de detalhes do pod em um estado Ready, para que a sub-rede fique disponível para seleção nas etapas do fluxo de trabalho. Para obter detalhes, consulte Visão geral do uso de várias sub-redes de tenant com o pod do Horizon Cloud para farms e atribuições VDI.
    Importante: Quando você especifica o uso de uma sub-rede de VM para a atribuição, a sub-rede de VM selecionada permanece em vigor e não poderá ser alterada após a criação da atribuição. Além disso, o número total de endereços IP fornecidos pelas sub-redes selecionadas deve ser maior ou igual à configuração de Máximo de VMs especificada. Por exemplo, ao selecionar que a atribuição deve usar a sub-rede primária ou usar várias sub-redes de VM com o resultado de 100 endereços IP disponíveis para a atribuição, o Máximo de VMs não poderá exceder 100.

Procedimento

  1. No painel esquerdo do console, clique em Atribuições e selecione a opção de submenu para áreas de trabalho VDI.
  2. Na página Atribuições, clique em Novo e selecione a opção de submenu para áreas de trabalho no Microsoft Azure.
    A janela Nova atribuição de área de trabalho é exibida com a primeira etapa do assistente.
  3. No assistente, defina as configurações necessárias.
    Observação: Pode ser necessário usar a barra de rolagem para ver todas as configurações.
    Configuração Descrição
    Tipo de área de trabalho Selecione uma das ações a seguir:
    • Flutuante: em uma atribuição flutuante, um usuário recebe uma máquina virtual diferente com um nome de máquina diferente a cada login. Com atribuições flutuantes, você pode criar áreas de trabalho que alternam usuários e são dimensionadas com base no número máximo de usuários simultâneos. Por exemplo, trezentos usuários poderão usar uma atribuição de cem áreas de trabalho se eles trabalharem em turnos de cem usuários por vez. Com as atribuições flutuantes, o usuário pode ver nomes de host diferentes para cada sessão da área de trabalho.
    • Dedicada: em uma atribuição dedicada, cada área de trabalho virtual é mapeada para um usuário específico. Cada usuário mapeado retorna à mesma área de trabalho a cada login. Quando uma área de trabalho dedicada é mapeada para um usuário específico, essa área de trabalho é considerada como atribuída a esse usuário.
    Observação: Um usuário específico pode receber no máximo uma área de trabalho atribuída de uma atribuição dedicada intermediada pelo Universal Broker, mesmo se a atribuição incluir áreas de trabalho de vários pods.

    Essa configuração se torna de somente leitura quando você está editando uma atribuição existente.

    Nome da atribuição

    Digite um nome fácil para a atribuição.

    Conforme descrito anteriormente neste tópico de documentação, os usuários finais autorizados verão um formulário desse nome de atribuição no bloco da área de trabalho do cliente que eles usam para acessar suas áreas de trabalho. O nome deve conter apenas letras, hifens e números. Não são permitidos espaços. O nome não pode começar com um caractere não alfabético.

    Descrição Digite uma descrição opcional para a atribuição.
    Selecionar Pod(s) Marque a caixa de seleção ao lado de cada pod que deseja que participe dessa atribuição. As VMs de área de trabalho da atribuição são instanciadas nas assinaturas dos pods selecionados no Microsoft Azure.
    Observação: Como afirmado na seção de pré-requisitos, cada pod selecionado deve ter uma imagem de pelo menos uma imagem publicada, com um sistema operacional de cliente Microsoft Windows. Se um pod selecionado não atender a esse requisito, o sistema impedirá a conclusão da próxima etapa do assistente, na qual você especificará a imagem de cada pod participante.
    Escopo

    Para especificar onde o agente pode procurar áreas de trabalho em resposta à solicitação da área de trabalho de um usuário, selecione uma das seguintes opções:

    • Qualquer Site permite que o agente procure áreas de trabalho disponíveis em qualquer site geográfico configurado.
    • Restringir a um instrui o agente a procurar somente áreas de trabalho disponíveis localizadas no site padrão do usuário, conforme especificado pela configuração de Afinidade de Conexão.

    Para obter uma introdução à alocação de sites e de área de trabalho, consulte Trabalhando com sites em um ambiente Universal Broker.

    Afinidade de Conexão

    Esta configuração especifica um determinado site geográfico como o site padrão para o usuário. Quando o usuário solicita uma área de trabalho, o agente começa a procurar no site padrão áreas de trabalho disponíveis. Se nenhuma área de trabalho disponível for encontrada no site padrão, e nenhuma restrição de site estiver em vigor, o agente continuará procurando áreas de trabalho além do site padrão.

    Selecione uma das seguintes opções:

    • Site mais próximo especifica o site geográfico mais próximo como o site padrão para o usuário.
    • Site inicial especifica o site inicial do usuário (ou o site inicial do grupo que inclui o usuário) como o site padrão para esse usuário.
      Observação: Se você selecionar Site inicial, a configuração Atribuir site inicial se tornará disponível na página Usuários em uma etapa posterior do assistente.
      • Para permitir que o usuário acesse áreas de trabalho além do site inicial configurado, não habilite Restrição de Site Inicial.
      • Para restringir o usuário ao site inicial configurado dele ao acessar áreas de trabalho, habilite Restrição de Site Inicial.
      Importante: Se você habilitar a Restrição de Site Inicial, o usuário (ou o grupo que inclui o usuário) deverá ter um site inicial configurado antes de poder acessar qualquer área de trabalho.
    Depois de definir as configurações de Definição, clique em Avançar para ir para a próxima página do assistente.
  4. Na página Áreas de trabalho do assistente, defina as configurações necessárias.
    Observação: Pode ser necessário usar a barra de rolagem para ver todas as configurações.
    Configuração Descrição
    Filtrar

    Defina um ou mais filtros para controlar os modelos disponíveis no menu suspenso Modelos. É possível filtrar modelos por tipo, série, número de CPUs, memória e etiquetas. Para obter mais informações sobre a seleção de modelos, consulte Gerenciando tipos e tamanhos de VM para farms e atribuições no Horizon Universal Console, que descreve as opções na página Tipos e Tamanhos de VM (Configurações > Tipos e Tamanhos de VM).



    Para definir um filtro, primeiro selecione o critério no menu suspenso e insira um ou mais valores desejados. Por padrão, há um único filtro com o critério "Etiqueta", o valor "Recomendado pela VMware". Você pode editar esse primeiro filtro e adicionar mais filtros conectados por e/ou operadores.

    Vejamos a seguir os critérios que pode usar para filtros e descrições dos valores que você pode inserir para cada um.
    • Tipo

      Quando você seleciona essa opção, existe apenas um valor disponível no segundo menu suspenso:
      • GPU e Alto Desempenho: Modelos com GPU.
        Observação: Se selecionar um modelo de GPU (por exemplo, Standard_NV6), a lista de imagens mostrada conterá apenas as imagens criadas com o sinalizador Incluir GPU selecionado; portanto, você precisará de pelo menos uma imagem desse tipo para criar um farm ou pool usando um modelo de GPU. Caso selecione um modelo não GPU, a lista de imagens mostradas conterá apenas as imagens que foram criadas sem o sinalizador Incluir GPU.
    • Série

      Após selecionar essa opção, você poderá selecionar uma série de modelos em um segundo menu suspenso. Você também pode filtrar essa lista inserindo texto na caixa de texto Filtro no topo da lista.
    • CPUs

      Após selecionar essa opção, você poderá inserir um intervalo de CPU.
      Importante: Para ambientes de produção, para evitar problemas de conexão inesperada do usuário final, use os modelos de VM que tenham no mínimo duas (2) CPUs.
    • Memória

      Após selecionar essa opção, você poderá inserir um intervalo de memória em GBs.
    • Etiqueta

      Após selecionar essa opção, você poderá selecionar uma etiqueta em um segundo menu suspenso. Você também pode filtrar essa lista inserindo texto na caixa de texto Filtro no topo da lista. As etiquetas disponíveis no menu suspenso são as etiquetas do sistema embutidas em código e as etiquetas personalizadas que você criou na página Tipos e Tamanhos de VM (Configurações > Tipos e Tamanhos de VM).
    Para definir filtros adicionais, realize as seguintes etapas para cada filtro:
    1. Clique no link +.
    2. Selecione E ou OU como o operador entre o filtro anterior e o novo que você está criando.
    3. Defina o novo filtro selecionando um critério e inserindo os valores.
    Modelo

    Selecione o modelo a ser usado para as instâncias da área de trabalho. O menu exibe apenas as opções de modelo que estão disponíveis em todos os pods selecionados que participam da atribuição.

    Essa seleção define o conjunto de recursos subjacentes que serão usados quando as instâncias da área de trabalho forem criadas, em termos de capacidade (cálculo, armazenamento e assim por diante).

    Importante: Para ambientes de produção, selecione um modelo de VM que tenha no mínimo duas (2) CPUs. O teste de dimensionamento da VMware mostrou que usar duas CPUs ou mais evita problemas de conexão do usuário final inesperados. Mesmo que o sistema não impeça você de escolher um modelo de VM com uma única CPU, você deve usar tais modelos só para testes ou provas de conceito.
    Tipo de Disco

    Selecione um tipo de disco com suporte nas opções disponíveis. O menu exibe apenas opções de tipo de disco que estão disponíveis em todos os pods selecionados participantes da atribuição.

    As opções de tipo de disco são baseadas no modelo selecionado e na sua assinatura e região do Azure. Estes são alguns tipos de disco comumente disponíveis.
    • HDD padrão - Tipo de disco padrão.
    • SSD Padrão
    • SSD Premium - A opção aparecerá somente se você tiver selecionado um modelo com suporte para E/S Premium.

    Você pode editar a seleção depois de criar a atribuição, se necessário.

    Tamanho de disco
    Insira o tamanho do disco do SO em GB para as VMs nesta atribuição.
    • O valor padrão é o tamanho do disco do SO da imagem de base (normalmente 128 GB).
    • Se você editar o tamanho, o valor inserido deverá ser maior que o tamanho do disco do SO da imagem de base e não poderá exceder o maior tamanho (normalmente 1024 GB) suportado pelo modelo selecionado.
    • Você também pode editar esse valor mais tarde.
    Importante: Se você editar o tamanho do disco, terá de tomar medidas adicionais para garantir que as VMs sejam criadas conforme o esperado. Para obter mais informações, consulte Ações de administrador necessárias quando o tamanho do disco de um farm ou uma atribuição de área de trabalho VDI é aumentado.
    Sistema SO Especifique o sistema operacional das VMs que você deseja incluir na atribuição.
    Dica: Essa seleção age como um filtro para o menu Imagem subsequente. Apenas as imagens com o sistema operacional selecionado aqui estarão disponíveis para seleção no menu Imagem subsequente.
    Domínio Selecione o domínio do Active Directory registrado para o seu ambiente.
    Criptografar Discos Selecione Sim se quiser que as instâncias de área de trabalho tenham discos criptografados.
    Importante:
    • Se quiser criptografia de disco, você deverá fazer essa seleção ao criar a atribuição de várias nuvens VDI. Não será possível adicionar a criptografia de disco após a criação da atribuição.
    • Para usar os recursos do NSX Cloud e a criptografia de disco, o agente NSX instalado da imagem deve ser a versão mais recente do agente. Não há suporte para o uso da criptografia de disco com versões anteriores do agente do NSX.
    NSX Cloud Gerenciado Selecione Sim se quiser usar os recursos do NSX Cloud com instâncias de área de trabalho da atribuição. Para obter uma descrição de como usar recursos do NSX Cloud com suas áreas de trabalho no Microsoft Azure, consulte VMware NSX Cloud e pods do Horizon Cloud no Microsoft Azure e seus subtópicos.
    Importante:
    • Se quiser usar o NSX Cloud com as instâncias de área de trabalho, deverá fazer essa seleção ao criar a atribuição de várias nuvens VDI. Mais tarde, você não poderá habilitar o gerenciamento de NSX Cloud após a criação da atribuição.
    • Para que os recursos de gerenciamento do NSX Cloud funcionem com as instâncias de área de trabalho da atribuição, a imagem selecionada para essa atribuição deve ter o agente NSX já instalado. Quando você definir essa opção de alternância como Sim, verifique se a imagem selecionada em Imagem possui o agente NSX instalado. O sistema não verifica se a imagem selecionada tem o agente NSX ao criar a atribuição.
    • Para usar os recursos do NSX Cloud e a criptografia de disco, o agente NSX instalado da imagem deve ser a versão mais recente do agente. Não há suporte para o uso da criptografia de disco com versões anteriores do agente do NSX.
    Imagem

    Selecione a imagem em cada pod que você deseja atribuir aos usuários finais. Para exibir informações sobre a imagem selecionada, clique em Detalhes.

    Somente as imagens publicadas em cada pod correspondente à seleção Sistema SO estão listadas aqui. Uma imagem publicada, às vezes chamada de imagem selada ou imagem atribuível, é aquela que foi publicada no sistema por meio da conversão de uma golden image em uma área de trabalho.

    Observação: Se a mensagem de erro "Selecione uma imagem válida para continuar" for exibida quando você tentar selecionar uma imagem, pode haver um problema com a imagem. Acesse Inventário > Imagens para exibir o status da imagem com o problema e execute o procedimento de correção sugerido.

    Como você pode selecionar uma imagem diferente a ser usada para cada pod que participa da atribuição, os usuários finais poderão ter experiências de sessão diferentes com base em como o Universal Broker intermedeia recursos da atribuição. Por exemplo, um usuário pode receber uma área de trabalho do Pod A que usa uma imagem específica. No entanto, outro usuário que recebe uma área de trabalho do Pod B poderá ter uma experiência de sessão diferente com base na imagem da área de trabalho usada pelo Pod B.

    Importante:
    • Se você definir Criptografar Discos como Sim, certifique-se de que a imagem selecionada aqui não tenha discos de dados anexados a ela. O uso da criptografia de disco de VMs com discos de dados para atribuições de VDI flutuantes não é compatível nesta versão.
    • Se você definir a opção de alternância NSX Cloud Gerenciado como Sim, verifique se a imagem selecionada aqui inclui o agente NSX instalado. Para que os recursos de gerenciamento do NSX Cloud funcionem com as instâncias de área de trabalho da atribuição, a imagem selecionada para essa atribuição deve ter o agente NSX já instalado. O sistema não verifica se a imagem selecionada tem o agente NSX ao criar a atribuição de área de trabalho VDI.
    Prefixo de Nomes de VM Nome base para as VMs de área de trabalho criadas nessa atribuição. Os nomes das VMs têm números acrescentados a esse nome básico, por exemplo, win10-1 e win10-2. O nome deve começar com uma letra e pode conter apenas letras, traços e números. Os usuários finais veem esse nome quando acessam uma área de trabalho a partir dessa atribuição. Por exemplo, quando um usuário final executa o Horizon Client para usar uma de suas áreas de trabalho, esse nome aparece no Horizon Client.
    Protocolo padrão Selecione um protocolo de exibição padrão a ser utilizado pelas sessões do usuário final.

    Podem ocorrer circunstâncias que façam com que seja usado um outro protocolo que não o padrão. Por exemplo, o dispositivo do cliente não é compatível com o protocolo padrão ou o usuário final anula a seleção do protocolo padrão.

    Observação: Para imagens com o sistema operacional Microsoft Windows 7 Enterprise, o RDP é a única opção com suporte.
    Cliente preferencial Selecione o cliente preferencial usado quando os usuários finais iniciam suas áreas de trabalho no portal da plataforma Workspace™ ONE™: um Horizon Client ou um navegador para o HTML Access.
    Observação: Para imagens com o sistema operacional Microsoft Windows 7 Enterprise, o Horizon Client é a única opção com suporte.
    Você tem uma Licença de Cliente do Windows

    O assistente solicita que você confirme que tem uma licença elegível para usar o sistema operacional Microsoft Windows que está na imagem e que estará nas VMs de área de trabalho. Siga as instruções na tela.

    Para um sistema operacional do cliente, o Horizon Cloud define que as VMs de área de trabalho da atribuição usem o tipo de licença do cliente Windows por padrão, e você não pode alterar essa configuração.

    Tempo de Proteção para Desligar Especifique o número de minutos que você deseja que o sistema aguarde antes de desligar automaticamente uma área de trabalho ligada. Você pode inserir um valor de 1 a 60. O padrão é 30 minutos.

    Esse tempo de proteção é usado principalmente para situações em que o sistema desligará automaticamente uma VM de área de trabalho. Você pode usar a configuração Tempo de Proteção para Desligar para instruir o sistema a aguardar o tempo especificado antes de começar a desligar a VM para atender à configuração de limite no campo Gerenciamento de Energia. O sistema aguarda o tempo especificado para o Tempo de Proteção para Desligar antes de desligar a VM para coincidir com a programação configurada. O tempo de espera padrão é de 30 minutos.

    Opcionalmente, configure as propriedades avançadas.
    Opção Descrição
    Computador OU Unidade organizacional do Active Directory onde as VMs da área de trabalho devem estar localizadas. Insira a Unidade Organizacional (UO) do Active Directory usando o nome distinto, por exemplo, OU=RootOrgName,DC=DomainComponent,DC=eng e assim por diante. A UO e cada caminho em uma UO aninhada podem conter qualquer combinação de letras, números, caracteres especiais e espaços e podem ter no máximo 64 caracteres.

    Se você precisar usar unidades organizacionais aninhadas, consulte Considerações para o uso de unidades organizacionais aninhadas do Domínio do Active Directory.

    Observação: Se a UO do computador for definida como CN=Computers, o sistema usará o contêiner Computers padrão do Active Directory para VMs. Seu Active Directory pode ter esse contêiner padrão redirecionado a um contêiner de classe de unidade organizacional.
    Script de execução única

    (Opcional) Localização de um script que você deseja executar nas VMs de área de trabalho da atribuição após o processo de criação de VM.

    Observação: O script deve terminar com uma etapa de reinicialização para reinicializar a VM. Caso contrário, o usuário não poderá fazer login na área de trabalho até realizar uma reinicialização manual. Uma amostra de linha de reinicialização como um comando do Windows é:
    shutdown /r /t 0

    O motivo pelo qual o script deve terminar com uma etapa de reinicialização é devido à sequência de quando o script é executado após o processo de sysprep. Quando o sistema cria uma VM de área de trabalho para a atribuição, a VM é inicializada e conclui o processo do sysprep no sistema operacional Windows. Quando o processo do sysprep é concluído, o agente na VM de área de trabalho faz o ingresso no domínio. Ao mesmo tempo, o agente obtém o caminho de script que você especifica aqui. O agente define o caminho do Windows RunOnce (System run once) e reinicia a VM de área de trabalho. Na próxima reinicialização, o sistema faz login no sistema operacional Windows usando a conta de administrador local e executa o script. Somente após outra reinicialização subsequente, especificada no script, é que a VM de área de trabalho está pronta para um usuário fazer login.

    Fazer Logoff das Sessões Desconectadas Especifique quando você deseja que o sistema desconecte o usuário de uma sessão de área de trabalho desconectada.
    Observação: As sessões controladas pelas configurações Fazer logoff de sessões desconectadas, Intervalo de tempo limite da sessão e Tempo de vida máximo da sessão são os logins de usuário no sistema operacional Windows das áreas de trabalho. Essas sessões não são os logins de usuário no Horizon Client, no Horizon HTML Accessou no Workspace ONE.

    A sessão do usuário começa quando o usuário se autentica no sistema operacional Windows da área de trabalho.

    Intervalo de Tempo limite da sessão Esse intervalo de tempo corresponde a quanto tempo as sessões dos usuários finais podem ficar ociosas até o sistema forçar o logout das áreas de trabalho. Esse tempo limite é usado na sessão conectada com o sistema operacional Windows subjacente. O tempo que você especifica aqui é diferente das configurações de tempo limite que controlam a sessão conectada do Horizon Client ou do HTML Access dos usuários finais.
    Cuidado: Quando o sistema força o logout da sessão do sistema operacional Windows subjacente, todos os dados não salvos são perdidos. Para evitar uma perda acidental de dados, defina o intervalo como alto o suficiente para acomodar as necessidades de negócios de seus usuários finais.

    O intervalo padrão é uma semana (10080 minutos).

    Observação: Se nenhuma atividade de usuário ocorrer antes que o intervalo de tempo limite seja atingido, uma mensagem será exibida na área de trabalho indicando que vai ocorrer o logoff do usuário caso ele não clique em OK nos próximos 30 segundos. Se o logout ocorrer, todos os dados do usuário que não foram salvos, como documentos ou arquivos, serão perdidos.
    Vida Útil Máx. da Sessão Especifique o número máximo de minutos que o sistema deve permitir para uma sessão de usuário único.
    Modo de Gerenciamento de Energia
    Observação: Essa configuração apenas estará disponível se você tiver definido o tipo de área de trabalho como Flutuante.

    As configurações de gerenciamento de energia estão relacionadas aos limites em que o sistema aumenta e diminui automaticamente o número de instâncias de área de trabalho ligadas na atribuição de área de trabalho VDI flutuante de acordo com o uso. Quando o uso ultrapassa um limite superior, o sistema ativa automaticamente uma nova instância de área de trabalho. Quando o uso fica abaixo de um limite mínimo, o sistema desliga e desaloca as VMs da área de trabalho à medida que os usuários finais fazem logout das áreas de trabalho.

    As seleções de gerenciamento de energia equilibram o custo de capacidade com disponibilidade mais rápida:

    • Selecione Otimizar para desempenho quando quiser que o sistema ative a instância da área de trabalho próxima o mais rápido possível. Mesmo que você gaste mais para preparar a próxima área de trabalho antes que o usuário precise dela, essa configuração aumenta a chance de que, quando os usuários tentarem iniciar uma área de trabalho por meio da atribuição, ela já esteja ligada para atender a essa demanda.
    • Selecione Otimizar para energia quando quiser que o sistema espere o máximo possível antes de ligar a próxima instância de área de trabalho. A ocupação do conjunto de áreas de trabalho da atribuição é maior antes de o sistema ligar a próxima instância de área de trabalho. Embora essa seleção reduza os custos de capacidade ao fazer maior utilização nas áreas de trabalho existentes, essa configuração aumenta a chance de que haja um atraso quando novos usuários tentam fazer logon, pois eles podem ter que aguardar o tempo que o sistema gasta para ligar áreas de trabalho.
    • Selecione Balanceado para ter um equilíbrio entre os custos de capacidade e o tempo para a disponibilidade para os usuários.

    Os limites máximo e mínimo de cada seleção são:

    • Otimizar para desempenho
      • Limite mínimo: 23%
      • Limite máximo: 50%
    • Otimizar para energia
      • Limite mínimo: 38%
      • Limite máximo: 80%
    • Balanceado
      • Limite mínimo: 31%
      • Limite máximo: 66%
    Etiquetas de Recursos do Azure

    (Opcional) Crie etiquetas personalizadas a serem aplicadas aos grupos de recursos do Azure. As etiquetas de recursos do Azure só são aplicadas aos grupos de recursos e não são herdadas pelos recursos nos grupos.

    Para criar a primeira etiqueta, insira as informações nos campos Nome e Valor. Para criar uma etiqueta adicional, clique em Adicionar e insira informações nos campos Nome e Valor que aparecem abaixo dos existentes.

    • Você pode criar no máximo 10 etiquetas.
    • O nome da etiqueta é limitado a 512 caracteres, e o valor da etiqueta é limitado a 256 caracteres. Para contas de armazenamento, o nome da etiqueta é limitado a 128 caracteres, e o valor da etiqueta é limitado a 256 caracteres.
    • Os nomes de etiqueta não podem conter os seguintes caracteres:

      < > % & \ ? /

    • Os nomes de etiqueta não podem conter essas cadeias de caracteres que não diferenciam maiúsculas de minúsculas:

      ‘azure’, ‘windows’, ‘microsoft’

    Após a criação de uma atribuição, você pode adicionar mais tags de recursos do Azure e editar ou excluir tags dessa atribuição.

    Depois de definir as configurações da Área de Trabalho, clique em Avançar para ir para a próxima página do assistente.
  5. Na página Capacidade do assistente, defina as configurações a seguir.
    1. Se você estiver criando uma atribuição de área de trabalho VDI dedicada, poderá clicar em Configuração Global para Todos os Pods e definir as configurações que se aplicam a todos os pods que participam da atribuição.
      Observação:
      • As configurações que você fizer aqui poderão ser substituídas para um determinado pod quando você especificar as configurações por pod na etapa a seguir.
      • Essas configurações não se aplicam a pods com versões de manifesto anteriores à 2474.0. Se a atribuição usar pods com manifestos anteriores à 2474.0, uma mensagem será exibida indicando que essas configurações não estarão em vigor para as VMs de área de trabalho localizadas nesses pods.
      Opção Descrição
      Máximo de exclusões de área de trabalho Esse valor define o número de VMs de área de trabalho que podem ser excluídas da atribuição antes de considerá-las na taxa definida para Proteção contra Exclusão na página Configurações > Configurações Gerais. Selecione uma das seguintes opções no menu suspenso.
      • Ilimitadas – VMs de área de trabalho ilimitadas podem ser excluídas da atribuição. Nesse caso, a configuração Proteção contra Exclusão não é mais relevante.
      • Nenhuma - Nenhuma VM de área de trabalho adicional pode ser excluída antes de ser contada para a taxa que você define para Proteção contra Exclusão. Nesse caso, o sistema usa apenas a Proteção contra Exclusão para autorizar ou bloquear exclusões. Nenhuma é o valor padrão de Proteção contra Exclusão.
      • Personalizada - Número de VMs de área de trabalho adicionais que podem ser excluídas antes de serem contadas para a taxa que você define para Proteção contra Exclusão. Se você selecionar Personalizada, também deverá inserir um valor numérico para Contagem de Exclusão Personalizada.

        Por exemplo, você pode definir Exclusões Máximas de Área de Trabalho como 10 e Proteção contra Exclusão como 1. Nesse caso, depois que as primeiras 10 VMs forem excluídas (independentemente de quanto tempo leva para que a contagem atinja 10), o sistema só permitirá que 1 VM adicional seja excluída por hora a partir desse momento.

      Importante: Se você especificar uma nova imagem para uma atribuição de área de trabalho dedicada, o sistema alterará a configuração Máximo de exclusões de área de trabalho, se necessário, para que todas as VMs de área de trabalho não atribuídas possam ser recompiladas com a nova imagem.
      Observação: Se você selecionar Ilimitado para Proteção contra Exclusão, não será necessário usar a configuração Máximo de Exclusões de Área de Trabalho.
      Para obter mais informações sobre a configuração Proteção contra Exclusão, consulte Configurações gerais personalizáveis para seu ambiente de tenant do Horizon Cloud.

      Para impedir todas as exclusões de VM em uma atribuição de área de trabalho dedicada, use a configuração Impedir Exclusões na página Atribuições. Consulte Impedir exclusões ou permitir exclusões para uma atribuição de área de trabalho dedicada de várias nuvens.

      Contagem de exclusões personalizada Se você selecionou Personalizada para Exclusões Máximas de Área de Trabalho , insira o número de VMs de área de trabalho adicionais que podem ser excluídas antes de contá-las na taxa definida para Proteção contra Exclusão. O número inserido deve estar entre 1 e 2000.
    2. Defina as configurações necessárias para cada pod participante clicando no ícone de seta ao lado do pod na lista de pods.
      Opção Descrição
      Adicionar Agenda de Gerenciamento de Energia

      Para ajudar a otimizar a economia e o desempenho das VMs de área de trabalho no Microsoft Azure, opcionalmente você pode configurar agendamentos para ajustar o número mínimo de instâncias de áreas de trabalho ligadas de forma semanal recorrente.

      Observação: Em uma atribuição Flutuante, você pode gerenciar qualquer uma das instâncias da área de trabalho usando o agendamento do gerenciamento de energia. Em uma atribuição Dedicada, você só pode gerenciar instâncias de área de trabalho não atribuídas com o agendamento.

      Por exemplo:

      • Nos fins de semana ou durante à noite, quando você sabe que seus usuários finais não usarão as áreas de trabalho, é possível definir a quantidade de áreas de trabalho ligadas (para uma atribuição Flutuante) ou de áreas de trabalho não atribuídas ligadas (para uma atribuição Dedicada) como zero ou um número baixo.
      • Para dias específicos ou períodos específicos que você pode prever que terá maior demanda de usuários, pode ter um agendamento que aumenta o número mínimo de áreas de trabalho ligadas disponíveis para atender a esta demanda.

      É possível especificar até 10 agendamentos para a atribuição. Se qualquer agendamento tiver períodos de tempo sobrepostos, mas especificar números mínimos diferentes de áreas de trabalho, o sistema usará o maior valor de áreas de trabalho mínimas para o período de tempo sobreposto.

      1. Clique no ícone de calendário na coluna Mínimo de áreas de trabalho para abrir a tela Adicionar agendamento de gerenciamento de energia desse pod.
      2. Selecione os dias do primeiro agendamento.
      3. Especifique os horários aplicáveis nos dias especificados. Siga um dos seguintes procedimentos:
      4. Selecione o fuso horário. Recomenda-se o fuso horário mais próximo ao local dos seus usuários. Conforme apropriado para o fuso horário selecionado, o Horário de Verão é aplicado automaticamente.
        Observação: Se duas agendas tiverem a mesma configuração de fuso horário e horários sobrepostos, um aviso será exibido. No entanto, se duas agendas tiverem configurações de fuso horário diferentes e uma sobreposição, o aviso não será exibido. Por exemplo, se você tiver duas agendas de dia inteiro no sábado e uma tiver o fuso horário de Europa/Londres selecionado e a outra tiver América/Toronto selecionado, o aviso de sobreposição não será exibido.
      5. No campo Mínimo de Áreas de Trabalho, digite o número mínimo de áreas de trabalho que você deseja que sejam ligadas durante o período de tempo especificado. Durante o período de tempo especificado, esse número mínimo de áreas de trabalho será ligado para ficar disponível para aceitar as solicitações do usuário final durante esse período.
        • Em uma atribuição Flutuante, esse número pode variar de zero (0) até o número especificado para Máximo de áreas de trabalho do pod.
        • Em uma atribuição Dedicada, esse número pode variar de zero (0) até o número total de instâncias de áreas de trabalho não atribuídas do pod.
        Quando esse número é zero (0) e não há nenhuma sessão de usuário ativa no ponto de hora inicial da agenda, as áreas de trabalho do pod são desligadas. Nesse cenário, se um usuário final depois tentar se conectar a uma área de trabalho por meio da atribuição durante o período de tempo definido, haverá um atraso para a área de trabalho entrar em um estado utilizável porque a VM de área de trabalho subjacente precisa ser ligada.
      6. Para criar agendamentos de gerenciamento de energia adicionais, clique em Adicionar agendamento.
      Observação: Por padrão, quando um usuário faz logout de uma área de trabalho em um horário fora do período definido, o sistema protege a VM da área de trabalho contra desligamento pelo tempo especificado no campo Tempo de Proteção para Desligar. O padrão é 30 minutos.
      Ao criar uma atribuição VDI flutuante

      Mínimo de VMs

      Máximo de VMs

      Especifique o número mínimo e o número máximo de áreas de trabalho que você deseja no pod selecionado para essa atribuição. Quando a atribuição é criada, o sistema implanta o número de VMs de área de trabalho no pod conforme especificado na configuração Máximo de VMs e desliga as VMs de área de trabalho, exceto o número especificado em Mínimo de VMs.

      Apenas o número mínimo de instâncias de área de trabalho estão ligadas inicialmente. À medida que a demanda de usuários finais aumentar, o sistema acionará áreas de trabalho adicionais, até o número em Máximo de VMs. À medida que a demanda de usuários finais diminuir, o sistema desligará as áreas de trabalho, até atingir o número em Mínimo de VMs. Uma área de trabalho deve estar livre de sessões de usuário conectadas antes que o sistema a desligue.

      Quando você especifica zero (0) para Mínimo de VMs, isso indica que deseja que o sistema desligue todas as áreas de trabalho da atribuição até que haja demanda de um usuário final para uma área de trabalho.

      Importante: As sub-redes especificadas em Especificar Sub-Rede(s) da VM devem acomodar o número de endereços IP necessários para corresponderem ao valor Máximo de VMs.
      Ao criar uma atribuição de VDI dedicada

      Mínimo de VMs

      Máximo de VMs

      Dica: A configuração Mínimo de VMs de uma atribuição de área de trabalho VDI dedicada funciona de forma um pouco diferente da configuração de uma atribuição de área de trabalho VDI flutuante. No caso da atribuição de área de trabalho VDI dedicada, a configuração Mínimo de VMs indica as áreas de trabalho não atribuídas. Quando uma área de trabalho é atribuída a um usuário, a VM deixa de ser uma área de trabalho não atribuída e, como resultado, não é considerada parte do conjunto de áreas de trabalho administrado pela configuração Mínimo de VMs. Se o número de VMs de área de trabalho não atribuídas na atribuição for menor que o valor de Mínimo de VMs, você verá que o número de VMs ligadas será menor que o valor Mínimo de VMs.
      • Mínimo de VMs — Define o número de VMs de área de trabalho ligadas não atribuídas que haverá no pool que essa atribuição cria no pod selecionado. Quando a atribuição é criada pela primeira vez, nenhuma VM de área de trabalho é atribuída do total máximo possível do pod selecionado (definido pelo número Máximo de VMs). No momento da criação, portanto, o número que você define para esse valor é o subconjunto do número de VMs não atribuídas que você deseja que estejam ligadas inicialmente dentro do máximo possível. Quando você especifica zero (0) em Mínimo de VMs, isso indica que deseja que nenhuma das VMs de área de trabalho não atribuídas seja ligada quando a atribuição for criada.

        O benefício de configurar a ligação de algumas VMs não atribuídas é basicamente deixar algumas VMs não atribuídas prontas para que os usuários façam login rapidamente. Com o passar do tempo, como as áreas de trabalho não atribuídas ligadas acabam sendo atribuídas aos usuários (de usuários que fazem logins iniciais e reivindicam as áreas de trabalho ou de um administrador que usa a ação Atribuir para atribuir explicitamente uma área de trabalho a um usuário), o sistema liga as áreas de trabalho não atribuídas adicionais nesse pod, junto com os outros pods que participam dessa atribuição. Quando o sistema atinge o número Máximo de VMs especificado para um pod, o sistema para de ligar áreas de trabalho não atribuídas no pool do pod para essa atribuição. Por fim, quando todas as VMs de área de trabalho no pod especificado são atribuídas aos usuários, o valor Mínimo de VMs não é muito usado até o momento em que você começa a cancelar a atribuição das áreas de trabalho dos usuários.

      • Máximo de VMs - Define o número total de VMs de área de trabalho que você deseja no pool do pod de VMs conforme definido por essa atribuição.
        Importante: As sub-redes especificadas em Especificar Sub-Rede(s) da VM devem acomodar o número de endereços IP necessários para corresponderem ao valor Máximo de VMs.
      VMs de Desativação

      Essa configuração entra em jogo para o caso de uso em que você edita a atribuição para alterar a imagem especificada para o pod selecionado. O comportamento resultante nas VMs de área de trabalho é ligeiramente diferente para uma atribuição de área de trabalho VDI flutuante em comparação com uma atribuição de área de trabalho VDI dedicada.

      Para uma atribuição de área de trabalho VDI flutuante
      Essa configuração controla o número de VMs de área de trabalho ligadas da atribuição, localizadas no pod selecionado, que podem ser desativadas simultaneamente durante o tempo em que a imagem selecionada do pod está sendo atualizada. Por exemplo, quando você, posteriormente, editar essa atribuição para usar uma imagem diferente do pod selecionado, o sistema desligará esse número de VMs de área de trabalho ligadas simultaneamente para aquelas VMs que não têm nenhuma sessão. (Quando uma área de trabalho ligada tem uma sessão, o sistema aguarda para fazer o desligamento dessa área de trabalho até que a sessão seja encerrada.) Depois, para o conjunto de VMs de área de trabalho desligadas, o sistema executa as ações necessárias para provisionar a nova imagem para esse conjunto. Para casos de uso típicos, esse número seria definido como um subconjunto do número máximo total de VMs de área de trabalho definidas para o pod selecionado. No entanto, se desejar, você poderá especificar um número aqui igual à configuração de Máximo de VMs. Nesse cenário, você permitiria que o sistema desligasse simultaneamente todas as VMs de área de trabalho ligadas da atribuição no pod selecionado ao editar a atribuição a fim de usar uma nova imagem para as VMs de área de trabalho nesse pod.
      Para uma atribuição de área de trabalho VDI dedicada
      Essa configuração controla o número de áreas de trabalho não atribuídas da atribuição, localizadas no pod selecionado, que podem ser desativadas simultaneamente durante o tempo em que a imagem selecionada do pod está sendo atualizada. Por exemplo, quando você, posteriormente, editar essa atribuição para usar uma imagem diferente do pod selecionado, o sistema desligará simultaneamente esse número de VMs de área de trabalho não atribuídas. Depois, para o conjunto de VMs de área de trabalho desligadas não atribuídas, o sistema executa as ações necessárias para provisionar a nova imagem para esse conjunto. Para casos de uso típicos, esse número seria definido como um subconjunto do número máximo total de VMs de área de trabalho definidas para o pod selecionado. No entanto, se desejar, você poderá especificar um número aqui igual à configuração de Máximo de VMs. Nesse cenário, você permitiria que o sistema desligasse simultaneamente todas as VMs de área de trabalho ligadas não atribuídas da atribuição no pod selecionado ao editar a atribuição a fim de usar uma nova imagem para as VMs de área de trabalho nesse pod.
      Observação:
      • Em uma atribuição de área de trabalho VDI flutuante, essa configuração não diz respeito às VMs de área de trabalho que estão desligadas. Quando uma imagem for alterada para uma atribuição de várias nuvens VDI flutuante, o sistema excluirá imediatamente as VMs de área de trabalho desligadas e as atualizará para a nova imagem.
      • Em uma atribuição de várias nuvens VDI dedicada, as áreas de trabalho que são mapeadas para os usuários são consideradas como atribuídas a esses usuários. As áreas de trabalho não atribuídas em uma atribuição de área de trabalho VDI dedicada são as áreas de trabalho que ainda não foram mapeadas para usuários específicos.
      Máximo de exclusões de área de trabalho

      Contagem de exclusões personalizada

      Essas opções são exibidas somente para atribuições de área de trabalho VDI dedicadas. Consulte as descrições na tabela na etapa anterior. As alterações feitas nessas configurações para um pod selecionado substituem as configurações correspondentes que você fez na etapa anterior, nas definições de configuração global.
      Especificar Sub-Rede(s) da VM Ative essa opção para selecionar uma ou mais sub-redes específicas configuradas para o pod participante selecionado. Essas sub-redes são aquelas definidas na configuração desse pod, conforme descrito em Visão geral do uso de várias sub-redes de tenant com seu pod do Horizon Cloud para farms e atribuições de área de trabalho VDI. As VMs de área de trabalho da atribuição serão conectadas a essas sub-redes. Depois de habilitar o botão de alternância, você poderá selecionar sub-redes específicas na lista exibida.

      Quando essa alternância estiver desativada, as VMs de área de trabalho da atribuição serão conectadas à sub-rede da VM primária do pod por padrão.

      Importante:
      • Quando você especifica o uso de uma sub-rede de VM para a atribuição, a sub-rede de VM selecionada permanece em vigor e não poderá ser alterada após a criação da atribuição.
      • O número total de endereços IP fornecidos pelas sub-redes selecionadas deve ser maior ou igual à configuração de Máximo de VMs especificada. Por exemplo, ao selecionar que a atribuição deve usar a sub-rede primária ou usar várias sub-redes de VM com o resultado de 100 endereços IP disponíveis para a atribuição, o Máximo de VMs não poderá exceder 100.
    Depois de definir as configurações de Capacidade, clique em Avançar para ir para a próxima página do assistente.
  6. Na página Usuários, especifique os usuários e grupos de usuários que você deseja autorizar para a atribuição.
    Opção Descrição
    Domínio

    Especifique o domínio do Active Directory no qual os usuários e os grupos residem.

    Observação: Somente os domínios configurados na nuvem estão disponíveis para seleção.
    Localizar Usuários

    Digite os primeiros caracteres do nome do usuário ou do grupo e selecione os usuários ou os grupos de usuários na lista que aparecerá.

    Sua seleção é adicionada à lista Usuários/Grupos de Usuários Selecionados. Você pode usar o botão Remover para excluir um usuário ou grupo selecionado da lista.

    Atribuir Site Inicial
    Observação: Essa configuração apenas estará disponível se você tiver selecionado Site inicial para Afinidade de conexão na página Definição do assistente.

    Use esta configuração opcional para configurar uma substituição de site inicial para o usuário ou grupo selecionado que acessa essa atribuição. Nesse caso, o Universal Broker começa a procurar áreas de trabalho disponíveis no site de substituição em vez do site inicial configurado do usuário ou grupo.

    Por exemplo, suponha que um usuário tenha um site inicial em São Francisco, mas você especifica Nova Iorque como o site de substituição. Quando o usuário acessar a atribuição, o Universal Broker primeiro procurará áreas de trabalho disponíveis em Nova York em vez de em São Francisco.

    Para especificar uma substituição de site inicial, selecione o usuário ou o grupo e clique em Atribuir Site Inicial. O menu Atribuir Site Inicial exibe todos os sites disponíveis para os pods que participam dessa atribuição.

    • Para especificar um site de substituição como padrão em vez do site inicial configurado do usuário ou do grupo, selecione o site de substituição no menu.
    • Para remover o site de substituição e usar o site inicial configurado do usuário ou do grupo, marque Limpar Site Inicial.

    Depois de definir as configurações dos Usuários, clique em Avançar para ir para a próxima página do assistente.

  7. Na página Resumo, reveja a configuração e clique em Concluir.

Resultados

O sistema inicia o processo de configuração das instâncias de área de trabalho nos pods especificados para fornecer áreas de trabalho VDI para os usuários selecionados.

Observação: A criação de uma VM de área de trabalho criptografada demora aproximadamente o dobro do tempo da criação de uma VM não criptografada. Como resultado, o tempo de ponta-a-ponta para concluir a criação de uma atribuição de área de trabalho VDI com criptografia de disco habilitada é aproximadamente o dobro, contanto que se crie essa atribuição de área de trabalho VDI sem criptografia de disco habilitada.

O que Fazer Depois

Se a imagem para essa atribuição de área de trabalho VDI flutuante tiver aplicativos que exigem a abertura de portas especiais, você precisará modificar este Grupo de Segurança de Rede (NSG) associado à no Microsoft Azure. Para obter detalhes sobre o NSG, consulte Sobre grupos de segurança de rede e áreas de trabalho VDI em um pod do Horizon Cloud.

Se você tiver especificado o gerenciamento do NSX Cloud para essa atribuição, poderá usar o Service Manager (CSM) do seu ambiente do NSX Cloud para ver que as VMs de área de trabalho são gerenciadas no NSX Cloud. Faça login no CSM do seu ambiente e navegue até Nuvens > Azure > Instâncias. Quando a página Instâncias mostra o status Gerenciado para as instâncias de área de trabalho, você pode começar a implementar políticas de NSX nelas.