Antes de começar a fornecer áreas de trabalho ou aplicativos remotos baseados em RDS aos seus usuários finais a partir do pod implantado, você precisa criar pelo menos uma imagem da área de trabalho atribuível. Criar uma imagem atribuível é um processo de várias etapas: uma máquina virtual (VM) base deve ser criada e emparelhada com o plano de nuvem, personalizada de acordo com as necessidades de organização e convertida em uma imagem da área de trabalho atribuível.

Uma imagem atribuível é uma imagem que concluiu com êxito o processo de fechamento do Horizon Cloud e que o Horizon Cloud pode usar para provisionar farms RDS (no caso de imagens baseadas em RDS) ou áreas de trabalho VDI (no caso de imagens baseadas em cliente). Às vezes, outros termos usados para descrever tais imagens são imagens fechadas e imagens publicadas. O fechamento de uma imagem é, às vezes, referido como publicação da imagem ou conversão da imagem em uma área de trabalho.

Criar a imagem envolve esta sequência de alto nível.

Importante: Visualização técnica: o uso do App Volumes com o recurso de várias sessões do Microsoft 10 Enterprise está atualmente em visualização técnica. Durante a visualização técnica, quando você estiver criando uma imagem de área de trabalho usando o recurso de várias sessões do Microsoft 10 Enterprise para a finalidade de usar o App Volumes com essa imagem, deverá seguir uma sequência de etapas um pouco diferente das etapas abaixo para obter uma imagem publicada. Consulte Visualização técnica - Como configurar uma imagem com várias sessões do Microsoft Windows 10 para uso com os recursos do App Volumes nos pods do Horizon Cloud no Microsoft Azure.

Primeiro, crie uma Máquina virtual (VM) base

Você cria uma VM base usando o assistente automatizado ou manualmente.

Em seguida, emparelhe a VM da imagem com o Horizon Cloud

Observação: Para um pod que possui uma versão de manifesto inferior a 1600 e você executa o assistente automatizado para criar uma imagem nesse pod, a VM resultante é emparelhada automaticamente com a nuvem. Nesse caso, a página VMs Importadas indicará que o agente está em um estado ativo. Para essa situação, continue com a terceira etapa de alto nível, personalize a VM.

A tabela a seguir descreve o que a coluna Status do Agente da página VMs Importadas exibirá para os casos listados em que a VM resultante ainda não está emparelhada, mesmo que tenha o software do agente instalado nela.

Manifesto do pod Método de criação Status exibido
1600 ou superior (criado após a versão do serviço de setembro de 2019) Assistente automatizado Não emparelhado (êxito na importação)
1600 ou superior (criado após a versão do serviço de setembro de 2019) Manual Não emparelhado
Antes de 1600 Manual Não emparelhado

A captura de tela a seguir ilustra uma VM que é criada com êxito usando-se o assistente automatizado, mas que ainda não está emparelhada com a nuvem, .


Captura de tela da página VMs Importadas listando a VM com a opção Não Emparelhado na coluna Status do Agente

Em qualquer um dos casos acima, você deve emparelhar explicitamente a VM com o Horizon Cloud. As etapas específicas para emparelhar explicitamente a VM dependem da versão do manifesto do pod em que a VM está localizada.

Para um pod da versão de manifesto 1600 ou superior
Na página VMs Importadas, você usa a ação Redefinir o Emparelhamento do Agente na VM para emparelhar explicitamente a VM com o Horizon Cloud. Esse processo pode levar vários minutos. Durante o processo de emparelhamento, a VM é reiniciada, e o status do agente é alterado para Desconhecido e para Ativo. Você deve atualizar a página usando o ícone de seta circular para ver as alterações de status.
Para um pod de versões de manifesto inferiores a 1600
Quando a VM tiver sido criada manualmente, emparelhe-a explicitamente seguindo as etapas em Emparelhar manualmente a máquina virtual configurada com o Horizon Cloud para pods com manifestos inferiores a 1600.

O processo de emparelhamento é concluído quando a coluna Status do Agente exibe Ativo e uma versão do agente, como 19.4.0. A captura de tela a seguir ilustra uma VM após o processo de emparelhamento ser concluído.


Captura de tela de uma VM importada com a coluna Status do Agente exibindo Ativo (19.3.0)

Terceiro, personalize a VM

Quando o processo de emparelhamento estiver concluído e após a atualização da página, o status do agente da VM indicará Ativo. Em seguida, personalize o sistema operacional (SO) Windows convidado da VM de imagem com os aplicativos de terceiros que você deseja fornecer aos seus usuários finais e defina as configurações de nível de sistema operacional, como papel de parede personalizado, fontes e cores, drivers, entre outros. Para obter as etapas, consulte Personalizar o sistema operacional Windows da VM importada e Instalar drivers gráficos NVIDIA em uma VM compatível com GPU importada no Horizon Cloud.

Importante: A partir da versão de serviço de dezembro de 2019, o assistente de Importação de Máquina Virtual fornece a opção da VM criada pelo assistente ingressar em um domínio especificado do Active Directory ou da VM não ingressar no domínio. Antes da versão de serviço de dezembro de 2019, a VM criada pelo assistente sempre ingressava automaticamente no domínio. Sua organização também pode optar por ingressar VMs criadas manualmente em um domínio, para permitir que as contas de administrador de domínio façam login e personalizem essas VMs antes de serem seladas.

Se a VM base tiver ingressado no domínio no processo de criação, as contas de administrador de domínio poderão fazer login na VM para personalizá-la. No entanto, quando seu pod ainda não foi sido atualizado para a versão de manifesto 1230 ou posterior e se a sua organização tiver uma política que impede o uso de contas de administrador local nas VMs que ingressaram em um domínio, você não poderá fazer login na VM da imagem para personalizá-la até configurar o grupo local Usuários DaaS Direct Connect com as contas de domínio que você deseja usar para personalizar a imagem. Antes do manifesto do pod 1230, o software do agente instalado em uma VM ingressada no domínio impedia que as contas de domínio se conectassem diretamente a essa VM. Para obter detalhes, consulte Quando o seu pod ainda não está atualizado para o Manifesto 1230 ou posterior; como configurar a capacidade de contas de domínio para conexão remota à imagem importada.

Configurar a VM para desempenho ideal da experiência remota

Depois de personalizar a VM conforme às suas necessidades organizacionais específicas, siga as etapas em Cinco etapas principais para obter o desempenho ideal de experiência remota das suas golden images em farms e áreas de trabalho do Horizon Cloud para garantir que seus usuários finais obtenham o desempenho ideal de experiência remota em seus aplicativos e áreas de trabalho atribuídos.

Por fim, converta a VM da imagem em uma imagem publicada

Use o fluxo de trabalho Nova imagem para converter a VM em uma imagem da área de trabalho atribuível. Para ver as etapas, consulte Converter uma VM da imagem configurada em uma imagem atribuível no Horizon Cloud.

Depois que a VM for convertida, o status Publicado na página Imagens indicará que o Horizon Cloud selou a VM da imagem para uso no ambiente. Quando você vir que a imagem na página Inventário - Imagens exibe o status Publicado, poderá criar:

Sobre o software do agente do VMware Dynamic Environment Manager e a criação de imagens da área de trabalho em um pod do Horizon Cloud no Microsoft Azure

A partir da versão de julho de 2019 do Horizon Cloud, a instalação do agente do VMware Dynamic Environment Manager é incorporada ao fluxo de trabalho do Horizon Agents Installer e ao fluxo de trabalho automatizado Importar Área de Trabalho. O componente do agente do VMware Dynamic Environment Manager também é chamado de componente do cliente FlexEngine. O Horizon Agents Installer é o pacote de software que instala o software relacionado ao agente em uma nova VM de imagem quando você executa o fluxo de trabalho Importar área de trabalho ou cria manualmente uma VM de imagem. Quando você executa o fluxo de trabalho Importar Área de Trabalho, o Horizon Agents Installer é executado em segundo plano para instalar os agentes. Quando você seguir as etapas para a criação manual de uma VM de imagem, baixe e execute o Horizon Agents Installer como parte dessas etapas.

A versão de julho de 2019 do Horizon Cloud corresponde à versão 19.2 do Horizon Agents Installer. Os arquivos do VMware Dynamic Environment Manager são instalados na VM da imagem resultante em caminhos de arquivo, conforme descrito abaixo.

Para um pod com a versão de manifesto 1493 e posterior, quando a VM de imagem de base é criada nesse pod usando o fluxo de trabalho automatizado Importar Área de Trabalho
Essa versão do pod é a primeira na qual os componentes do VMware Dynamic Environment Manager são instalados automaticamente nessas imagens de base por padrão. O caminho do arquivo de instalação resultante é C:\Program Files\VMware\Horizon Agents\User Environment.
Para um pod com a versão do manifesto 1493 e posterior, quando a VM da imagem de base é criada usando o método manual
Essa versão do pod é a primeira na qual o Horizon Agents Installer tem a opção de instalar os componentes do VMware Dynamic Environment Manager. Se você optar por instalar essa opção ao executar o Horizon Agents Installer na VM de base criada manualmente, o caminho do arquivo de instalação resultante será C:\Program Files\VMware\Horizon Agents\User Environment.
Para um pod com a versão de manifesto anterior à 1493, quando a VM de imagem de base é criada nesse pod usando o fluxo de trabalho automatizado Importar Área de Trabalho ou usando o método de criação manual
Nesse caso, o fluxo de trabalho automatizado não instala os componentes do VMware Dynamic Environment Manager por padrão na VM resultante. Para imagens de base nesses pods mais antigos, você precisa executar manualmente o instalador autônomo do VMware Dynamic Environment Manager que você baixa na página Downloads do Horizon Cloud em https://my.vmware.com. Nesse caso, o caminho do arquivo de instalação resultante é C:\Program Files\Immidio\Flex Profiles.